Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2016 > 02 > Natação brasileira terá recorde de atletas paralímpicos nos Jogos Rio 2016

Esporte

Natação brasileira terá recorde de atletas paralímpicos nos Jogos Rio 2016

Olimpíada

Delegação contará com 32 atletas, 12 a mais do que em Londres 2012. Recorde era da edição de Pequim 2008, com 28
por Portal Brasil publicado: 15/02/2016 19h51 última modificação: 16/02/2016 10h29

O Brasil levará um número recorde de 32 nadadores paralímpicos para os Jogos Rio 2016, um crescimento de 60% em relação à última edição do evento, em Londres 2012, na qual a seleção contou com 20 atletas. A modalidade distribuirá um total de 152 medalhas nos Jogos. São esperados 620 atletas para o evento.

Até então, a edição dos Jogos Paralímpicos que havia registrado o maior número de nadadores brasileiros havia sido Pequim 2008, quando a equipe contou com 24 atletas.

“Superamos o recorde de Pequim-2008 e, o mais importante, essas vagas foram conquistadas dentro d'água, graças à colocação dos nossos atletas no ranking mundial, e não porque somos o país-sede dos Jogos Paralímpicos. As 32 vagas são o fruto do desenvolvimento da natação paralímpica brasileira”, comemorou Edilson Alves da Rocha, o Tubiba, diretor-técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

A definição dos nomes dos 32 representantes brasileiros no Rio 2016 será feita em 14 de julho, dia em que se encerra o prazo para a obtenção das marcas classificatórias estabelecidas pelo CPB. O comitê trabalha com índices próprios para o Rio 2016, mais fortes do que aqueles previstos pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC). As marcas ainda serão divulgadas pelo CPB.

“Estamos muito orgulhosos pelo número de vagas que alcançamos graças aos bons resultados dos nossos nadadores. Agora vamos trabalhar para ter todos os nossos atletas disputando finais no Rio”, destacou Leonardo Tomasello, técnico-chefe da natação paralímpica do Brasil.

A principal competição para a obtenção de marcas para os nadadores brasileiros será durante o Open Caixa Internacional, previsto para o período de 22 e 24 de maio, no Estádio Olímpico de Esportes Aquáticos, no Parque Olímpico da Barra. A competição servirá também como evento-teste da modalidade para o Rio 2016.

Histórico de sucesso

A natação é a segunda modalidade que mais rendeu medalhas ao Brasil na história dos Jogos Paralímpicos. A modalidade faz parte do programa desde Roma 1960. De lá para cá, o País já subiu ao pódio 83 vezes, com 28 medalhas de ouro, 27 de prata e 28 de bronze. Só quem supera a natação é o atletismo, com um total de 109 medalhas.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Brasil 2016

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Balanço sobre atuação do Brasil nos Jogos Rio 2016
Ministro do Esporte, Leonardo Picciani, garante a manutenção da Bolsa Atleta e da Bolsa Pódio
Saiba como foram feitas as medalhas dos Jogos Rio 2016
Objeto de desejo dos atletas foi produzido de forma sustentável pela Casa da Moeda e traz novidade acessível para atletas deficientes visuais
COB vai a Londres em busca de referências para Rio 2016
Ministro Leonardo Picciani afirmou que Comitê Olímpico Brasileiro usará as ações bem-sucedidas do megaevento londrino nos Jogos Olímpicos Rio 2016
Ministro do Esporte, Leonardo Picciani, garante a manutenção da Bolsa Atleta e da Bolsa Pódio
Balanço sobre atuação do Brasil nos Jogos Rio 2016
Objeto de desejo dos atletas foi produzido de forma sustentável pela Casa da Moeda e traz novidade acessível para atletas deficientes visuais
Saiba como foram feitas as medalhas dos Jogos Rio 2016
Ministro Leonardo Picciani afirmou que Comitê Olímpico Brasileiro usará as ações bem-sucedidas do megaevento londrino nos Jogos Olímpicos Rio 2016
COB vai a Londres em busca de referências para Rio 2016

Últimas imagens

Natação brasileira (foto) foi o segundo esporte que mais subiu ao pódio na Turquia; representação do País contou com 230 atletas
Natação brasileira (foto) foi o segundo esporte que mais subiu ao pódio na Turquia; representação do País contou com 230 atletas
Divulgação/CBDE
Local será aberto para a chegada dos atletas em 24 de julho; obra é a mais complexa dos Jogos
Local será aberto para a chegada dos atletas em 24 de julho; obra é a mais complexa dos Jogos
Divulgação/Brasil 2016
A preparação do time verde e amarelo será feita na Granja Comary, a partir do dia 18 de julho.
A preparação do time verde e amarelo será feita na Granja Comary, a partir do dia 18 de julho.
Foto: Rafael Ribeiro / CBF
O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, e o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, participaram da reunião de revisão de projeto do megaevento, realizada na última quarta-feira (15)
O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, e o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, participaram da reunião de revisão de projeto do megaevento, realizada na última quarta-feira (15)
Foto: Roberto Castro/brasil2016.gov.br/ME

Governo digital