Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2017 > 08 > Judô e Natação garantem os primeiros pódios do Brasil na Universíade

Esporte

Judô e Natação garantem os primeiros pódios do Brasil na Universíade

Jogos universitários

No tatame, Brasil garantiu um ouro, uma prata e dois bronzes em Taiwan; Henrique Martins levou o bronze nos 50m borboleta
publicado: 22/08/2017 10h45 última modificação: 22/08/2017 10h53

Um ouro, uma prata e dois bronzes no judô e um bronze na natação. Esses são os destaques da participação brasileira até o terceiro dia de competições da Universíade, em Taiwan.

No judô, Bárbara Timo, categoria até 70kg, teve uma performance impecável ao longo do dia. Diante da japonesa Saki Niizoe, favorita da categoria, conseguiu a medalha de ouro após uma maratona de oito minutos e 36 segundos. Os quatro minutos regulamentares, mais 4min36 do Golden Score, Bárbara resolveu a luta com um wazari.

“É o melhor sentimento do mundo, e quero guardar isso pra mim. É uma mistura de êxtase com felicidade, com realização de um sonho. Não sei qual o sentimento maior”, afirmou Bárbara, emocionada. Eu queria dizer a todos que não desistam, que sigam seus sonhos. Isso é só o começo, pois ainda tenho muito o que buscar”, disse a atleta.

Na categoria até 81kg, Vinicius Panini faturou o bronze, a primeira medalha do Brasil na Universíade. Ele estreou com ippon sobre Dorin Gotonoaga, da Moldávia. Em seguida, superou Adlet Missin, do Cazaquistão, com um wazari, e perdeu para o russo Alan Nappinagov, com dois wazaris. Na repescagem, voltou a enfrentar Dorin Gotonoaga na disputa do bronze. A luta acabou com novo ippon do brasileiro.

Nesta terça-feira (22), Eleudis Valentin ficou com a medalha de prata ao ser derrotada pela japonesa Rina Tatsukawa, na final da categoria até 52kg da Universíade de Taipei. Minutos depois, Tamires Crude venceu a italiana Anna Righetti e garantiu o bronze na categoria até 57kg.

Com as medalhas desta terça-feira, sobe para quatro o total obtido pelo judô brasileiro.

Piscinas

Na natação, Henrique Martins conquistou o bronze nos 50m borboleta. Nas semifinais do domingo (20), ele já havia fechado com o terceiro tempo, com 23s61. Nas finais dessa segunda-feira (21), demonstrou concentração, melhorou o tempo e saiu com o bronze, com 23s54.

“É sempre bom ganhar uma medalha para o Brasil. E estar no pódio é positivo. Eu estava esperando mais. Meu tempo não foi muito bom, mas é importante trazer uma medalha."

Henrique é um dos destaques da equipe de natação do Brasil. Ele ainda nada os 50m costas e, no dia 24, nos 100m borboleta. “Agora é a hora de manter a concentração para as próximas provas. O descanso real é depois das competições. Agora é hora de continuar concentrado e manter o foco”, disse.

Participação nacional

A delegação brasileira na Universíade conta com 300 pessoas entre oficiais, técnicos, médicos e atletas. Dos 183 esportistas, 45% são bolsistas do Ministério do Esporte e disputam 14 modalidades: atletismo, badminton, esgrima, natação, saltos ornamentais, taekwondo, ginástica rítmica, wushu, judô, tênis, tênis de mesa, voleibol, futebol e levantamento de peso.

A Universíade segue até 30 de agosto, com cerca de 7,7 mil alunos-atletas de 170 países, em competições de 21 modalidades. O Brasil participa em 14 modalidades. 

Fonte: Portal Brasil, com informações do Brasil 2016

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro

Últimas imagens

Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Foto: Danilo Borges/Ministério do Esporte
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Foto: Rogério Vital/Ministério do Esporte
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Divulgação/CBDU
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Divulgação/Federação Int. de Canoagem
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Divulgação/CBDU

Governo digital