Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2012 > 04 > Autarquias integram a administração pública indireta

Governo

Autarquias integram a administração pública indireta

Informação

Fundações públicas, agências executivas e reguladoras, são alguns exemplos de autarquias
por Portal Brasil publicado: 28/04/2012 13h29 última modificação: 29/07/2014 08h46

A administração pública no Brasil se divide em direta e indireta. No âmbito do Executivo Federal, a primeira é composta pela Presidência da Republica, os ministérios e as secretarias especiais. Já a administração indireta é composta por órgãos com personalidade jurídica própria, mas que desempenham funções do Estado de maneira descentralizada e em todas as esferas – federal, estadual, distrital e municipal.

As fundações públicas, agências executivas e reguladoras são alguns exemplos de autarquias – órgãos que integram a administração pública indireta.

São criadas por meio de uma lei com a finalidade de executar uma atribuição específica. Podem ser vinculadas à Presidência da República ou a ministérios. O patrimônio e receita são próprios, mas sujeitos à fiscalização do Estado.  

Estas organizações têm como funcionários, servidores públicos. Assim como ocorre nos órgãos da administração direta, os servidores precisam ser aprovados em concurso público – embora a Constituição permita a existência de cargos comissionados em funções de chefia, direção e assessoramento. 

Elas estão em funcionamento nas mais diversas áreas. Alguns exemplos de autarquias no governo federal são o Banco Central (BC), as agências reguladoras, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e órgãos como o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico (CNPq) e também as universidades federais. 

Fontes:
Lei n. 8.112 
Constituição Federal (artigo 37) 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo defende a realização de uma ampla reforma política
Ministros José Eduardo Cardozo e Miguel Rossetto falaram sobre a legitimidade das manifestações, ocorridas no domingo (15)
"Não tem reforma ministerial", garante Dilma Rousseff
Presidenta Dilma garantiu, em entrevista coletiva, que a saída de Cid Gomes do ministério da Educação foi uma alteração pontual
Governo defende fim do financiamento empresarial em campanhas
Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que atual conjuntura aponta para uma necessária mudança no sistema político-eleitoral
Ministros José Eduardo Cardozo e Miguel Rossetto falaram  sobre a legitimidade das manifestações, ocorridas no domingo (15)
Governo defende a realização de uma ampla reforma política
Presidenta Dilma garantiu, em entrevista coletiva, que a saída de Cid Gomes do ministério da Educação foi uma alteração pontual
"Não tem reforma ministerial", garante Dilma Rousseff
Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que atual conjuntura aponta para uma necessária mudança no sistema político-eleitoral
Governo defende fim do financiamento empresarial em campanhas

Últimas imagens

Iniciativa extingue embargos retidos e infringentes, e também busca incentivar conciliação entre as partes
Iniciativa extingue embargos retidos e infringentes, e também busca incentivar conciliação entre as partes
Presidenta Dilma sanciona lei que altera a regra para a união de dois ou mais partidos políticos
Presidenta Dilma sanciona lei que altera a regra para a união de dois ou mais partidos políticos
Presidenta Dilma Rousseff lamentou a queda de avião de companhia alemã na França
Presidenta Dilma Rousseff lamentou a queda de avião de companhia alemã na França
Pacote é composto de três projetos de lei, uma proposta de Emenda à Constituição (PEC) e dois pedidos de tramitação em regime de urgência
Pacote é composto de três projetos de lei, uma proposta de Emenda à Constituição (PEC) e dois pedidos de tramitação em regime de urgência

Governo digital