Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2013 > 02 > Campanha de prevenção de acidentes nas estradas começa a ser veiculada

Governo

Campanha de prevenção de acidentes nas estradas começa a ser veiculada

por Portal Brasil publicado: 04/02/2013 11h34 última modificação: 29/07/2014 23h58
Divulgação / Ministério dos Transportes A campanha tem o objetivo de mobilizar a sociedade sobre a importância da educação no trânsito nas rodovias federais

A campanha tem o objetivo de mobilizar a sociedade sobre a importância da educação no trânsito nas rodovias federais

Com o slogan “A culpa não morre nunca”, a campanha será divulgada em emissoras de televisão e em portais de internet

 

A campanha para prevenção de acidentes nas rodovias federais no período de Carnaval começou nesse domingo (3). Com o slogan “A culpa não morre nunca”, a campanha será divulgada em emissoras de televisão e em portais de internet. O objetivo é conscientizar todos os segmentos da sociedade sobre a urgente necessidade de uma mudança de comportamento nas estradas.

A veiculação vai se concentrar em oito capitais onde há o maior índice de acidentes nas estradas. Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), são elas: Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Recife (PE) e Salvador (BA).

As peças publicitárias referentes à campanha consistem em um vídeo de 30 segundos, disponível no site do Ministério dos Transportes, e banners em  portais de internet que tem o objetivo de alertar os motoristas para o risco de acidentes nas viagens para o carnaval. As peças foram elaboradas com base em uma pesquisa qualitativa encomendada pelo Ministério em setembro do ano passado. Segundo os dados levantados, os vídeos deveriam ter forte apelo emocional e chamar a atenção para os perigos de ultrapassagem em locais proibidos e o excesso de velocidade.

O vídeo já foi divulgado no fim do ano e contribuiu para a redução de 24% dos índices de acidentes de trânsito quando comparados ao mesmo período de 2011. Segundo dados da Polícia Rodoviária Federal, houve ainda uma diminuição de 28% do número de feridos e de 12% do total de vítimas fatais.

 

 

Parada -Rodovia

Em dezembro do ano passado, foi lançada a Operação Integrada Parada-Rodovia 2012/2013 com foco na redução do número de acidentes no trânsito no período de 15 de dezembro a 13 de fevereiro de 2013.

Desenvolvida pelos ministérios das Cidades, Saúde, Transportes e Justiça, a operação faz parte do Parada – Um Pacto pela Vida, lançado pelo governo brasileiro em resposta a deliberação da ONU de reduzir em 50% o número de mortes no trânsito no mundo, durante o período de 2011 a 2020.

Entre as ações da Operação estarão a instalação de equipamentos eletrônicos controladores de velocidade como barreiras eletrônicas, pardais, controle de avanço de sinais e parada sobre faixas. A previsão é fechar o ano de 2012 com 1.650 equipamentos em operação. Até 2013, serão 2.696 equipamentos, que vão monitorar 5.392 faixas pelo prazo de cinco anos. Neste período, o governo federal investirá R$ 773,3 milhões no programa, com recursos previstos no Programa de Aceleração do Crescimento

 

Fonte:
Ministério dos Transportes
Portal Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Conheça do GovData
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
TáxiGov: saiba como fazer o primeiro acesso
Usuários devem acessar taxigov.gov.br e realizar o cadastro
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
Conheça do GovData
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida
Usuários devem acessar taxigov.gov.br e realizar o cadastro
TáxiGov: saiba como fazer o primeiro acesso

Últimas imagens

Aulas irão abordar a importância de se adaptar portais para pessoas com deficiência
Aulas irão abordar a importância de se adaptar portais para pessoas com deficiência
Marcos Santos/USP Imagens
Curso vai apresentar noções básicas e também os fundamentos legais do orçamento público
Curso vai apresentar noções básicas e também os fundamentos legais do orçamento público
Divulgação/EBC

Suspensão deve-se ao não cumprimento de tratados firmados no momento de adesão ao bloco
Suspensão deve-se ao não cumprimento de tratados firmados no momento de adesão ao bloco
Divulgação/Itamaraty
Parte da reserva emergencial estabelecida pelo Decreto já foi utilizada para atender ministérios
Parte da reserva emergencial estabelecida pelo Decreto já foi utilizada para atender ministérios
Foto: Marcos Corrêa/PR
Primeira parcela corresponde a até metade do valor total e será paga junto aos outros benefícios do mês
Primeira parcela corresponde a até metade do valor total e será paga junto aos outros benefícios do mês
Foto: Bernardo Rebello/Caixa
Cerca de 83,7% das pessoas beneficiadas com recursos das contas do FGTS já fizeram saque
Cerca de 83,7% das pessoas beneficiadas com recursos das contas do FGTS já fizeram saque
Foto: Rodrigo de Oliveira/Caixa
Provimento dos cargos vai depender da existência de vagas na data de publicação do edital
Provimento dos cargos vai depender da existência de vagas na data de publicação do edital
Divulgação/Abin
Cursos de gestão abordam risco, dívida pública, suprimento de fundos e relacionamentos interpessoais
Cursos de gestão abordam risco, dívida pública, suprimento de fundos e relacionamentos interpessoais
Divulgação/Esaf
Afastamentos serão concedidos a titulares de cargos efetivos há pelo menos três anos, para mestrado, e quatro anos, para doutorado
Afastamentos serão concedidos a titulares de cargos efetivos há pelo menos três anos, para mestrado, e quatro anos, para doutorado
Foto: Isa Lima/UnB Agência
Servidores do Ministério da Transparência podem filiar-se à Unacon e ter descontos em diversas áreas
Servidores do Ministério da Transparência podem filiar-se à Unacon e ter descontos em diversas áreas
Divulgação/Unacon

Governo digital