Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2014 > 02 > Faltam menos de quatro meses para o início da Copa do Mundo

Esporte

Faltam menos de quatro meses para o início da Copa do Mundo

Copa

Brasil estreia contra a Croácia, dia 12 de junho, na Arena Corinthians, em São Paulo
por Portal Brasil publicado: 13/02/2014 11h45 última modificação: 30/07/2014 02h40
Divulgação/Confederação Brasileira de Futebol Em 19 edições, foram 15 vitórias, dois empates e apenas duas derrotas em estreia

Em 19 edições, foram 15 vitórias, dois empates e apenas duas derrotas em estreia

Faltam pouco menos de quatro meses para o início da Copa do Mundo no Brasil. A Seleção Brasileira, como anfitriã da competição, estreia no dia 12 de junho contra a Croácia, às 17h, na Arena Corinthians.

O Brasil participou de todas as Copas do Mundo Fifa, de 1930 a 2010. Em 19 edições, a Seleção Brasileira leva vantagem sobre seus adversários em jogos de estreia: foram 15 vitórias, dois empates e apenas duas derrotas.

As duas derrotas foram nas primeiras Copas: em 1930, a Seleção perdeu para a Iugoslávia por 2 a 1 no Uruguai; e em 1934, foi derrotada pela Espanha por 3 a 1, na Itália.

De lá para cá, o Brasil segue invicto em estreias no torneio. O primeiro empate foi na Copa de 1974 da Alemanha, com a Iugoslávia em 0 a 0; e o segundo foi com a Suécia em 1 a 1, na Argentina, em 1978.

A Croácia foi adversária da Seleção em estreia de Copa do Mundo apenas uma vez: em 2006, na Alemanha, quando perdeu por 1 a 0.

Confira o histórico da Seleção Brasileira em estreias em Copas do Mundo:

2010 - África do Sul

Brasil 2 x 1 Coreia do Norte

2006 - Alemanha

Brasil 1 x 0 Croácia

2002 - Japão/Coreia do Sul

Brasil 2 x 1 Turquia

1998 - França

Brasil 2 x 1 Escócia

1994 - Estados Unidos

Brasil 2 x 0 Rússia

1990 - Itália

Brasil 2 x 1 Suécia

1986 - México

Brasil 1 x 0 Espanha

1982 - Espanha

Brasil 2 x 1 União Soviética

1978 - Argentina

Brasil 1 x 1 Suécia

1974 - Alemanha 

Brasil 0 x Iugoslávia

1970 - México

Brasil 4 x 1 Tchecoslováquia

1966 - Inglaterra

Brasil 2 x 0 Bulgária

1962 - Chile

Brasil 2 x 0 México

1958 - Suécia

Brasil 3 x 0 Áustria

1954 - Suíça

Brasil 5 x 0 México

1950 - Brasil

Brasil 4 x 0 México

1938 - França

Brasil 6 x 5 Polônia

1934 - Itália

Brasil 1 x 3 Espanha

1930 - Uruguai

Brasil 1 x 2 Iugoslávia

Fonte: 
Confederação Brasileira de Futebol

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro

Últimas imagens

Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Foto: Danilo Borges/Ministério do Esporte
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Foto: Rogério Vital/Ministério do Esporte
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Divulgação/CBDU
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Divulgação/Federação Int. de Canoagem
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Divulgação/CBDU

Governo digital