Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2012 > 12 > Venda de ingressos para Copa das Confederações bate recorde de pedidos

Esporte

Venda de ingressos para Copa das Confederações bate recorde de pedidos

por Portal Brasil publicado: 04/12/2012 16h20 última modificação: 28/07/2014 17h00
Portal da Copa 2014 Confira os preços

Confira os preços

Maior parte das solicitações foi feita por brasileiros, seguidos por mexicanos, americanos, italianos e espanhóis. Partida de abertura foi a mais procurada

 

Nas primeiras 24 horas da segunda fase de venda de ingressos para a Copa das Confederações Fifa 2013, foram recebidos 186.032 pedidos. O número representa um recorde na história do torneio.

A partida de abertura entre Brasil e Japão, que vai acontecer em 15 de junho, foi a mais procurada, com mais de 37 mil pedidos. Depois vieram o jogo entre Itália e Brasil, no dia 22 de junho em Salvador, e a final do dia 30 no Maracanã. Analisando as procuras por sede, a capital baiana se destaca, à frente do Rio e de Brasília.

A segunda fase de venda de ingressos começou às 9h desta segunda-feira (3), e vai até 15 de janeiro de 2013. Nesse período, não importa o momento da solicitação. No caso em que a demanda  for superior ao número de ingressos disponíveis, haverá um sorteio eletrônico em que todos os pedidos terão igual chance. Todos os solicitantes serão notificados, entre 16 de janeiro e 14 de fevereiro de 2013, tenham eles obtido êxito total, parcial ou não tenham obtido êxito em seus pedidos. A compra pode ser feita por cartão de crédito ou boleto bancário.

 

Próximas fases

Quem não for contemplado, pode aproveitar a fase seguinte, de 15 de fevereiro a 7 de abril de 2013, cujas compras serão por ordem de encomenda. Ou seja, tem prioridade quem manifesta o interesse mais cedo.

Posteriormente, há uma fase de venda de última hora (de 15 de abril a 30 de junho de 2013). Nessa etapa, os ingressos ficam disponíveis para compra apenas por ordem de chegada, até o jogo de encerramento. A diferença é que, além dos pedidos via internet, também haverá opção de comprar as entradas pessoalmente, em Centros de Ingressos da Fifa, que serão montados em cada uma das cidades-sede do torneio.

 

Variação de preços

Os ingressos, divididos em quatro categorias (conforme a localização dos assentos nos estádios), também variam de preço de acordo com a tabela da competição. O jogo de abertura, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília (DF), terá lugares entre R$ 38 (meia-entrada para a Categoria 4) e R$ 266 (Categoria 1, que contempla a área mais nobre da arena). As outras onze partidas válidas pela fase de grupos da Copa das Confederações Fifa Brasil 2013 terão bilhetes com preços que variam de R$ 28,50 a R$ 228.

Quem quiser assistir a uma das duas semifinais, em Fortaleza ou Belo Horizonte, poderá adquirir ingressos entre R$ 38 e R$ 266. Bilhetes para a decisão do terceiro lugar, em Salvador, custarão a partir de R$ 28,50. As entradas mais caras para esse jogo, na Categoria 1, sairão por R$ 228. Por fim, a final do torneio, que será disputada no Maracanã, no Rio de Janeiro, terá ingressos comercializados a preços que variam de R$ 47,50 a R$ 418.

 

Individual ou em grupo

As entradas podem ser compradas de forma individual ou em carnês, espécies de pacotes para assistir aos jogos em um estádio à escolha do cliente. Com exceção do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, que receberá apenas a abertura, as outras cinco sedes terão três jogos cada uma. Confirmado o pagamento, os torcedores poderão retirar ingressos a partir de maio em algum dos centros oficiais a serem montados pela Fifa. Para comprar o ingresso, o torcedor preenche um formulário em que informa dados pessoais, e-mail e telefone para contato. A compra dever ser feita pelo site da Fifa 

 

Cidades-sede

Em 8 de novembro, foram anunciadas as seis cidades-sede da Copa das Confederações de 2013, confirmando as capitais Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Brasília, Salvador e o Recife.

Segundo a Dilma Rousseff, as cidades-sede da Copa estão prontas para a competição e o Brasil se preparou bem para fazer um excelente evento esportivo. “Vamos mostrar em junho de 2013 que o Brasil tem todas as condições de fazer a Copa de 2014. Vamos fazer da Copa de 14 a mais bem organizada e alegre de todos os tempos”.

 

Fonte:
Portal da Copa
Portal Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Governo promove inclusão social pelo esporte
Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis) determina as diretrizes de programas
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis) determina as diretrizes de programas
Governo promove inclusão social pelo esporte

Últimas imagens

Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Foto: Rogério Vital/Ministério do Esporte
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Divulgação/CBDU
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Divulgação/Federação Int. de Canoagem
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Divulgação/CBDU
Tamires Crude garantiu o bronze na categoria até 57kg, e Eleudis Valentin, a prata na categoria até 52kg
Tamires Crude garantiu o bronze na categoria até 57kg, e Eleudis Valentin, a prata na categoria até 52kg
Arquivo/CBDU

Governo digital