Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2016 > 02 > Atletas da paracanoagem intensificam treinos no Rio de Janeiro

Esporte

Atletas da paracanoagem intensificam treinos no Rio de Janeiro

Rio 2016

Fernando Rufino, Mari Santilli e Vander Lima começaram a treinar na Lagoa Rodrigo de Freitas, que será palco das disputas da modalidade
publicado: 26/02/2016 12h40 última modificação: 27/02/2016 12h02

A menos de 200 dias da abertura dos Jogos Paralímpicos 2016, os atletas brasileiros da paracanoagem intensificaram os treinos em busca de pódio e medalhas no maior evento esportivo do planeta. Nesta semana, Fernando Rufino, Mari Santilli e Vander Lima, promessas para este ano, começaram a treinar na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, que será palco das disputas da modalidade.

Em 2016, a paracanoagem estreia entre os esportes paralímpicos, e o Brasil tem se destacado nas competições internacionais. Os atletas que chegaram ao Rio de Janeiro têm grandes chances de disputar o maior evento esportivo do planeta, mas dependem do resultado do Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem, que será disputado em maio, na Alemanha, para garantir vaga.

De acordo com Thiago Pupo, treinador da equipe permanente de paracanoagem, as atividades realizadas na lagoa Rodrigo de Freitas, na capital fluminense, servem para ambientar os atletas às condições do local de competição. "Nosso principal objetivo é acostumar com a água, que é salobra, e com as condições de vento, além de aprimorarmos as nossas técnicas para garantir bons resultados na competição. Os atletas selecionados são os que têm maior chance de classificação para os Jogos e conquista de medalhas", explica Pupo.

Fernando Rufino, mais conhecido como "Cowboy", é uma das grandes promessas para 2016. Ex-peão de rodeio, o paratleta sul-mato-grossense mantém o terceiro lugar no ranking mundial da modalidade. Os colegas do Paraná, Mari Santilli e Vander Lima, ocupam posições de destaque na classificação nacional e também estão no Rio de Janeiro.

A próxima disputa está marcada para os dias 11, 12 e ‪13 de março na primeira etapa da Copa Brasil de Paracanoagem. A prova será realizada em São Paulo, na Raia Olímpica da Universidade de São Paulo (USP), que abriga o Centro de Treinamento de mais quatro paratletas.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Esporte

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Daniel Dias fala sobre importância do Bolsa Atleta
Daniel Dias, maior atleta paralímpico do Brasil, fala sobre sua carreira e a importância do Programa Bolsa Atleta para a sua sua trajetória no esporte
Representantes da Rio 2016 fazem balanço da Paralimpíada
Representantes do Governo Federal, da Rio 2016 e do Comitê Paralímpico Internacional comentam os resultados do País ao sediar os Jogos Paralímpicos Rio 2016
Comitê Paralímpico faz homenagem a atletas
Após a melhor campanha em quantidade de medalhas da história da delegação brasileira, os atletas da delegação nacional receberam uma homenagem do Comitê Paralímpico Brasileiro
Daniel Dias, maior atleta paralímpico do Brasil, fala sobre sua carreira e a importância do Programa Bolsa Atleta para a sua sua trajetória no esporte
Daniel Dias fala sobre importância do Bolsa Atleta
Representantes do Governo Federal, da Rio 2016 e do Comitê Paralímpico Internacional comentam os resultados do País ao sediar os Jogos Paralímpicos Rio 2016
Representantes da Rio 2016 fazem balanço da Paralimpíada
Após a melhor campanha em quantidade de medalhas da história da delegação brasileira, os atletas da delegação nacional receberam uma homenagem do Comitê Paralímpico Brasileiro
Comitê Paralímpico faz homenagem a atletas

Últimas imagens

É o primeiro ouro em etapas internacionais da dupla Ágatha e Duda, que já tinha uma prata
É o primeiro ouro em etapas internacionais da dupla Ágatha e Duda, que já tinha uma prata
Marco Antônio Teixeira/CBV
Número 7 do mundo, Érika Miranda (de azul) chegou ao quarto título de Grand Slam
Número 7 do mundo, Érika Miranda (de azul) chegou ao quarto título de Grand Slam
Foto: Gabriela Sabau/IJF
Brasil é o maior vencedor do Mundial da modalidade
Brasil é o maior vencedor do Mundial da modalidade
Divulgação/CBV
Empresas interessadas deverão cumprir requisitos mínimos para a certificação, que terá prazo de validade de dois anos
Empresas interessadas deverão cumprir requisitos mínimos para a certificação, que terá prazo de validade de dois anos
Divulgação/EBC
Mais de 8,3 milhões de ingressos foram vendidos na Rio 2016
Mais de 8,3 milhões de ingressos foram vendidos na Rio 2016
Danilo Borges/Ministério do Esporte

Governo digital