Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2012 > 04 > Pessoas com deficiência já receberam R$ 1,5 milhões para compra de bens

Governo

Pessoas com deficiência já receberam R$ 1,5 milhões para compra de bens

por Portal Brasil publicado: 23/04/2012 11h53 última modificação: 29/07/2014 08h46

O Banco do Brasil emprestou, até o último dia 13, R$ 1,5 milhão para a compra de bens e serviços que facilitam a vida de pessoas com deficiência. A linha foi lançada pelo banco em fevereiro deste ano, depois de aprovação do Conselho Monetário Nacional (CMN).

Lei autoriza linha de crédito para pessoas com deficiência.

Plano Viver sem Limite é apresentado a entidades ligadas a pessoas com deficiência.

Entre os bens que podem ser financiados estão cadeiras de rodas (inclusive motorizadas), ampliadores de imagem, computador portátil em Braille e equipamentos de adaptação para veículos automotores.

Para ter acesso ao crédito, é preciso ser cliente do banco com limite de crédito aprovado, ter renda mensal bruta de até dez salários mínimos e limite de crédito disponível. A taxa de juros é 0,64% ao mês e o prazo para pagamento vai de quatro a 60 meses. O financiamento pode chegar a até 100% do valor do equipamento que beneficiará a pessoa com deficiência, no valor de R$ 70 a R$ 30 mil.

Antes de contratar o empréstimo, o cliente deve comprar o produto no estabelecimento comercial e pedir a nota fiscal em seu nome. Depois, é preciso levar a nota fiscal na agência para contratar a operação. Além da nota fiscal, é preciso ter em mãos os documentos pessoais como identidade, CPF, comprovante de renda e comprovante de endereço. Segundo o BB, uma dica é pedir desconto na hora da compra do bem, já que será pago à vista.

Na última quinta-feira (19), o governo publicou no Diário Oficial a lei com o valor da subvenção econômica de até R$ 25 milhões por ano para que instituições financeiras oficiais forneçam crédito para pessoas com deficiência.

A lei permite ao governo subsidiar empréstimos para que pessoas com deficiência possam adquirir equipamentos, com recursos do microcrédito. Atualmente, os bancos são obrigados a destinar 2% dos depósitos à vista para o microcrédito. Agora, parte dos recursos pode ser destinada a esse tipo financiamento. 

Para conferir a lista de bens que podem ser financiados, o interessado pode ir a uma agência do banco ou consultar o site.

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Samuel Pinheiro comenta importância do petróleo para matriz energética
Embaixador ressaltou importância da exploração do pré-sal
#TerremotoNepal | Carlos Alberto Simas Magalhães
O embaixador Carlos Alberto Simas Magalhães, subsecretário-geral das Comunicações Brasileiras no Exterior, comenta as ações do Brasil para auxiliar brasileiros no Nepal.
#BrasilDigital Virgilio
Seminário 100% Digital
Embaixador ressaltou importância da exploração do pré-sal
Samuel Pinheiro comenta importância do petróleo para matriz energética
O embaixador Carlos Alberto Simas Magalhães, subsecretário-geral das Comunicações Brasileiras no Exterior, comenta as ações do Brasil para auxiliar brasileiros no Nepal.
#TerremotoNepal | Carlos Alberto Simas Magalhães
Seminário 100% Digital
#BrasilDigital Virgilio

Últimas imagens

Proposta de Registro Nacional Civil cumpre promessa do governo de desburocratizar serviços
Proposta de Registro Nacional Civil cumpre promessa do governo de desburocratizar serviços
Roberto Stuckert Filho/PR
Ministro Gilberto Kassab participa de evento com prefeitos
Ministro Gilberto Kassab participa de evento com prefeitos
Elza Fiúza/Agência Brasil
Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de entrega de 1.484 unidades habitacionais dos Residenciais Recanto do Paçuaré I e II e Vivenda das Gaivotas, do Programa Minha Casa, Minha Vida
Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de entrega de 1.484 unidades habitacionais dos Residenciais Recanto do Paçuaré I e II e Vivenda das Gaivotas, do Programa Minha Casa, Minha Vida
Portal Planalto

Governo digital