Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2012 > 01 > Teto da aposentadoria do INSS sobe para R$ 3.912,20

Governo

Teto da aposentadoria do INSS sobe para R$ 3.912,20

por Portal Brasil publicado: 09/01/2012 16h49 última modificação: 29/07/2014 08h43

O Diário Oficial  da União desta segunda-feira (9) publica portaria conjunta dos ministérios da Fazenda e da Previdência Social fixando os novos piso e teto dos benefícios dos aposentados e pensionistas. O reajuste do salário mínimo no dia 1º de janeiro, de R$ 545 para R$ 622, estabeleceu novo o valor mínimo a ser pago aos beneficiários do Regime Geral de Previdência Social. O teto dos benefícios subiu de R$ 3.691,74 para R$ 3.912,20, com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 6,08%, relativo a 2011, anunciado sexta-feira (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os valores intermediários entre o teto e o piso pagos pelo INSS estão automaticamente corrigidos pelo INPC do ano passado. O aumento no valor do benefício de quem ganha acima do piso previdenciário representará um impacto líquido de R$ 7,6 bilhões, de acordo com os cálculos do ministério. 

A portaria fixa também as novas alíquotas de contribuição do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para empregadas domésticas e para quem trabalha por conta própria. Os que ganham até R$ 1.174,86 vão arcar com a contribuição mensal de 8% sobre esse valor. Entre R$ 1.174,87 e R$ 1.958,10, a alíquota será de 9%, e para quem ganha entre R$ 1.958,11 e R$ 3.916,20, a contribuição será de 11%.

A cota do salário-família passa a ser R$ 31,22 para o segurado com remuneração mensal não superior a R$ 608,80, e R$ 22 para quem tem remuneração mensal entre R$ 608,80 e R$ 915,05.

Os recolhimentos feitos este mês, relativos a dezembro, ainda se enquadram na tabela anterior, de  2011. As alíquotas são 8% para quem ganha até R$ 1.107,52; 9% para quem ganha entre R$ 1.107,53 e R$ 1.845,87, e 11% para os que ganham entre R$ 1.845,88 e R$ 3.691,74.

As contribuições à Previdência Social têm critério diferenciado para os empreendedores individuais, que a partir deste mês vão recolher R$ 31 e têm todos os direitos dos demais contribuintes. Eles envolvem 500 atividades autônomas que faturam até R$ 60 mil por ano e são enquadradas no Simples Nacional, com direito à emissão de nota fiscal de serviços.

Até o fim de dezembro, estavam inscritos nessa categoria mais de 1,902 milhão de trabalhadores. De acordo com informações do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), nos primeiros dias deste mês, aderiram ao sistema como novos empreendedores mais de 15,8 mil trabalhadores.

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Samuel Pinheiro comenta importância do petróleo para matriz energética
Embaixador ressaltou importância da exploração do pré-sal
#TerremotoNepal | Carlos Alberto Simas Magalhães
O embaixador Carlos Alberto Simas Magalhães, subsecretário-geral das Comunicações Brasileiras no Exterior, comenta as ações do Brasil para auxiliar brasileiros no Nepal.
#BrasilDigital Virgilio
Seminário 100% Digital
Embaixador ressaltou importância da exploração do pré-sal
Samuel Pinheiro comenta importância do petróleo para matriz energética
O embaixador Carlos Alberto Simas Magalhães, subsecretário-geral das Comunicações Brasileiras no Exterior, comenta as ações do Brasil para auxiliar brasileiros no Nepal.
#TerremotoNepal | Carlos Alberto Simas Magalhães
Seminário 100% Digital
#BrasilDigital Virgilio

Últimas imagens

Proposta de Registro Nacional Civil cumpre promessa do governo de desburocratizar serviços
Proposta de Registro Nacional Civil cumpre promessa do governo de desburocratizar serviços
Roberto Stuckert Filho/PR
Ministro Gilberto Kassab participa de evento com prefeitos
Ministro Gilberto Kassab participa de evento com prefeitos
Elza Fiúza/Agência Brasil
Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de entrega de 1.484 unidades habitacionais dos Residenciais Recanto do Paçuaré I e II e Vivenda das Gaivotas, do Programa Minha Casa, Minha Vida
Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de entrega de 1.484 unidades habitacionais dos Residenciais Recanto do Paçuaré I e II e Vivenda das Gaivotas, do Programa Minha Casa, Minha Vida
Portal Planalto

Governo digital