Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2014 > 12 > Botafogo se despede da Série A em empate amargo com Galo

Esporte

Botafogo se despede da Série A em empate amargo com Galo

0x0

Com jogadas fracas nos primeiros 45 minutos, times voltam mais ofensivos no segundo tempo mas também não marcam gols
por Portal Brasil publicado: 08/12/2014 14h28 última modificação: 08/12/2014 14h28

O rebaixado Botafogo (RJ) se despediu de forma amarga da série A, nesse domingo (7), ao empatar em 0 a 0 contra o Atlético (MG) (campeão da Copa do Brasil e classificado para a Libertadores), em jogo realizado em Brasília.

As equipes fizeram partida fraca e o resultado espelhou a falta de objetividade das duas equipes já desinteressadas no Brasileirão.

Em clima de amistoso, o campeão da Copa do Brasil, Atlético (MG), e Botafogo fizeram uma primeira etapa morna com poucas chances de gol.

As melhores oportunidades foram criadas pelo time misto do Galo, que chegou bem apenas aos 3, aos 20 e aos 37 minutos. Ora por falhas na defesa da equipe carioca, ora por jogadas criadas pelas revelações Carlos e Dodô.

A equipe mineira comandou as ações e pouco foi ameaçado. “O Botafogo é um time desfigurado. O Galo conta com essas revelações que podem decidir a qualquer momento, com bom toque de bola”, comentou o narrador André Luiz Mendes, da Rádio Nacional.

Para o técnico Levir Culpi, do Atlético (MG), o primeiro tempo foi fraco. “Não gostei do jogo. Erramos muito nas finalizações. Precisamos melhorar no segundo tempo”, disse para a equipe de reportagem da rádio.

Segundo tempo

As equipes voltaram mais ofensivas na etapa final. Principalmente o Atlético, que conseguiu criar três chances para abrir o marcador, aos 6, 7 e 8 minutos. Primeiro com Marion (por fora), depois com Dodô e com Pierre, que pararam em boas defesas de Helton Leite.

Em seguida, o Botafogo equilibrou as ações e melhorou a marcação. O Galo não chegava perto da área adversária como antes, e a partida ficou truncada no meio de campo. A partir disso as equipes diminuíram o ritmo até o final do jogo.

Botafogo

Helton Leite; Régis, Dankler, André Bahia e Fabiano (Andreazzi); Marcelo Mattos, Airton e Gabriel; Murilo (Gegê), Yuri Mamute e Bruno Corrêa (Maykon)

Técnico: Vagner Mancini

Atlético-MG

Uilson; Alex Silva, Tiago, Réver (Jemerson) e Pedro Botelho; Pierre, Josué, Eduardo e Dodô; Marion e Carlos

Técnico: Levir Culpi

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Daniel Dias fala sobre importância do Bolsa Atleta
Daniel Dias, maior atleta paralímpico do Brasil, fala sobre sua carreira e a importância do Programa Bolsa Atleta para a sua sua trajetória no esporte
Representantes da Rio 2016 fazem balanço da Paralimpíada
Representantes do Governo Federal, da Rio 2016 e do Comitê Paralímpico Internacional comentam os resultados do País ao sediar os Jogos Paralímpicos Rio 2016
Comitê Paralímpico faz homenagem a atletas
Após a melhor campanha em quantidade de medalhas da história da delegação brasileira, os atletas da delegação nacional receberam uma homenagem do Comitê Paralímpico Brasileiro
Daniel Dias, maior atleta paralímpico do Brasil, fala sobre sua carreira e a importância do Programa Bolsa Atleta para a sua sua trajetória no esporte
Daniel Dias fala sobre importância do Bolsa Atleta
Representantes do Governo Federal, da Rio 2016 e do Comitê Paralímpico Internacional comentam os resultados do País ao sediar os Jogos Paralímpicos Rio 2016
Representantes da Rio 2016 fazem balanço da Paralimpíada
Após a melhor campanha em quantidade de medalhas da história da delegação brasileira, os atletas da delegação nacional receberam uma homenagem do Comitê Paralímpico Brasileiro
Comitê Paralímpico faz homenagem a atletas

Últimas imagens

É o primeiro ouro em etapas internacionais da dupla Ágatha e Duda, que já tinha uma prata
É o primeiro ouro em etapas internacionais da dupla Ágatha e Duda, que já tinha uma prata
Marco Antônio Teixeira/CBV
Número 7 do mundo, Érika Miranda (de azul) chegou ao quarto título de Grand Slam
Número 7 do mundo, Érika Miranda (de azul) chegou ao quarto título de Grand Slam
Foto: Gabriela Sabau/IJF
Brasil é o maior vencedor do Mundial da modalidade
Brasil é o maior vencedor do Mundial da modalidade
Divulgação/CBV
Empresas interessadas deverão cumprir requisitos mínimos para a certificação, que terá prazo de validade de dois anos
Empresas interessadas deverão cumprir requisitos mínimos para a certificação, que terá prazo de validade de dois anos
Divulgação/EBC
Mais de 8,3 milhões de ingressos foram vendidos na Rio 2016
Mais de 8,3 milhões de ingressos foram vendidos na Rio 2016
Danilo Borges/Ministério do Esporte

Governo digital