Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2012 > 11 > Aposentados e pensionistas vão receber R$ 35,6 bi referentes a novembro

Governo

Aposentados e pensionistas vão receber R$ 35,6 bi referentes a novembro

publicado: 29/11/2012 15h48 última modificação: 29/07/2014 08h58

R$ 11,7 bilhões serão referentes à segunda parcela do 13º salário, que começou a ser pago na segunda-feira (26)

 

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) libera até o dia 7 de dezembro o montante de R$ 35,6 bi relativo ao pagamento dos benefícios da folha de novembro. Desse total, R$ 11, 7 bilhões são referentes ao pagamento da segunda parcela do 13º salário, que foi liberado na segunda-feira (26). Os R$ 23,9 bilhões restantes totalizam o valor transferido mensalmente pelo instituto para o pagamento dos benefícios.

Ao todo, 25,8 milhões de beneficiários vão receber a segunda parcela do 13º. Já as aposentadorias e pensões serão concedidas a 30 milhões de beneficiários. Nem todos os benefícios dão direito ao 13º, como: amparo previdenciário do trabalhador rural, renda mensal vitalícia, amparo assistencial ao idoso e ao deficiente, auxílio-suplementar por acidente de trabalho, pensão mensal vitalícia, abono de permanência em serviço, vantagem do servidor aposentado pela autarquia empregadora e salário-família.

Os depósitos desta segunda parcela do 13º vêm com o desconto de Imposto de Renda (IR). A primeira parcela do 13º salário foi antecipada no pagamento da folha de agosto. Clique aqui para fazer o download em Excel da tabela completa com valores da folha de novembro por unidade da federação.

 

Um salário mínimo

O pagamento de aposentadoria e pensão para os segurados que recebem um salário mínimo começou na segunda-feira (26) para aqueles que possuem cartão com final 1, desconsiderando o dígito. O pagamento para quem recebe um mínimo seguiu na terça (27) e quarta (28) para os cartões com final 2 e 3, respectivamente. 

Nesta quinta-feira (29), será liberado o pagamento para os segurados que possuem cartão com final 4, e na sexta (30), com final 5. O pagamento continua na semana seguinte, na seguinte ordem: segunda (3) para os cartões com final 6; terça (4), para final 7; quarta (5), para final 8; quinta (6), 9; sexta (7), para final 0.

 

Mais de um salário mínimo

Para quem recebe acima do mínimo, o crédito começa a ser liberado a partir do dia 3 de dezembro. Nesta data, o INSS libera o pagamento para quem tem cartão com final 1 e 6, desconsiderando-se o dígito. O calendário segue até o dia 7 de dezembro na seguinte ordem: terça (4), para cartões com final 2 e 7; quarta (5), para final 3 e 8; quinta (6), final 4 e 9; sexta (7), final 5 e 0.

 

Cobertura

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio 2011 (Pnad), 82,1% dos idosos brasileiros estão protegidos pela Previdência Social. Essa porcentagem representa 19,3 milhões de pessoas com 60 anos ou mais - cerca de 1,6 milhão (81,73%) a mais do que o registrado na última Pnad, realizada em 2009.

Foi constatado pela Secretaria de Políticas de Previdência Social que, no caso dos homens dessa faixa etária, a proteção chega a 86,7% (9,01 milhões) e para as mulheres idosas, o percentual de cobertura chega a 78,6% (10,3 milhões).

A maior parte dos idosos protegidos recebia aposentadoria, grupo em que preponderavam os homens, que também eram maioria entre os não beneficiários que contribuíam para a Previdência Social. Este fato foi explicado, principalmente, por se depararem com requisitos mais elevados de idade e tempo de contribuição para o requerimento de aposentadorias.

O estudo revela também que o pagamento de benefícios previdenciários impediu que mais de 23,7 milhões de brasileiros, de todas as faixas etárias, ficassem abaixo da linha da pobreza. Sem os repasses da Previdência, a quantidade de pobres seria de 74,97 milhões de pessoas - redução de 12,8 pontos percentuais na taxa de pobreza.

 

Fonte:
Ministério da Previdência Social

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Dilma se solidariza às vítimas do navio da BW
Presidenta telefonou ao presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, para que ele transmitisse solidariedade às famílias das vítimas do acidente
Brasília sedia até sexta (13) encontro de ministros do Brics
Ministros do grupo formado por Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul, estão reunidos nesta semana para debater políticas sociais
Unger toma posse na Secretaria de Assuntos Estratégicos
Durante a cerimônia, presidenta Dilma afirmou que fazer do Brasil uma pátria educadora é uma das diretrizes do seu governo
Presidenta telefonou ao presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, para que ele transmitisse solidariedade às famílias das vítimas do acidente
Dilma se solidariza às vítimas do navio da BW
Ministros do grupo formado por Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul, estão reunidos nesta semana para debater políticas sociais
Brasília sedia até sexta (13) encontro de ministros do Brics
Durante a cerimônia, presidenta Dilma afirmou que fazer do Brasil uma pátria educadora é uma das diretrizes do seu governo
Unger toma posse na Secretaria de Assuntos Estratégicos

Últimas imagens

Interessados não devem ter menos de 17 anos e nem podem completar 25 anos de idade até 31 de dezembro de 2015
Interessados não devem ter menos de 17 anos e nem podem completar 25 anos de idade até 31 de dezembro de 2015
Divulgação/AEB
Este ano, o dia 28 de outubro, quando é celebrado o Dia do Servidor Público, cairá numa quarta-feira
Este ano, o dia 28 de outubro, quando é celebrado o Dia do Servidor Público, cairá numa quarta-feira
Divulgação/MPOG
Ex-deputado federal, Claudio é professor universitário desde 1995
Ex-deputado federal, Claudio é professor universitário desde 1995
Divulgação/Seain
Presidenta Dilma Rousseff durante encontro com Mário José Vaz, Presidente da Guiné Bissau
Presidenta Dilma Rousseff durante encontro com Mário José Vaz, Presidente da Guiné Bissau
Foto: Roberto Stuckert/PR
Presidenta Dilma Rousseff durante encontro com Li Yuanchao, Vice-Presidente da República Popular da China
Presidenta Dilma Rousseff durante encontro com Li Yuanchao, Vice-Presidente da República Popular da China
Foto: Roberto Stuckert/PR

Governo digital