Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2012 > 08 > Salário maternidade é concedido a um homem pela primeira vez

Governo

Salário maternidade é concedido a um homem pela primeira vez

por Portal Brasil publicado: 29/08/2012 16h50 última modificação: 29/07/2014 08h57
Divulgação / Ministério da Previdência Social O pedido do salário-maternidade pode ser feito pelo site ou em Agências da Previdência

O pedido do salário-maternidade pode ser feito pelo site ou em Agências da Previdência

Ainda que seja um caso inédito no Brasil, a determinação não garante o benefício a todos os casos semelhantes

 

Foi julgado nessa terça-feira (28) o caso de dois pais, em união homoafetiva que, ao adotar uma criança, receberão o salário maternidade. Pela primeira vez, o Conselho de Recursos da Previdência Social (CRPS), julgou esse tipo de caso e o Ministério da Previdência Social (MPAS), concedeu o benefício.

A decisão foi baseada na análise da Constituição e do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que assegura o salário maternidade como um benefício em prol da própria criança, avalia a 1ª presidenta da Câmara de Julgamento do CRPS, Ana Cristina Evangelista. “Estamos falando da Previdência reconhecendo salário-maternidade para um homem. Não poderíamos negar um direito que existe de fato por causa de uma questão semântica. Isso foi um grande avanço tanto para a área administrativa quanto para a previdenciária”.

Ainda que seja um caso inédito no Brasil, a determinação não garante o benefício a todos os casos semelhantes a este, pois a legislação previdenciária continua não prevendo um salário para os pais, como um “salário paternidade”.  Para adquirir o benefício, os interessados devem pleitear o direito e só assim, o caso será analisado, talvez, concedido.

O julgamento ocorreu por meio de videoconferência, onde a Previdência, localizada em Brasília, pôde se comunicar com as partes interessadas, no Rio Grande do Sul. O processo também aconteceu pela primeira vez e, possivelmente, outros processos serão realizados dessa forma.

Salário maternidade destinado a mulheres

Pela Lei, tem direito ao salário-maternidade as seguradas empregada, empregada domestica, contribuinte individual e facultativa, por ocasião do parto, da adoção ou da guarda judicial para fins de adoção.

A assegurada pode requerer o salário maternidade pela internet  ou nas Agências da Previdência Social.

O benefício é pago por 120 dias a partir do parto ou por definição médica, 28 dias antes e 91 dias após o parto. No caso de adoção ou de guarda judicial o tempo de pagamento muda de acordo com a idade da criança, por exemplo, por 120 dias para criança de até um ano de idade; por 60 dias para criança de um ano e um dia até quatro anos de idade; ou por 30 dias para criança de quatro anos e um dia até oito anos de idade.

Saiba mais sobre salário-maternidade

Leia mais:

Seis mil novas creches de educação infantil serão construídas até 2014

Direitos do cidadão

Lei Maria da Penha faz 6 anos e destaca proteção para lésbicas e mulheres bissexuais

Fonte:

Ministerio da Previdencia Social

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo defende a realização de uma ampla reforma política
Ministros José Eduardo Cardozo e Miguel Rossetto falaram sobre a legitimidade das manifestações, ocorridas no domingo (15)
"Não tem reforma ministerial", garante Dilma Rousseff
Presidenta Dilma garantiu, em entrevista coletiva, que a saída de Cid Gomes do ministério da Educação foi uma alteração pontual
Governo defende fim do financiamento empresarial em campanhas
Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que atual conjuntura aponta para uma necessária mudança no sistema político-eleitoral
Ministros José Eduardo Cardozo e Miguel Rossetto falaram  sobre a legitimidade das manifestações, ocorridas no domingo (15)
Governo defende a realização de uma ampla reforma política
Presidenta Dilma garantiu, em entrevista coletiva, que a saída de Cid Gomes do ministério da Educação foi uma alteração pontual
"Não tem reforma ministerial", garante Dilma Rousseff
Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que atual conjuntura aponta para uma necessária mudança no sistema político-eleitoral
Governo defende fim do financiamento empresarial em campanhas

Últimas imagens

Presidenta Dilma sanciona lei que altera a regra para a união de dois ou mais partidos políticos
Presidenta Dilma sanciona lei que altera a regra para a união de dois ou mais partidos políticos
Presidenta Dilma Rousseff lamentou a queda de avião de companhia alemã na França
Presidenta Dilma Rousseff lamentou a queda de avião de companhia alemã na França
Pacote é composto de três projetos de lei, uma proposta de Emenda à Constituição (PEC) e dois pedidos de tramitação em regime de urgência
Pacote é composto de três projetos de lei, uma proposta de Emenda à Constituição (PEC) e dois pedidos de tramitação em regime de urgência
Interessados não devem ter menos de 17 anos e nem podem completar 25 anos de idade até 31 de dezembro de 2015
Interessados não devem ter menos de 17 anos e nem podem completar 25 anos de idade até 31 de dezembro de 2015
Divulgação/AEB

Governo digital