Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2013 > 04 > Publicado decreto que homologa Terra Indígena Kayabi

Governo

Publicado decreto que homologa Terra Indígena Kayabi

por Portal Brasil publicado: 29/04/2013 14h20 última modificação: 29/07/2014 23h58

Foi publicado no Diário Oficial da União da última quinta-feira (24) o decreto de homologação da terra indígena, que fica localizada entre os municípios de Apiacás, no Mato Grosso, e Jacareacanga, no estado do Pará. A terra indígena, que tem 1.053.257 hectares, foi homologada para a posse permanente dos povos Kayabi, Munduruku e Apiaká.

O processo recente de demarcação da terra indígena teve início em 1993, com os estudos de identificação e delimitação da área de uso tradicional, e foi declarada pelo Ministério da Justiça como de ocupação permanente indígena.

 

Índios Kayabi

As notícias que se tem dos Kayabi, desde o século XIX, caracterizam este grupo como habitantes tradicionais do interflúvio Juruena/Teles Pires. Em 1884, os Kayabi foram mencionados pela primeira vez na literatura com um nome parecido com o atual. A primeira frente de expansão nacional a penetrar neste território indígena, com exceção dos bandeirantes à procura de minérios, foi formada por seringueiros, no final do século XIX.

Em 1915, o então Coronel Cândido Rondon, à época Chefe da Comissão de Linhas Telegráficas Estratégicas de Mato Grosso ao Amazonas, instruiu o Tenente Pyrineus de Souza que teve diversos contatos com os Kayabi.

Essas informações determinaram o início das ações de atração e pacificação do Serviço de Proteção aos Índios (SPI) com os Kayabi, com a fundação do Posto Pedro Dantas em 1922. Em 1936, os indígenasi já eram vistos na foz do Teles Pires e até na Missão Católica do rio Cururu, onde foram localizados por Curt Nimuendaju.

 

Fontes:
Secretaria-Geral da Presidência da República
Blog do Planalto

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Jogos Rio 2016 serão inesquecíveis, afirma Dilma Rousseff
Presidenta Dilma Rousseff fala a importância dos Jogos Olímpicos para o País
Governo lança plataforma digital de diálogo com a sociedade brasileira
#DialogaBrasil foi criado para melhorar os programas sociais, por meio de propostas enviadas pela população
Governo promove diálogo com sociedade
O ministro-chefe da Secretaria-Geral Miguel Rossetto destaca iniciativas de interação do governo
Presidenta Dilma Rousseff fala a importância dos Jogos Olímpicos para o País
Jogos Rio 2016 serão inesquecíveis, afirma Dilma Rousseff
#DialogaBrasil foi criado para melhorar os programas sociais, por meio de propostas enviadas pela população
Governo lança plataforma digital de diálogo com a sociedade brasileira
O ministro-chefe da Secretaria-Geral Miguel Rossetto destaca iniciativas de interação do governo
Governo promove diálogo com sociedade

Últimas imagens

 Implantação do sistema garante mais transparência no acompanhamento do andamento de documentos nos órgãos públicos
Implantação do sistema garante mais transparência no acompanhamento do andamento de documentos nos órgãos públicos
Divulgação/Governo do ES
A previsão é de que sejam necessários 34 dias para o reservatório ficar cheio.
A previsão é de que sejam necessários 34 dias para o reservatório ficar cheio.
Reprodução YouTube
O sr. José Manoel da Silva, 76 anos, e a família foram beneficiados pelo Programa de Reassentamento do projeto São Francisco que recebeu um lote produtivo irrigado
O sr. José Manoel da Silva, 76 anos, e a família foram beneficiados pelo Programa de Reassentamento do projeto São Francisco que recebeu um lote produtivo irrigado
Blog do Planalto
A presidenta Dilma Rousseff, durante cerimônia que marca um ano para o início dos Jogos Olímpicos
A presidenta Dilma Rousseff, durante cerimônia que marca um ano para o início dos Jogos Olímpicos
Foto: Roberto Stuckert/PR
Dona Francisca mora em Capão Bonito e recebeu suas chaves de casa no mês passado
Dona Francisca mora em Capão Bonito e recebeu suas chaves de casa no mês passado
Rodrigo de Oliveira/Caixa

Governo digital