Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2011 > 04 > Cadastro Único dos programas sociais terá dados transmitidos pela internet

Governo

Cadastro Único dos programas sociais terá dados transmitidos pela internet

por Portal Brasil publicado: 29/04/2011 10h59 última modificação: 28/07/2014 13h45

O sistema que recebe os dados do Cadastro Único para programas sociais do governo federal foi reformulado e será totalmente digital. A partir de agora, os dados serão transmitidos pela internet e armazenados diretamente em um banco de dados eletrônico.

De acordo com a diretora do Departamento de Cadastro Único do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Letícia Bartholo, o cadastro antigo tinha problemas com tecnologia da informação e com o próprio formulário de cadastramento.

Antes, o município coletava os dados e transmitia as informações para a Caixa Econômica Federal, que opera o sistema. A Caixa, por sua vez, enviava mensalmente uma cópia dessa base de dados ao MDS. “Isso significa que esse trabalho de coletar as informações no município e o envio à base de dados do MDS tinha uma defasagem de um a dois meses. Agora, com esse registro online, podemos receber, diariamente, esses cadastros”, disse a diretora.  

Segundo Letícia, o sistema é seguro e está protegido contra invasões. “A Caixa tem regras de privacidade e segurança da informação muito sólidas. Cada operador da informação está registrado e sabemos quando e quem efetuou alguma alteração.”

Ela reconheceu que há algumas fraudes envolvendo o cadastro único, mas garantiu que o ministério consegue identificar e acabar com atos ilícitos. “Há alguns desvios, mas temos procedimentos para identificá-los antes mesmo dos órgãos de fiscalização. Anualmente, fazemos o cruzamento de toda a base com outros registros administrativos operados ou gerenciados pelo governo federal para identificar isso.”

O cadastro único para programas sociais será a principal ferramenta do Plano Nacional de Erradicação da Pobreza Extrema, que será lançado no próximo mês pelo governo federal. De acordo com Letícia, embora a alteração na forma da coleta e processamento dos dados seja um desafio, vai fazer com que o cadastro único se fortaleça. “Queremos fazer uma articulação federativa e que o uso nos estados e municípios também seja ampliado para a população de baixa renda.”

Cerca de 15 mil pessoas foram capacitadas para fazer a aplicação dos questionários. A partir de agora, os entrevistadores emitirão um comprovante de prestação das informações às famílias cadastradas. Segundo Letícia, até o formulário anterior, a família só sabia que estava cadastrada se fosse beneficiária do Bolsa Família.

Atualmente, 20 milhões de famílias estão cadastradas no sistema do governo federal. “O objetivo é ter as informações de todas as famílias com renda mensal de até meio salário mínimo. Isso significa que temos, hoje, um terço da população brasileira, que é a mais pobre e vulnerável”, afirmou a diretora.

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Começo de uma nova era: Diário Oficial da União deixará de ser impresso
Uma nova era de modernidade, eficiência e economia começa para a Imprensa Nacional, a partir desta sexta-feira (1º). Desta data em diante, o Diário Oficial da União (DOU) deixa de ser impresso e fica disponível diariamente apenas pela internet, no endereço portal.imprensanacional.gov.br
Ouvidoria recebe mais de 67 mil denúncias no primeiro semestre
Denúncias de violações de direitos humanos foram recebidas pela ouvidoria do governo federal; maioria relatou violações contra crianças e adolescentes
Conheça do GovData
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
Uma nova era de modernidade, eficiência e economia começa para a Imprensa Nacional, a partir desta sexta-feira (1º). Desta data em diante, o Diário Oficial da União (DOU) deixa de ser impresso e fica disponível diariamente apenas pela internet, no endereço portal.imprensanacional.gov.br
Começo de uma nova era: Diário Oficial da União deixará de ser impresso
Denúncias de violações de direitos humanos foram recebidas pela ouvidoria do governo federal; maioria relatou violações contra crianças e adolescentes
Ouvidoria recebe mais de 67 mil denúncias no primeiro semestre
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
Conheça do GovData

Últimas imagens

Congresso Nacional deve analisar o PL encaminhado pelo Executivo
Congresso Nacional deve analisar o PL encaminhado pelo Executivo
Alan Santos/PR
Programa torna mais fácil e rápido processos como emissão de documentos, marcação de consultas pelo SUS e pagamento de obrigações trabalhistas e previdenciárias
Programa torna mais fácil e rápido processos como emissão de documentos, marcação de consultas pelo SUS e pagamento de obrigações trabalhistas e previdenciárias
Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília
Obras deverão ser em melhorias como iluminação e saneamento básico
Obras deverão ser em melhorias como iluminação e saneamento básico
Alexandre Lombardi/Pref. de Sorocaba (SP)
Criado em 1º de outubro de 1862, documento que registra atos do governo estará disponível apenas pela internet, no Portal da Imprensa Nacional, a partir de 30 novembro
Criado em 1º de outubro de 1862, documento que registra atos do governo estará disponível apenas pela internet, no Portal da Imprensa Nacional, a partir de 30 novembro
Arquivo/Imprensa Nacional
Presidente acompanhou o lançamento acompanhado por ministros e militares
Presidente acompanhou o lançamento acompanhado por ministros e militares
Foto: Beto Barata/PR
Decreto publicado em 29 de setembro define ampliação de R$ 12,660 bilhões das despesas do Executivo
Decreto publicado em 29 de setembro define ampliação de R$ 12,660 bilhões das despesas do Executivo
Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital