Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2014 > 12 > Botafogo se despede da Série A em empate amargo com Galo

Esporte

Botafogo se despede da Série A em empate amargo com Galo

0x0

Com jogadas fracas nos primeiros 45 minutos, times voltam mais ofensivos no segundo tempo mas também não marcam gols
por Portal Brasil publicado: 08/12/2014 14h28 última modificação: 08/12/2014 14h28

O rebaixado Botafogo (RJ) se despediu de forma amarga da série A, nesse domingo (7), ao empatar em 0 a 0 contra o Atlético (MG) (campeão da Copa do Brasil e classificado para a Libertadores), em jogo realizado em Brasília.

As equipes fizeram partida fraca e o resultado espelhou a falta de objetividade das duas equipes já desinteressadas no Brasileirão.

Em clima de amistoso, o campeão da Copa do Brasil, Atlético (MG), e Botafogo fizeram uma primeira etapa morna com poucas chances de gol.

As melhores oportunidades foram criadas pelo time misto do Galo, que chegou bem apenas aos 3, aos 20 e aos 37 minutos. Ora por falhas na defesa da equipe carioca, ora por jogadas criadas pelas revelações Carlos e Dodô.

A equipe mineira comandou as ações e pouco foi ameaçado. “O Botafogo é um time desfigurado. O Galo conta com essas revelações que podem decidir a qualquer momento, com bom toque de bola”, comentou o narrador André Luiz Mendes, da Rádio Nacional.

Para o técnico Levir Culpi, do Atlético (MG), o primeiro tempo foi fraco. “Não gostei do jogo. Erramos muito nas finalizações. Precisamos melhorar no segundo tempo”, disse para a equipe de reportagem da rádio.

Segundo tempo

As equipes voltaram mais ofensivas na etapa final. Principalmente o Atlético, que conseguiu criar três chances para abrir o marcador, aos 6, 7 e 8 minutos. Primeiro com Marion (por fora), depois com Dodô e com Pierre, que pararam em boas defesas de Helton Leite.

Em seguida, o Botafogo equilibrou as ações e melhorou a marcação. O Galo não chegava perto da área adversária como antes, e a partida ficou truncada no meio de campo. A partir disso as equipes diminuíram o ritmo até o final do jogo.

Botafogo

Helton Leite; Régis, Dankler, André Bahia e Fabiano (Andreazzi); Marcelo Mattos, Airton e Gabriel; Murilo (Gegê), Yuri Mamute e Bruno Corrêa (Maykon)

Técnico: Vagner Mancini

Atlético-MG

Uilson; Alex Silva, Tiago, Réver (Jemerson) e Pedro Botelho; Pierre, Josué, Eduardo e Dodô; Marion e Carlos

Técnico: Levir Culpi

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro

Últimas imagens

Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Foto: Danilo Borges/Ministério do Esporte
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Foto: Rogério Vital/Ministério do Esporte
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Divulgação/CBDU
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Divulgação/Federação Int. de Canoagem
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Divulgação/CBDU

Governo digital