Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2014 > 07 > Ruas do entorno do Maracanã amanhecem fechadas para pedestres

Esporte

Ruas do entorno do Maracanã amanhecem fechadas para pedestres

Copa do Mundo

Ação faz parte do esquema de segurança para a partida entre França x Alemanha, válida pelas quartas de final
por Portal Brasil publicado: 04/07/2014 08h11 última modificação: 04/07/2014 09h25

As ruas do entorno do Maracanã, foram bloqueadas para a passagem de carros e pedestres a partir das 6h desta sexta-feira (4). O estádio recebe, às 13h, o primeiro duelo das quartas de final da Copa do Mundo: França x Alemanha e o fechamento das vias faz parte do esquema de segurança para o jogo.

A reabertura das vias ocorrerá duas horas após o término do jogo, contando, caso ocorra, prorrogação e pênaltis. A prefeitura recomenda que os motoristas evitem trafegar de carro na região da grande Tijuca e na Radial Oeste/ São Francisco Xavier. No perímetro de 800 metros ao redor do estádio somente torcedores com ingressos poderão circular.

O bloqueio tem por objetivo evitar que torcedores sem ingresso se aproximem do Maracanã e tentem invadir o estádio, como ocorreu em 18 de junho, no jogo entre Espanha e Chile, pela primeira fase. Os chilenos que forçaram a entrada no estádio acabaram autuados para saírem do País.

A Polícia Militar só permite a passagem de torcedores com ingresso, pessoas com credenciais da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e moradores das ruas bloqueadas.

A prefeitura do Rio de Janeiro decretou feriado integral na cidade, para reduzir o fluxo de veículos, minimizar possíveis transtornos para a população e agilizar o deslocamento dos torcedores para o estádio. Além da partida no Maracanã às 13h, o Brasil joga contra a Colômbia em Fortaleza às 17h.

Segurança

A Polícia Militar contará com um efetivo de 4 mil profissionais, que dentre outras atribuições, fiscalizam a entrada dos torcedores com ingressos, profissionais e moradores credenciados no perímetro de segurança até duas horas após o jogo. Haverá outros 1,2 mil policiais na Fan Fest em Copacabana. 

No Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) representantes das forças de segurança coordenam todas as ações. No local, a movimentação dos torcedores e o deslocamento das delegações são monitorados. As imagens são transmitidas por meio do Vídeo Wall, um telão de cinco metros de altura por 17 metros de comprimento, com 98 monitores LED, que exibe mapas e as principais imagens da cidade. 

Além do CICC, mais dois centros reforçam a segurança. Um fica dentro do Maracanã e outro em um caminhão, o CICC Móvel, no entorno do estádio. Plataformas de observação elevada também auxiliam no monitoramento. 

O atendimento da Polícia Civil também é feito em uma delegacia móvel, que conta com sala para o delegado, cinco estações de trabalho, cela para dois presos e um alojamento. O local tem capacidade para atender até cinco pessoas ao mesmo tempo. Também há reforço no atendimento da Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat). 

Agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública e guardas municipais vão fiscalizar toda a região do estádio para coibir ações de marketing de emboscada, venda irregular de produtos por ambulantes, consumo de bebidas alcoólicas e estacionamento irregular. 

Transporte público 

Como em todos os jogos, a recomendação é o uso prioritário do transporte público. Torcedores com ingresso que se deslocarem da zona norte e zona sul podem usar as linhas 1 e 2 do metrô sem precisar pagar passagem. A transferência entre as duas linhas pode ser feita em todas as estações no trecho compartilhado entre Central e Botafogo. 

Para facilitar o deslocamento até o estádio, os torcedores deverão priorizar a estação de acordo com o seu portão de entrada – há letreiros com informações dentro do próprio sistema do metrô. Todas as estações ficam em um raio de dez minutos de caminhada do estádio e o trajeto será sinalizado com placas instaladas pela prefeitura. 

Quem tem ingressos para os portões A (bilhetes com a cor azul), B e C (amarelo) deve desembarcar na estação Maracanã – onde há uma integração com os trens metropolitanos. A estação São Cristóvão é prioritária para quem terá de entrar pelos portões E e F (verde). O público que acessará o estádio pelo portão D (vermelho) deve utilizar a estação São Francisco Xavier. 

BRT Transcarioca 

Os torcedores que saírem do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) ou da zona oeste poderão utilizar o BRT Transcarioca para se deslocarem até o Maracanã. Haverá ônibus expressos saindo do terminal Alvorada, na Barra da Tijuca, do Fundão e do aeroporto. Os passageiros devem desembarcar na estação Vicente de Carvalho e fazer a integração com a linha 2 do metrô no mesmo local. 

Quem chegar no Aeroporto Santos Dumont no dia da partida também pode pegar um ônibus gratuito até a estação Cinelândia, no centro, e seguir de metrô até a arena. 

Motoristas de veículos fretados que desejarem circular pelo Rio de Janeiro devem estar atentos às regras decretadas no Diário Oficial. Um bolsão de estacionamento foi montado na Ilha do Fundão para ônibus e vans. Os passageiros deverão desembarcar no local e utilizar o transporte público da cidade. 

Fan Fest 

A Fan Fest, que já levou 630.528 pessoas às areias de Copacabana, reabrirá na sexta-feira às 11h para a transmissão dos jogos e contará com a bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, o bloco Carrossel de Emoções e a Blitz. A lotação máxima é de 20 mil pessoas simultaneamente e os portões são fechados quando a capacidade chega ao limite máximo. A entrada é gratuita e o local fica aberto até às 22h. 

Será montada a área de lazer na Avenida Atlântica a partir das 7h desta sexta-feira. Já meia hora antes do início da partida do Brasil (16h30) a pista junto às edificações também será bloqueada no trecho entre a Rua Figueiredo de Magalhães e a Avenida Princesa Isabel. Todo o tráfego será desviado para Rua Figueiredo de Magalhães e Avenida Nossa Senhora de Copacabana. Essa interdição ficará mantida até às 21h.

Fontes:
Agência Brasil
Portal da Copa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo promove inclusão social pelo esporte
Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis) determina as diretrizes de programas
Lei de Incentivo ao Esporte completa dez anos
Regra viabilizou investimento de R$ 1,87 bilhão em projetos de lazer, educação e esporte de alto rendimento
Parque Olímpico da Barra é legado dos Jogos Olímpicos
Espaço de 1,18 milhões de metros quadrados conta com velódromo, estádio aquático e centro de tênis
Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis) determina as diretrizes de programas
Governo promove inclusão social pelo esporte
Regra viabilizou investimento de R$ 1,87 bilhão em projetos de lazer, educação e esporte de alto rendimento
Lei de Incentivo ao Esporte completa dez anos
Espaço de 1,18 milhões de metros quadrados conta com velódromo, estádio aquático e centro de tênis
Parque Olímpico da Barra é legado dos Jogos Olímpicos

Últimas imagens

Dos brasileiros, 24 foram finalistas em pelo menos uma prova. Rodrigo Parreira ganhou dois bronzes nos 200m
Dos brasileiros, 24 foram finalistas em pelo menos uma prova. Rodrigo Parreira ganhou dois bronzes nos 200m
Fotos: Daniel Zappe/CPB
Programa Esporte e Cidadania Para Todos envolve professores, assistentes sociais e psicólogos
Programa Esporte e Cidadania Para Todos envolve professores, assistentes sociais e psicólogos
Foto: Francisco Medeiros/Ministério do Esporte
María José Pesce Cutri participou do 1º Encontro de Faculdades de Educação Física do Brasil
María José Pesce Cutri participou do 1º Encontro de Faculdades de Educação Física do Brasil
Foto: Francisco Medeiros/ME
Manutenção da bolsa foi uma das prioridades do Ministério da Educação
Manutenção da bolsa foi uma das prioridades do Ministério da Educação
Francisco Medeiros/Ministério da Educação
Serão concedidas bolsas entre R$ 5 mil e R$ 15 mil para atletas de 17 modalidades olímpicas e paralímpicas
Serão concedidas bolsas entre R$ 5 mil e R$ 15 mil para atletas de 17 modalidades olímpicas e paralímpicas
Foto: Gabriel Heusi/ brasil2016.gov.br

Governo digital