Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2014 > 12 > Seleção de rugby feminina conquista Taça bronze em Dubai

Esporte

Seleção de rugby feminina conquista Taça bronze em Dubai

Desempenho

Após duas vitórias inéditas sobre Espanha e África do Sul, as Tupis conquistaram o título e terminaram o torneio em nono lugar
por Portal Brasil publicado: 08/12/2014 17h08 última modificação: 08/12/2014 17h08
Divulgação/Ministério do Esporte Tupis tiveram duas vitórias históricas sobre Espanha e África do Sul

Tupis tiveram duas vitórias históricas sobre Espanha e África do Sul

A seleção brasileira feminina de rugby estreou na temporada 2014/2015 com o pé direito.

Após duas vitórias inéditas e históricas sobre Espanha e África do Sul, as Tupis – como é conhecida a seleção nacional – conquistaram o título da Taça Bronze (Bowl) e chegaram ao nono lugar geral do World Rugby Women´s Sevens Series.

Na grande final, a Nova Zelândia venceu a Austrália de virada no fim da partida e mostrou sua supremacia.

“Estávamos sentindo que esse dia chegaria. Contra as espanholas, não foi um jogo fácil, mas nosso estilo de jogo sempre proporcionou jogos apertados com elas. Soubemos aproveitar as oportunidades e provamos para nós mesmas que éramos capazes de muito mais. Contra a África do Sul, fizemos muito melhor, evoluímos em muitos aspectos e saímos de cabeça erguida do torneio”, afirmou a capitã Paulinha Ishibashi.

Na última quinta-feira (4), as meninas do Brasil estrearam no World Rugby Women´s Sevens Series com três derrotas contra algumas das melhores seleções do mundo.

A primeira foi contra o Canadá, 26 a 10, a segunda diante da Inglaterra por 29 a 10, e a terceira contra Fiji por 21 a 12.

Já na sexta-feira (5), as Tupis tiveram desempenho impecável, mostrando grande capacidade de reação. A primeira vítima foi a Espanha. As Leonas tinham histórico de 11 jogos e 11 vitórias sobre o Brasil.

E no início do jogo esse histórico quase se manteve, já que as adversárias largaram na frente com um 14 a 7 ainda no primeiro tempo. Mas, no final viraram o placar com um try de Karina no apagar das luzes, deixando o placar final com 19 a 14.

A final da Taça de Bronze seria contra a África do Sul. Nada que amedrontasse as meninas brasileiras. A vitória inspiradora sobre a Espanha deu o gás extra para a disputa final. Soberano durante todo o jogo, o time brasileiro terminou o primeiro tempo com um placar de 12 a 0. 

No segundo tempo, o segundo try de Luiza deu tranquilidade à equipe. E no final, 17 a 7 para as Tupis, que pela primeira vez venceram a África do Sul e de quebra garantiram o 9º lugar na competição.

Seleção Masculina tem desempenho de destaque
Os rapazes brasileiros provaram no Dubai Sevens que têm plenas condições de fazer boa figura no Rio 2016. Os Tupis saíram de campo sem vencer, mas fizeram jogos parelhos contra Argentina, França, Portugal e Quênia e, inclusive, arrancaram um try sobre o líder da temporada Fiji.

O título da etapa ficou com a África do Sul, que superou Nova Zelândia e Austrália para triunfar pela primeira vez na temporada e assumir a vice-liderança geral. Fiji segue na ponta, após derrotar os All Blacks na disputa pelo 3º lugar.

Modalidade

O rugby é um dos esportes mais praticados do mundo, com 6,6 milhões de jogadores registrados e presente em mais de 120 países.

No Brasil, são mais de 120 mil seguidores, mais de 300 agremiações esportivas e 60 mil atletas e praticantes, números que, somados à volta da modalidade ao programa olímpico nos Jogos do Rio 2016, fizeram a Federação Internacional de Rugby eleger o Brasil como prioridade estratégica de investimento.

Fonte:
Ministério do Esporte

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro

Últimas imagens

Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Foto: Danilo Borges/Ministério do Esporte
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Foto: Rogério Vital/Ministério do Esporte
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Divulgação/CBDU
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Divulgação/Federação Int. de Canoagem
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Divulgação/CBDU

Governo digital