Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2014 > 04 > Franck Caldeira se classifica para o Mundial de Pequim

Esporte

Franck Caldeira se classifica para o Mundial de Pequim

Maratona

Com a segunda melhor marca da carreira, atleta brasileiro está credenciado a competir em Pequim, em 2015
por Portal Brasil publicado: 28/04/2014 18h32 última modificação: 30/07/2014 02h45

O maratonista Franck Caldeira ficou na segunda posição na Maratona de Pádua (Itália), no último domingo (27), na cidade famosa pela basílica de Santo Antônio. Franck correu a prova em 2h12min04 e cruzou a linha de chegada atrás do queniano Kimani Pharis (2h12min03). Os italianos Fabio Mella (2h26min42), Giuliano Virgis (2h32min42) e Christian Pizzatti (2h35min41) completaram o pódio.

Com essa marca, Franck assume a liderança do ranking brasileiro e sul-americano e se qualifica para o Pan-Americano de Toronto e o Mundial de Pequim, em 2015. Essa é a segunda melhor marca em sua carreira para os 42 km e 195 m - a primeira é 2h12min03.

O maratonista disse que manteve o ritmo de prova, apesar do vento de frente, entre 3min05 e 3min08 por quilômetro, quando a lebre (atleta que 'puxa' os demais) parou no quilômetro 29. "Segui eu e três quenianos no pelotão da frente e o ritmo se manteve até os 35 quilômetros - a previsão de chegada era para 2h10min40. Mas a chuva que pegamos no quilômetro 36 do percurso derrubou o nosso ritmo para 3min15. Dois quilômetros depois, a chuva parou e voltamos a apertar, mas aí só estávamos eu e o queniano (Pharis), que encostou. Tentei uma saída - fiz 3min09 nesse trecho, o km 39 -, mas não abri muito. Ele encostou e imprimiu o ritmo. Tentei acompanhar, mas sentia uma dor forte no posterior. E como no final o trecho tem chão em pedra - e aí é que o posterior doía mesmo - ele abriu no 41 e venceu", relatou Franck Caldeira ao treinador Ricardo D'Angelo.

Agora, depois de um mês na Europa e outro mês treinando na altitude de Paipa (COL), Franck quer retornar para casa e ver a família. "Lutei até o final em Pádua. O queniano correu para 3min05 no quilômetro 40. Ele venceu porque correu muito e eu ganhei um segundo lugar, com uma marca que, para começar, está boa."

O técnico Ricardo D'Angelo também avaliou como positiva a prova do fundista, dizendo que Franck esteve perto de sua melhor marca. "Ele passou por uma situação diferente e adversa, quando abandonou a prova de Milão, três semanas atrás. Permaneceu na Europa e agora conseguiu se recuperar e correr bem. Isso mostra que sua capacidade de superação e vontade de vencer são grandes. Essa marca e posição dão confiança de que no futuro poderemos correr abaixo das 2h10min e integrar os grandes eventos internacionais. Estou satisfeito com o desempenho", afirmou Ricardo D'Angelo.

Fonte:
Brasil 2016

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Assunto(s): Esporte

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Daniel Dias fala sobre importância do Bolsa Atleta
Daniel Dias, maior atleta paralímpico do Brasil, fala sobre sua carreira e a importância do Programa Bolsa Atleta para a sua sua trajetória no esporte
Representantes da Rio 2016 fazem balanço da Paralimpíada
Representantes do Governo Federal, da Rio 2016 e do Comitê Paralímpico Internacional comentam os resultados do País ao sediar os Jogos Paralímpicos Rio 2016
Comitê Paralímpico faz homenagem a atletas
Após a melhor campanha em quantidade de medalhas da história da delegação brasileira, os atletas da delegação nacional receberam uma homenagem do Comitê Paralímpico Brasileiro
Daniel Dias, maior atleta paralímpico do Brasil, fala sobre sua carreira e a importância do Programa Bolsa Atleta para a sua sua trajetória no esporte
Daniel Dias fala sobre importância do Bolsa Atleta
Representantes do Governo Federal, da Rio 2016 e do Comitê Paralímpico Internacional comentam os resultados do País ao sediar os Jogos Paralímpicos Rio 2016
Representantes da Rio 2016 fazem balanço da Paralimpíada
Após a melhor campanha em quantidade de medalhas da história da delegação brasileira, os atletas da delegação nacional receberam uma homenagem do Comitê Paralímpico Brasileiro
Comitê Paralímpico faz homenagem a atletas

Últimas imagens

Rafaela Silva foi eleita a melhor atleta de 2016 no Prêmio Brasil Olímpico
Rafaela Silva foi eleita a melhor atleta de 2016 no Prêmio Brasil Olímpico
Roberto Castro/Ministério do Esporte
No total, 13 atletas brasileiros garantiram índices para o Mundial de Natação Paralímpica
No total, 13 atletas brasileiros garantiram índices para o Mundial de Natação Paralímpica
Daniel Zappe/CPB
Brasil marca presença nas competições aquáticas com 12 medalhistas; entre eles, Daniel Dias
Brasil marca presença nas competições aquáticas com 12 medalhistas; entre eles, Daniel Dias
Foto: Francisco Medeiros/Min. do Esporte
Na edição anterior, o time brasileiro liderou o quadro de medalhas com 209 pódios, sendo 102 de ouro
Na edição anterior, o time brasileiro liderou o quadro de medalhas com 209 pódios, sendo 102 de ouro
Divulgação/Prefeitura de Itajaí
Ainda no sábado (21), as oitavas de final contarão com outras três partidas
Ainda no sábado (21), as oitavas de final contarão com outras três partidas
Divulgação/CBHb

Governo digital