Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2012 > 11 > Acidentes com moto lideram indenizações pagas pelo seguro obrigatório

Governo

Acidentes com moto lideram indenizações pagas pelo seguro obrigatório

por Portal Brasil publicado: 06/11/2012 12:10 última modificação: 06/11/2012 15:21

Sete em cada dez indenizações foram pagas por acidente com moto nos últimos três meses, é o que revela a Seguradora Líder, que opera o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (Dpvat). Somente no primeiro semestre do ano, a indenização por causa de acidentes com motociclistas representou 69% do total pago.

De acordo com o diretor de Relações Institucionais da Seguradora Líder, Márcio Norton, o crescimento no número de motos no País contribui significativamente para a quantidade de indenizações pagas. “A estrutura do trânsito brasileiro não acompanha na mesma proporção o aumento da frota de veículos. As ações de conscientização do governo acabam sendo neutralizadas pelo volume,” afirmou.

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) estima que o número de motos saltou de cinco milhões para 16 milhões na última década - o que representa 27% da frota nacional de veículos. Os acidentes consequentemente aumentaram. Em junho deste ano, o Ministério da Saúde divulgou que 77.113 motociclistas foram internados em 2011 e os custos chegaram a R$ 96 milhões.

O diretor alerta que as campanhas de conscientização no trânsito não estão surtindo o efeito esperado. “A consciência do motorista ainda não é a melhor. Há ainda uma debilidade na conscientização dos motociclistas nos perigos da direção.”

No primeiro semestre de 2012, foram 216.150 indenizações pagas por todos os tipos de acidente de trânsito, aumento de 31% em relação ao mesmo período do ano passado. Ao todo, foram empenhados nos pagamentos R$ 1,261 bilhão.

O cidadão pode solicitar o seguro Dpvat nos casos de morte, invalidez permanente ou para reembolso de despesas médicas ou hospitalares decorrentes de acidentes de trânsito.

 

Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil