Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2011 > 09 > PF desarticula esquema de falsificação de moeda em três estados do Nordeste

Governo

PF desarticula esquema de falsificação de moeda em três estados do Nordeste

por Portal Brasil publicado: 13/09/2011 15h27 última modificação: 28/07/2014 13h27

A Polícia Federal (PF) desencadeou nesta terça-feira (13), em três estados do Nordeste, a operação Shekel, com o objetivo de desarticular esquema de falsificação de cédulas. Foram cumpridos oito mandados judiciais nas cidades de João Pessoa (PB), Arapiraca (AL) e Propriá (SE).

As investigações, iniciadas em setembro de 2010, detectaram 32 mil cédulas no valor de R$ 50 com a mesma numeração de série e características das produzidas pelos investigados. Foram retiradas de circulação cerca de R$ 1,6 milhão em cédulas falsas, que eram produzidas na cidade de Arapiraca.

Foram apreendidas cédulas falsas de R$ 50 com os investigados. Os laudos periciais comprovaram que as cédulas foram falsificadas com o uso de computação gráfica através de scanner e programa gráfico e impressas em impressoras a jato de tinta.

O grupo era formado por integrantes com antecedentes de assaltos e explosões de terminais bancários. Alguns já estavam cumprindo pena. O responsável pela falsificação já teria sido indiciado pela PF por crimes de falsificação de moeda e formação de quadrilha em Araraquara (SP). As cédulas eram trazidas para Recife (PE) para pessoas indicadas por um ex-sargento da Polícia Militar da Paraíba que se encontra cumprindo pena no presídio de Jacarapé.

O nome da operação é uma alusão a unidade de peso usada para negociação antes do surgimento das moedas.


Fonte:
Polícia Federal

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ouvidoria recebe mais de 67 mil denúncias no primeiro semestre
Denúncias de violações de direitos humanos foram recebidas pela ouvidoria do governo federal; maioria relatou violações contra crianças e adolescentes
Conheça do GovData
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
Denúncias de violações de direitos humanos foram recebidas pela ouvidoria do governo federal; maioria relatou violações contra crianças e adolescentes
Ouvidoria recebe mais de 67 mil denúncias no primeiro semestre
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
Conheça do GovData
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida

Últimas imagens

Presidente acompanhou o lançamento acompanhado por ministros e militares
Presidente acompanhou o lançamento acompanhado por ministros e militares
Foto: Beto Barata/PR
Decreto publicado em 29 de setembro define ampliação de R$ 12,660 bilhões das despesas do Executivo
Decreto publicado em 29 de setembro define ampliação de R$ 12,660 bilhões das despesas do Executivo
Marcos Santos/USP Imagens
Atualmente, o total de servidores é de 634.255
Atualmente, o total de servidores é de 634.255
Junior Silgueiro/Governo de Mato Grosso
Prorrogação será contada a partir do fim do prazo da concessão ou autorização
Prorrogação será contada a partir do fim do prazo da concessão ou autorização
Arquivo/Agência Brasil
Porto de Paranaguá é o segundo maior terminal de contêineres do Brasil
Porto de Paranaguá é o segundo maior terminal de contêineres do Brasil
Arquivo/Portos do Paraná
Aulas irão abordar a importância de se adaptar portais para pessoas com deficiência
Aulas irão abordar a importância de se adaptar portais para pessoas com deficiência
Marcos Santos/USP Imagens
Curso vai apresentar noções básicas e também os fundamentos legais do orçamento público
Curso vai apresentar noções básicas e também os fundamentos legais do orçamento público
Divulgação/EBC
Projeto representa cidadania para a população beneficiada, afirma Helder Barbalho
Projeto representa cidadania para a população beneficiada, afirma Helder Barbalho
Ed Ferreira/Ministério da Integração

Suspensão deve-se ao não cumprimento de tratados firmados no momento de adesão ao bloco
Suspensão deve-se ao não cumprimento de tratados firmados no momento de adesão ao bloco
Divulgação/Itamaraty
Parte da reserva emergencial estabelecida pelo Decreto já foi utilizada para atender ministérios
Parte da reserva emergencial estabelecida pelo Decreto já foi utilizada para atender ministérios
Foto: Marcos Corrêa/PR

Governo digital