Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2010 > 09 > Contran poderá dispensar assento para crianças em carros com cinto abdominal

Geral

Contran poderá dispensar assento para crianças em carros com cinto abdominal

por Portal Brasil publicado: 02/09/2010 16h43 última modificação: 28/07/2014 12h09

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) poderá dispensar o uso do assento de elevação para transporte de crianças de 4 a 7 anos e meio em veículos que tenham cinto de dois pontos (abdominal). Nesse tipo de veículo, as crianças poderiam ser transportadas no banco de trás, presas apenas pelo cinto abdominal. A decisão final pode sair até sexta-feira (3).


De acordo com a lei em vigor desde quarta-feira (1º), crianças até 1 ano deverão usar o bebê-conforto; crianças entre 1 e 4 anos, cadeirinhas; e as de 4 a 7 anos e meio assentos de elevação. Enquanto não houver decisão sobre o assunto, continua a valer a norma, que prevê multa de R$ 191,54 além de 7 pontos na carteira de habilitação para o motorista infrator.


Segundo o advogado especialista em direito de trânsito, Délio Cardoso, a lei deve ser cumprida, mas seria de bom-senso dos órgãos uma tolerância razoável para que os motoristas pudessem se adequar.


Em São Paulo, o Comando de Policiamento de Trânsito da Polícia Militar de São Paulo (CPTran) faz bloqueios educativos até sexta (3) e as multas só começarão a ser aplicadas a partir do dia 6. A Companhia de Engenharia e Tráfego (CET) está autuando desde essa quinta-feira (2).


No Ceará, as blitze educativas se estenderão até o dia 25 de setembro. O Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran -CE) informou que prorrogou a fiscalização sem multas por conta da Semana Nacional do Trânsito, que tem como tema exatamente o uso da cadeirinha.


Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Campanha Brasil nos trilhos. Um ano de coragem, trabalho e avanços
Confira a nova campanha sobre os 12 meses de atuação do governo federal
Temer discute Previdência com ministros e parlamentares
Presidente recebeu neste domingo (16), no Palácio da Alvorada, autoridades para discutir a proposta de reforma da Previdência
Esclareça boatos sobre a Reforma da Previdência
O rombo previdenciário não para de crescer e pode engolir toda a nossa economia. Assista ao vídeo e entenda melhor. Não se deixe enganar
Confira a nova campanha sobre os 12 meses de atuação do governo federal
Campanha Brasil nos trilhos. Um ano de coragem, trabalho e avanços
Presidente recebeu neste domingo (16), no Palácio da Alvorada, autoridades para discutir a proposta de reforma da Previdência
Temer discute Previdência com ministros e parlamentares
O rombo previdenciário não para de crescer e pode engolir toda a nossa economia. Assista ao vídeo e entenda melhor. Não se deixe enganar
Esclareça boatos sobre a Reforma da Previdência

Últimas imagens

Organizadores do ato e pessoas identificadas pela polícias poderão ser responsabilizadas
Organizadores do ato e pessoas identificadas pela polícias poderão ser responsabilizadas
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
InovaGov é formada por 49 órgãos públicos, seis instituições privadas e uma do terceiro setor
InovaGov é formada por 49 órgãos públicos, seis instituições privadas e uma do terceiro setor
Arquivo/EBC
Resgates já beneficiaram mais de 15 milhões de trabalhadores
Resgates já beneficiaram mais de 15 milhões de trabalhadores
Arquivo/Agência Brasil
Schvartsman assume o cargo no lugar de Murilo Ferreira, que esteve na presidência por seis anos
Schvartsman assume o cargo no lugar de Murilo Ferreira, que esteve na presidência por seis anos
Divulgação/Governo do Paraná
Operações investigam corrupção envolvendo servidores e empresas de Tocantins e Santa Catarina
Operações investigam corrupção envolvendo servidores e empresas de Tocantins e Santa Catarina
Divulgação/Polícia Federal
Texto prevê contrapartidas como privatizações e restrições ao aumento de despesas contínuas
Texto prevê contrapartidas como privatizações e restrições ao aumento de despesas contínuas
Foto: Nilson Bastian/Câmara dos Deputados
A nova plataforma será útil no desenvolvimento e monitoramento de políticas públicas
A nova plataforma será útil no desenvolvimento e monitoramento de políticas públicas
Arquivo/Agência Brasil
Parceria entre o ministério e o site existe desde agosto de 2016
Parceria entre o ministério e o site existe desde agosto de 2016
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital