Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2017 > 04 > Competição de atletismo e natação reúne 34 medalhistas paralímpicos brasileiros

Esporte

Competição de atletismo e natação reúne 34 medalhistas paralímpicos brasileiros

Disputa internacional

Open Internacional Loterias Caixa de Atletismo e Natação contará com a presença de 316 atletas de oito países, no total
por Portal Brasil publicado: 18/04/2017 19h03 última modificação: 19/04/2017 10h45
Foto: Francisco Medeiros/Min. do Esporte Brasil marca presença nas competições aquáticas com 12 medalhistas; entre eles, Daniel Dias

Brasil marca presença nas competições aquáticas com 12 medalhistas; entre eles, Daniel Dias

Entre os dias 21 e 23 de abril, o Open Internacional Loterias Caixa de Atletismo e Natação reunirá 34 medalhistas brasileiros dos Jogos Paralímpicos Rio 2016.

A disputa ocorre no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, e representa a principal oportunidade para os atletas obterem índices para os Mundiais de atletismo, que este ano será em Londres, no mês de julho; e de natação, na Cidade do México, em setembro.

O evento, promovido anualmente pelo Comitê Paralímpico Brasileiro com patrocínio das Loterias Caixa, conta com atletas nacionais e internacionais e faz parte do calendário do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, sigla em inglês) das duas modalidades. O Open Internacional também conta pontos para os atletas para a formação do ranking mundial de atletismo e natação.

Atletas brasileiros

Participam desta edição 316 atletas (181 do atletismo e 135 da natação) representantes de oito países: Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Peru, México e Gana. O Brasil marca presença nas competições aquáticas com 12 medalhistas. Entre eles, Daniel Dias, que fará estreia na temporada.

Dono de nove medalhas na Rio 2016 (quatro ouros, três pratas e dois bronzes), ele tentará garantir participação no Mundial do México. Joana Neves (duas pratas e um bronze), Andre Brasil (duas pratas e dois bronzes) e Talisson Glock (uma prata e um bronze) também foram ao pódio no Rio e estarão na piscina do CT Paralímpico.

"Será um bom teste para ver como eu estou de acordo com os meus treinos. Quero nadar o melhor possível e fazer um bom papel nos 200m medley e nos 100m costas, que são as minhas melhores provas", almeja Talisson.

Das pistas e do campo vêm 22 medalhistas do Brasil nos Jogos. Destaque para Petrúcio Ferreira, recordista mundial dos 100m e 200m T47 (amputados de braço). No Rio de Janeiro, ele venceu os 100m e foi medalhista de prata nos 400m e no revezamento 4x100m T42-47.

Além dele, a atenção também se volta para Felipe Gomes, responsável por um ouro e três pratas nas provas rápidas da classe T11 (para cegos totais). Terezinha Guilhermina e Lorena Spoladore, ambas medalhistas de prata e bronze no Rio, vão também em busca dos índices para as principais disputas do ano.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Esporte e do Comitê Paralímpico Brasileiro

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro

Últimas imagens

Texto também define percentuais das verbas das loterias que entidades podem adotar em atividades administrativas
Texto também define percentuais das verbas das loterias que entidades podem adotar em atividades administrativas
Arquivo/CPB
Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Foto: Danilo Borges/Ministério do Esporte
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Foto: Rogério Vital/Ministério do Esporte
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Divulgação/CBDU
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Divulgação/Federação Int. de Canoagem

Governo digital