Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2014 > 09 > Marcus Vinícius é vice-campeão da Copa do Mundo de tiro com arco

Esporte

Marcus Vinícius é vice-campeão da Copa do Mundo de tiro com arco

Conquista

Na etapa final da temporada, brasileiro de apenas 16 anos chegou à final e só perdeu para Brady Ellison no desempate
por Portal Brasil publicado: 08/09/2014 17h20 última modificação: 08/09/2014 17h20
Divulgação/Brasil 2016 Jovem de apenas 16 anos protagonizou um duelo muito equilibrado contra o norte-americano Brady Ellison

Jovem de apenas 16 anos protagonizou um duelo muito equilibrado contra o norte-americano Brady Ellison

No último domingo (7), Marcus Vinícius D’Almeida conquistou o vice-campeonato da etapa final da Copa do Mundo de tiro com arco. Na decisão, o jovem de apenas 16 anos protagonizou um duelo muito equilibrado contra o norte-americano Brady Ellison, que venceu no desempate e faturou o título.

Antes de chegar à final, Marcus Vinícius já tinha entrado para a história do esporte ao tornar-se o atleta mais jovem a se classificar para a grande final da Copa do Mundo de tiro com arco. Credenciado pelos grandes resultados recentes — o brasileiro foi campeão dos Jogos Sul-Americanos, vice na segunda etapa da Copa do Mundo e prata nos Jogos Olímpicos da Juventude de Nanquim 2014 —, Marcus chegou a Lausanne, na Suíça, como segundo cabeça de chave do torneio.

Apesar da pouca idade, o brasileiro lidou bem com o favoritismo. Chegou à decisão da competição sem perder um set sequer. Contra Brady Ellison, o brasileiro empatou dois sets, venceu um e perdeu o outro, o que levou o duelo para o round de desempate. Marcus Vinícius conseguiu um nove, mesma pontuação de Ellison. Mas a flecha do norte-americano ficou mais perto do alvo, o que tirou o título do brasileiro.

O resultado, no entanto, foi bastante comemorado. “Sete de setembro, Dia da Independência. Dia que entrei para a história da minha modalidade”, escreveu o atleta no Facebook. Cansado das competições e das viagens, o brasileiro contou na rede social que um vídeo motivacional mostrado por seu técnico na manhã do torneio fez a diferença. “Tinha que ser na raça, na vontade, passar por cima de tudo. Me enchi de pensamentos positivos, me arrepiei e fomos para a batalha”, relatou Marcus Vinícius.

Fonte:
Brasil 2016

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Mais 56 atletas são contemplados com a Bolsa Pódio
No total, 239 esportistas já contam o apoio. A categoria Pódio é patrocínio para esportistas com chances reais de medalhas
Mais de 180 atletas receberão a Bolsa Pódio
Ministério do Esporte anuncia primeira lista de beneficiados. Subsídios variam de R$ 5 mil a R$ 15 mil
Daniel Dias fala sobre importância do Bolsa Atleta
Daniel Dias, maior atleta paralímpico do Brasil, fala sobre sua carreira e a importância do Programa Bolsa Atleta para a sua sua trajetória no esporte
No total, 239 esportistas já contam o apoio. A categoria Pódio é patrocínio para esportistas com chances reais de medalhas
Mais 56 atletas são contemplados com a Bolsa Pódio
Ministério do Esporte anuncia primeira lista de beneficiados. Subsídios variam de R$ 5 mil a R$ 15 mil
Mais de 180 atletas receberão a Bolsa Pódio
Daniel Dias, maior atleta paralímpico do Brasil, fala sobre sua carreira e a importância do Programa Bolsa Atleta para a sua sua trajetória no esporte
Daniel Dias fala sobre importância do Bolsa Atleta

Últimas imagens

Manutenção da bolsa foi uma das prioridades do Ministério da Educação
Manutenção da bolsa foi uma das prioridades do Ministério da Educação
Francisco Medeiros/Ministério da Educação
Serão concedidas bolsas entre R$ 5 mil e R$ 15 mil para atletas de 17 modalidades olímpicas e paralímpicas
Serão concedidas bolsas entre R$ 5 mil e R$ 15 mil para atletas de 17 modalidades olímpicas e paralímpicas
Foto: Gabriel Heusi/ brasil2016.gov.br
Atletas dos principais clubes do Brasil foram escolhidas pela comissão técnica da seleção brasileira
Atletas dos principais clubes do Brasil foram escolhidas pela comissão técnica da seleção brasileira
Foto: Rafael Bello/COB
É o primeiro ouro em etapas internacionais da dupla Ágatha e Duda, que já tinha uma prata
É o primeiro ouro em etapas internacionais da dupla Ágatha e Duda, que já tinha uma prata
Marco Antônio Teixeira/CBV
Número 7 do mundo, Érika Miranda (de azul) chegou ao quarto título de Grand Slam
Número 7 do mundo, Érika Miranda (de azul) chegou ao quarto título de Grand Slam
Foto: Gabriela Sabau/IJF

Governo digital