Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2011 > 06 > BNDES financia construção da maior fábrica de celulose do mundo

Governo

BNDES financia construção da maior fábrica de celulose do mundo

por Portal Brasil publicado: 07/06/2011 10h32 última modificação: 28/07/2014 13h43

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 2,7 bilhões para a Eldorado Celulose e Papel, em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul. Os recursos serão destinados à construção da maior fábrica de celulose do mundo, com uma produção de 1,5 milhão de toneladas por ano de celulose branqueada de eucalipto. A unidade deverá entrar em operação em novembro de 2012.

Os investimentos na nova planta, de R$ 5,1 bilhões, criarão mil empregos diretos e quatro mil indiretos. O apoio do BNDES equivale a 53% do valor total aportado na primeira linha da unidade de Três Lagoas, que foi projetada para receber mais duas linhas de produção de celulose, cada uma com capacidade nominal de 1,5 milhão de toneladas/ano.

A participação do BNDES, que inclui o financiamento a investimentos sociais nas áreas de influência da empresa, contribui para a entrada de uma nova empresa no setor, reforçando a vocação do Brasil para a liderança mundial na produção de celulose de eucalipto. O empreendimento também trará impactos positivos para a balança comercial brasileira, uma vez que a produção visa o mercado externo, além de abrir uma nova frente de desenvolvimento do Mato Grosso do Sul, estado tradicionalmente pecuarista.

A tecnologia adotada, além de garantir a qualidade do produto final, torna a fábrica autossuficiente em energia e possibilita a venda de um pequeno excedente (50MW). O projeto adotará as mais avançadas tecnologias disponíveis no setor e as melhores práticas ambientais, de modo a permitir alta capacidade de produção com menor utilização de recursos naturais e geração de resíduos.

A região escolhida pela Eldorado é composta por terras previamente utilizadas para pastagens, próxima a áreas de plantio de eucalipto já constituídas. O estado do Mato Grosso do Sul apresenta uma série de aspectos favoráveis à construção de uma unidade de celulose da magnitude planejada pela Eldorado. Além de dispor de relevo, solo e clima adequados, conta com uma estrutura fundiária baseada em grandes propriedades com titularidade regularizada.

Em termos de logística, vale ressaltar o fácil acesso ao Rio Paraná, que permite a navegação até São Paulo, além da existência de ferrovias que interligam o estado ao Porto de Santos.

O apoio do BNDES ao desenvolvimento da indústria de papel e celulose tem crescido ao longo dos últimos anos. Atualmente, a carteira do banco nesse segmento soma R$ 12 bilhões, o que representa investimentos totais de R$ 24,9 bilhões. Nos últimos dez anos, os desembolsos do banco para o setor atingiram R$ 14 bilhões.

A Eldorado é controlada pela J&F Participações S/A, empresa holding da JBS S/A.


Fonte:
BNDES

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Samuel Pinheiro comenta importância do petróleo para matriz energética
Embaixador ressaltou importância da exploração do pré-sal
#TerremotoNepal | Carlos Alberto Simas Magalhães
O embaixador Carlos Alberto Simas Magalhães, subsecretário-geral das Comunicações Brasileiras no Exterior, comenta as ações do Brasil para auxiliar brasileiros no Nepal.
#BrasilDigital Virgilio
Seminário 100% Digital
Embaixador ressaltou importância da exploração do pré-sal
Samuel Pinheiro comenta importância do petróleo para matriz energética
O embaixador Carlos Alberto Simas Magalhães, subsecretário-geral das Comunicações Brasileiras no Exterior, comenta as ações do Brasil para auxiliar brasileiros no Nepal.
#TerremotoNepal | Carlos Alberto Simas Magalhães
Seminário 100% Digital
#BrasilDigital Virgilio

Últimas imagens

Ministro Gilberto Kassab participa de evento com prefeitos
Ministro Gilberto Kassab participa de evento com prefeitos
Elza Fiúza/Agência Brasil
Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de entrega de 1.484 unidades habitacionais dos Residenciais Recanto do Paçuaré I e II e Vivenda das Gaivotas, do Programa Minha Casa, Minha Vida
Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de entrega de 1.484 unidades habitacionais dos Residenciais Recanto do Paçuaré I e II e Vivenda das Gaivotas, do Programa Minha Casa, Minha Vida
Portal Planalto

Governo digital