Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2013 > 10 > Museu do Futebol inaugura centro de referência

Esporte

Museu do Futebol inaugura centro de referência

História do esporte

Projeto contempla biblioteca, midiateca e um banco de dados virtual com vídeos, fotos e histórias de acervo
por Portal Brasil publicado: 04/10/2013 16h40 última modificação: 30/07/2014 00h07
Portal da Copa O local permite acesso gratuito a uma seleção composta por 1,7 mil livros

O local permite acesso gratuito a uma seleção composta por 1,7 mil livros

O Centro de Referência do Futebol Brasileiro (CRFB) foi inaugurado nesta sexta-feira (04), no Museu do Futebol, localizado no estádio municipal Paulo Machado de Carvalho, em São Paulo.

O local permite acesso gratuito a uma seleção composta por 1.700 livros, mais de 150 referências sobre a prática do esporte na cidade de São Paulo e informações sobre 260 pessoas entrevistadas e 493 instituições, como clubes profissionais e amadores, torcidas organizadas e estádios.

Em três anos de pesquisa, uma equipe multidisciplinar percorreu a cidade de São Paulo e registrou referências por meio de fotografias, filmes, áudios, desenhos e textos.

Conteúdos que estavam dispersos e distantes do conhecimento público, agora, estão organizados em um banco de dados e uma biblioteca e midiateca gratuita, instaladas dentro das dependências do Museu do Futebol.

Daniela Alfonsi, coordenadora do núcleo de documentação, pesquisa e exposições do museu, ressalta a importância de disponibilizar o acervo da instituição. “Por meio da abertura do centro, o Museu do Futebol cumpre seu projeto de conectar uma extensa rede de pesquisadores, colecionadores e acervos sobre futebol. É uma ação inovadora, que integra, no banco de dados, o acervo do museu e acervos de terceiros. Este banco poderá ser consultado via internet”.

Ao navegar por esse banco de dados, o internauta terá a disposição duas interfaces: uma em duas dimensões e outra em 3D. Nesta última, a sensação é a de entrar em um túnel do tempo com histórias de times (amador e profissional), campeonatos e personalidades.

Os boleiros de plantão poderão ter mais informações, por exemplo, sobre times da várzea, como o Negritude Futebol Clube, famoso por organizar a Copa Negritude e reunir o maior número de times amadores da zona leste de São Paulo, ou o Esporte Clube Tenondé Porã, formado pelos índios Guaranis residentes na cidade. 

Ao longo da pesquisa, também foram apuradas histórias ligadas ao esporte, como a de Dorval Rodrigues, um professor que fez parte de um dos mais famosos ataques do futebol brasileiro com Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe, jogadores bi-campeões mundiais pelo Santos Futebol Clube na década de 60.

Quem visitar o CRFB presencialmente poderá conferir também os vídeos do projeto de História Oral “Futebol, Memória e Patrimônio”, uma parceria do Museu com o Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil, da Fundação Getulio Vargas CPDOC/FGV, com financiamento da FAPESP e apoio da Associação dos Campeões Mundiais de Futebol do Brasil.

São mais de 120 horas de entrevistas gravadas com 55 jogadores da Seleção Brasileira que atuaram nas Copas de 1954 a 1982, como Carlos Alberto Torres, Emerson Leão, Aluísio da Luz (Índio), Amarildo da Silveira, Dino Sani, Djalma Santos, Joel Camargo, Ademir da Guia e muitos outros.

Fonte:
Portal da Copa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro

Últimas imagens

Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Foto: Danilo Borges/Ministério do Esporte
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Foto: Rogério Vital/Ministério do Esporte
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Divulgação/CBDU
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Divulgação/Federação Int. de Canoagem
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Divulgação/CBDU

Governo digital