Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2011 > 06 > São Paulo tem novo laboratório especializado em combate a cartéis

Governo

São Paulo tem novo laboratório especializado em combate a cartéis

por Portal Brasil publicado: 07/06/2011 15h22 última modificação: 28/07/2014 13h43

Um novo centro de inteligência de combate a cartéis foi inaugurado em São Paulo pelo  Ministério da Justiça e o Ministério Público do estado. O laboratório é formado por softwares e hardwares com alta capacidade de cruzamento e de análise de informações, permitindo identificar a combinação de preços entre empresas, principal característica da atuação de um cartel. 

O recurso para a aquisição dos equipamentos que permitem a identificação de cartéis nasceu de um acordo de cooperação entre a Secretaria de Direito Econômico, do Ministério da Justiça, e o órgão paulista. “A obtenção de provas qualificadas é a parte mais importante de uma investigação. Só conseguimos condenar um cartel se comprovada a conduta”, explica o secretário de Direito Econômico, Vinícius Carvalho. 

Para o procurador-geral de Justiça, Fernando Grella, o centro de inteligência vai trazer maior eficiência às investigações do Grupo de Atuação Especial de Repressão à Formação de Cartel e à Lavagem de Dinheiro e de Recuperação de Ativos (Gedec), braço do MP-SP no combate aos crimes econômicos. 

“É preciso destacar a importância desta parceria para a sociedade. Temos que ampliá-la e realizar outras. A capacitação de técnicos do Ministério Público, por exemplo, é de extrema relevância agora”, disse o procurador-geral.


Fonte:
Ministério da Justiça

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ouvidoria recebe mais de 67 mil denúncias no primeiro semestre
Denúncias de violações de direitos humanos foram recebidas pela ouvidoria do governo federal; maioria relatou violações contra crianças e adolescentes
Conheça do GovData
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
Denúncias de violações de direitos humanos foram recebidas pela ouvidoria do governo federal; maioria relatou violações contra crianças e adolescentes
Ouvidoria recebe mais de 67 mil denúncias no primeiro semestre
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
Conheça do GovData
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida

Últimas imagens

Presidente acompanhou o lançamento acompanhado por ministros e militares
Presidente acompanhou o lançamento acompanhado por ministros e militares
Foto: Beto Barata/PR
Decreto publicado em 29 de setembro define ampliação de R$ 12,660 bilhões das despesas do Executivo
Decreto publicado em 29 de setembro define ampliação de R$ 12,660 bilhões das despesas do Executivo
Marcos Santos/USP Imagens
Atualmente, o total de servidores é de 634.255
Atualmente, o total de servidores é de 634.255
Junior Silgueiro/Governo de Mato Grosso
Prorrogação será contada a partir do fim do prazo da concessão ou autorização
Prorrogação será contada a partir do fim do prazo da concessão ou autorização
Arquivo/Agência Brasil
Porto de Paranaguá é o segundo maior terminal de contêineres do Brasil
Porto de Paranaguá é o segundo maior terminal de contêineres do Brasil
Arquivo/Portos do Paraná
Aulas irão abordar a importância de se adaptar portais para pessoas com deficiência
Aulas irão abordar a importância de se adaptar portais para pessoas com deficiência
Marcos Santos/USP Imagens
Curso vai apresentar noções básicas e também os fundamentos legais do orçamento público
Curso vai apresentar noções básicas e também os fundamentos legais do orçamento público
Divulgação/EBC
Projeto representa cidadania para a população beneficiada, afirma Helder Barbalho
Projeto representa cidadania para a população beneficiada, afirma Helder Barbalho
Ed Ferreira/Ministério da Integração

Suspensão deve-se ao não cumprimento de tratados firmados no momento de adesão ao bloco
Suspensão deve-se ao não cumprimento de tratados firmados no momento de adesão ao bloco
Divulgação/Itamaraty
Parte da reserva emergencial estabelecida pelo Decreto já foi utilizada para atender ministérios
Parte da reserva emergencial estabelecida pelo Decreto já foi utilizada para atender ministérios
Foto: Marcos Corrêa/PR

Governo digital