Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2013 > 08 > Brasil e Japão firmam acordo para gerenciamento de riscos de desastres naturais

Governo

Brasil e Japão firmam acordo para gerenciamento de riscos de desastres naturais

Gestão de Risco

A parceria foi oficializada durante seminário ocorrido nesta quarta-feira (28), no Rio de Janeiro
por Portal Brasil publicado: 29/08/2013 00h00 última modificação: 29/07/2014 23h58
Divulgação/ EBC O plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais vai contemplar projetos de mapeamento, monitoramento e alerta, resposta e prevenção a desastres

O plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais vai contemplar projetos de mapeamento, monitoramento e alerta, resposta e prevenção a desastres

Um Termo de Cooperação Técnica entre Brasil e Japão foi firmado na última quarta-feira (28) para o desenvolvimento e a implantação de ações voltadas ao fortalecimento da gestão integrada de riscos de desastres naturais. A parceria foi oficializada durante o Rio Bosai 2013, seminário internacional sobre prevenção de desastres naturais. Os municípios que integram o projeto foram previamente selecionados em função dos desastres sofridos nos últimos anos. Um dos objetivos da cooperação técnica é o aprimoramento da Política Nacional de Proteção e Defesa Civil, instituída pela Lei 12.608, de 2012.

A Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) e os ministérios das Cidades, da Integração Nacional e da Ciência, Tecnologia e Inovação, e a prefeitura municipal de três cidades: Blumenau (SC), Nova Friburgo (RJ); e Petrópolis (RJ) assinaram o documento. Entre outros pontos debatidos no seminário, foi destaque a importância da colaboração internacional para a formação de uma sociedade engajada na busca pela redução de danos causados por desastres naturais.

Cooperação Técnica

A Cooperação contemplará ações diversificadas que buscam desenvolver o planejamento da expansão urbana, bem como ferramentas de gestão territorial; aperfeiçoar procedimentos padronizados para avaliação e mapeamento de riscos de desastres relacionados com movimentos de massa e enxurradas; formular diretrizes para autoridades estaduais e municipais para estabelecer protocolos de resposta a desastres; desenvolver metodologias e procedimentos para a emissão de alertas de desastres envolvendo movimentos de massa; melhorar o sistema nacional de monitoramento e alerta de desastres naturais.

Para o secretário substituto da Secretaria Nacional de Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional, Rafael Schadeck, a ação conjunta entre os dois países será muito importante para a gestão de riscos ambientais no âmbito nacional. 

“É um projeto de médio prazo, feito com cuidado, que vai deixar muitos frutos para o País. A princípio, serão três municípios contemplados, mas o trabalho desenvolvido deixará uma herança local para os órgãos federais, estaduais e municipais perpetuarem o conhecimento e as ações desenvolvidas”, analisou o secretário da Integração Nacional.

Fonte:
Ministério da Integração Nacional

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Conheça do GovData
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
TáxiGov: saiba como fazer o primeiro acesso
Usuários devem acessar taxigov.gov.br e realizar o cadastro
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
Conheça do GovData
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida
Usuários devem acessar taxigov.gov.br e realizar o cadastro
TáxiGov: saiba como fazer o primeiro acesso

Últimas imagens

Curso vai apresentar noções básicas e também os fundamentos legais do orçamento público
Curso vai apresentar noções básicas e também os fundamentos legais do orçamento público
Divulgação/EBC

Suspensão deve-se ao não cumprimento de tratados firmados no momento de adesão ao bloco
Suspensão deve-se ao não cumprimento de tratados firmados no momento de adesão ao bloco
Divulgação/Itamaraty
Parte da reserva emergencial estabelecida pelo Decreto já foi utilizada para atender ministérios
Parte da reserva emergencial estabelecida pelo Decreto já foi utilizada para atender ministérios
Foto: Marcos Corrêa/PR
Primeira parcela corresponde a até metade do valor total e será paga junto aos outros benefícios do mês
Primeira parcela corresponde a até metade do valor total e será paga junto aos outros benefícios do mês
Foto: Bernardo Rebello/Caixa
Cerca de 83,7% das pessoas beneficiadas com recursos das contas do FGTS já fizeram saque
Cerca de 83,7% das pessoas beneficiadas com recursos das contas do FGTS já fizeram saque
Foto: Rodrigo de Oliveira/Caixa
Provimento dos cargos vai depender da existência de vagas na data de publicação do edital
Provimento dos cargos vai depender da existência de vagas na data de publicação do edital
Divulgação/Abin
Cursos de gestão abordam risco, dívida pública, suprimento de fundos e relacionamentos interpessoais
Cursos de gestão abordam risco, dívida pública, suprimento de fundos e relacionamentos interpessoais
Divulgação/Esaf
Afastamentos serão concedidos a titulares de cargos efetivos há pelo menos três anos, para mestrado, e quatro anos, para doutorado
Afastamentos serão concedidos a titulares de cargos efetivos há pelo menos três anos, para mestrado, e quatro anos, para doutorado
Foto: Isa Lima/UnB Agência
Servidores do Ministério da Transparência podem filiar-se à Unacon e ter descontos em diversas áreas
Servidores do Ministério da Transparência podem filiar-se à Unacon e ter descontos em diversas áreas
Divulgação/Unacon
Candidatos devem ser brasileiros natos e terem diploma de graduação em instituição brasileira de ensino superior
Candidatos devem ser brasileiros natos e terem diploma de graduação em instituição brasileira de ensino superior
Divulgação/MRE

Governo digital