Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2014 > 04 > Brasileiras da vela são campeãs na Copa do Mundo em Hyères

Esporte

Brasileiras da vela são campeãs na Copa do Mundo em Hyères

Líderes do ranking

Com o resultado, Martine Grael e Kahena Kunze se mantêm líderes do ranking mundial. Robert Scheidt subiu no ranking da Laser
por Portal Brasil publicado: 28/04/2014 19h03 última modificação: 30/07/2014 02h45

As velejadoras brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze conquistaram, na manhã do último sábado (26), o título da Copa do Mundo de Vela da ISAF, na classe 49erFX, em Hyères, na França. Martine e Kahena, que são líderes do ranking mundial, terminaram a competição com 68 pontos. A medalha de prata ficou com Alexandra Maloney e Molly Meech, da Nova Zelândia com 76 pontos, e a medalha de bronze com as dinamarquesas Idas Marie Nielsen e Marie Olsen, com 83 pontos.

"Estou me sentindo incrível, o que pode ser melhor que isso? Acho que foi a melhor semana para os velejadores em Hyères. Tivemos bom vento, tempo estável e também conversei com pessoas experientes. Estamos ansiosas para voltar aqui novamente. Muito feliz por mais um grande resultado nosso", contou Martine Grael.

A Riviera Francesa foi palco da quinta e última etapa da Copa do Mundo de Vela da ISAF 2013/2014. A competição já passou por Qingdao, Melbourne, Miami e Mallorca. Uma frota de 43 barcos participaram na classe 49erFX para a etapa de Hyères.

Em 2014, Martine e Kahena conquistaram, além da etapa de Hyères, a etapa de Mallorca da Copa do Mundo de Vela da ISAF, a Copa Brasil de Vela, o vice-campeonato no Norte-americano e o quarto lugar na etapa de Miami da Copa do Mundo de Vela.

Também em Hyères, Robert Scheidt confirmou a quarta posição no Top 10 da classe Laser. "Tive alguns momentos complicados no campeonato, principalmente pelas largadas, que foram difíceis para a Laser. No geral, a competição foi de ventos fortes, que já exigem mais do físico dos velejadores da Laser, e consegui manter uma boa média, tanto nessa situação como no vento fraco, o que mostra que estou bem preparado fisicamente", ressaltou Scheidt, dono de cinco medalhas olímpicas (dois ouros, duas pratas e um bronze) e 14 títulos mundiais, entre Laser e Star.

"Também estou velejando bem no vento de popa. Agora é continuar treinando e acertar os detalhes, para chegar forte no Mundial."

Na RS:X, Ricardo ‘Bimba’ Winicki terminou na oitava posição na classificação geral, enfrentando os melhores atletas da atualidade, entre eles, os medalhistas olímpicos de Londres 2012.

"Comecei bem a competição, tive resultados não muito bons nos dias seguintes, mas me recuperei nas últimas regatas. Na Medal Race, nada de vento na minha pior condição. Consegui ir à linha de chegada, mas passei em último e isso me atrapalhou no fim. Conseguimos alcançar o objetivo, que era estar entre os oito, essa foi a regata de maior nível, a mais forte de todas desde o Campeonato Mundial de Búzios, no início do ano passado, com campeões mundiais e medalhistas olímpicos", afirmou Bimba que, este ano, conquistou os títulos da Copa do Brasil (em janeiro, no Rio de Janeiro) e do Campeonato Norte-americano (em fevereiro, em Cancún).

Fonte:

Comitê Olímpico Brasileiro

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo promove inclusão social pelo esporte
Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis) determina as diretrizes de programas
Lei de Incentivo ao Esporte completa dez anos
Regra viabilizou investimento de R$ 1,87 bilhão em projetos de lazer, educação e esporte de alto rendimento
Parque Olímpico da Barra é legado dos Jogos Olímpicos
Espaço de 1,18 milhões de metros quadrados conta com velódromo, estádio aquático e centro de tênis
Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis) determina as diretrizes de programas
Governo promove inclusão social pelo esporte
Regra viabilizou investimento de R$ 1,87 bilhão em projetos de lazer, educação e esporte de alto rendimento
Lei de Incentivo ao Esporte completa dez anos
Espaço de 1,18 milhões de metros quadrados conta com velódromo, estádio aquático e centro de tênis
Parque Olímpico da Barra é legado dos Jogos Olímpicos

Últimas imagens

Petrúcio Ferreira teve 3% a mais dos votos do que o segundo colocado, o tenista sueco Stefan Olsson
Petrúcio Ferreira teve 3% a mais dos votos do que o segundo colocado, o tenista sueco Stefan Olsson
Foto: Danilo Borges/Brasil2016
Selecionados receberão valor equivalente a 12 parcelas da bolsa definida para sua categoria
Selecionados receberão valor equivalente a 12 parcelas da bolsa definida para sua categoria
Foto: Roberto Castro/Min. do Esporte
Iniciativa foi criada para facilitar acesso de crianças e adolescentes ao esporte educacional
Iniciativa foi criada para facilitar acesso de crianças e adolescentes ao esporte educacional
Foto: Francisco Medeiros/Min. do Esporte
Etiene Medeiros é a primeira brasileira a ser campeã mundial de Natação em piscina longa (50 m)
Etiene Medeiros é a primeira brasileira a ser campeã mundial de Natação em piscina longa (50 m)
Foto: Danilo Borges/brasil2016.gov.br
Sargento João Gomes conquistou a medalha de prata na prova de 50 m Peito
Sargento João Gomes conquistou a medalha de prata na prova de 50 m Peito
Foto: Danilo Borges/brasil2016.gov.br

Governo digital