Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2013 > 04 > Publicado decreto que homologa Terra Indígena Kayabi

Governo

Publicado decreto que homologa Terra Indígena Kayabi

por Portal Brasil publicado: 29/04/2013 14h20 última modificação: 29/07/2014 23h58

Foi publicado no Diário Oficial da União da última quinta-feira (24) o decreto de homologação da terra indígena, que fica localizada entre os municípios de Apiacás, no Mato Grosso, e Jacareacanga, no estado do Pará. A terra indígena, que tem 1.053.257 hectares, foi homologada para a posse permanente dos povos Kayabi, Munduruku e Apiaká.

O processo recente de demarcação da terra indígena teve início em 1993, com os estudos de identificação e delimitação da área de uso tradicional, e foi declarada pelo Ministério da Justiça como de ocupação permanente indígena.

 

Índios Kayabi

As notícias que se tem dos Kayabi, desde o século XIX, caracterizam este grupo como habitantes tradicionais do interflúvio Juruena/Teles Pires. Em 1884, os Kayabi foram mencionados pela primeira vez na literatura com um nome parecido com o atual. A primeira frente de expansão nacional a penetrar neste território indígena, com exceção dos bandeirantes à procura de minérios, foi formada por seringueiros, no final do século XIX.

Em 1915, o então Coronel Cândido Rondon, à época Chefe da Comissão de Linhas Telegráficas Estratégicas de Mato Grosso ao Amazonas, instruiu o Tenente Pyrineus de Souza que teve diversos contatos com os Kayabi.

Essas informações determinaram o início das ações de atração e pacificação do Serviço de Proteção aos Índios (SPI) com os Kayabi, com a fundação do Posto Pedro Dantas em 1922. Em 1936, os indígenasi já eram vistos na foz do Teles Pires e até na Missão Católica do rio Cururu, onde foram localizados por Curt Nimuendaju.

 

Fontes:
Secretaria-Geral da Presidência da República
Blog do Planalto

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Renato Janine Ribeiro será o novo ministro da Educação
Foi anunciado nesta sexta-feira (27) o nome do filósofo Renato Janine Ribeiro para o comando do Ministério da Educação
Governo defende a realização de uma ampla reforma política
Ministros José Eduardo Cardozo e Miguel Rossetto falaram sobre a legitimidade das manifestações, ocorridas no domingo (15)
"Não tem reforma ministerial", garante Dilma Rousseff
Presidenta Dilma garantiu, em entrevista coletiva, que a saída de Cid Gomes do ministério da Educação foi uma alteração pontual
Foi anunciado nesta sexta-feira (27) o nome do filósofo Renato Janine Ribeiro para o comando do Ministério da Educação
Renato Janine Ribeiro será o novo ministro da Educação
Ministros José Eduardo Cardozo e Miguel Rossetto falaram  sobre a legitimidade das manifestações, ocorridas no domingo (15)
Governo defende a realização de uma ampla reforma política
Presidenta Dilma garantiu, em entrevista coletiva, que a saída de Cid Gomes do ministério da Educação foi uma alteração pontual
"Não tem reforma ministerial", garante Dilma Rousseff

Últimas imagens

A posse do novo ministro será no dia 6 de abril
A posse do novo ministro será no dia 6 de abril
Pauliane Amaral/Prefeitura de Campo Grande
Iniciativa extingue embargos retidos e infringentes, e também busca incentivar conciliação entre as partes
Iniciativa extingue embargos retidos e infringentes, e também busca incentivar conciliação entre as partes
Patrus Ananias quer ampliar debate sobre reforma agrária no País
Patrus Ananias quer ampliar debate sobre reforma agrária no País
RafaB – Gabinete Digital/PR
Presidenta Dilma sanciona lei que altera a regra para a união de dois ou mais partidos políticos
Presidenta Dilma sanciona lei que altera a regra para a união de dois ou mais partidos políticos
Chanceler da Eslováquia, Miroslav Lajčák, e o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira
Chanceler da Eslováquia, Miroslav Lajčák, e o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira
Blog Diplomacia Pública

Governo digital