Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2013 > 09 > País supera número de 200 milhões de habitantes, segundo IBGE

Governo

País supera número de 200 milhões de habitantes, segundo IBGE

População Brasileira

São Paulo é o estado mais populoso, com 43,6 milhões, seguido por Minas Gerais com 20,5 milhões e Rio de Janeiro com 16,3 milhões
por Portal Brasil publicado: 29/08/2013 00h00 última modificação: 29/07/2014 23h59

O Brasil atingiu o número de 201.032.714 habitantes, de acordo com os dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), referentes a junho deste ano. Na resolução, assinada pela presidente do IBGE, Wasmália Socorro Barata Bivar, estão as estimativas populacionais de todos os municípios do País. Segundo o instituto, o Brasil tem 7.085.828 habitantes a mais que o registrado em 1º de julho de 2012, quando a população era de 193.946.886.

Entre os estados, São Paulo é o mais populoso, com 43,6 milhões de habitantes, seguido por Minas Gerais com 20,5 milhões de residentes e do Rio de Janeiro com 16,3 milhões de pessoas que declaram moradoras da região. A Bahia registra 15 milhões de habitantes, o Rio Grande do Sul 11,1 milhões e o Paraná, 10,9 milhões de residentes. Em seguida aparecem Pernambuco com 9,21 milhões de habitantes, Ceará com 8,78 milhões, Pará com 7,97 milhões, Maranhão com 6,79 milhões, Santa Catarina com 6,63 milhões e Goiás com 6,43 milhões.

Com menos de cinco milhões de habitantes, estão Paraíba (3,91 milhões), Espírito Santo (3,84 milhões), Amazonas (3,81 milhões), Rio Grande do Norte (3,37 milhões), Alagoas (3,3 milhões), Piauí (3,18 milhões), Mato Grosso (3,18 milhões), Distrito Federal (2,79 milhões), Mato Grosso do Sul (2,59 milhões), Sergipe (2,19 milhões), Rondônia (1,73 milhão) e Tocantins (1,48 milhão).

A Região Norte, tem três estados com menos de 1 milhão de habitantes. Roraima é o menos populoso, com 488 mil habitantes. O Acre tem 776,5 mil habitantes e o Amapá, 735 mil.

228,4 milhões em 2042

De acordo com pesquisa do IBGE, a população brasileira continuará crescendo até 2042, quando deverá chegar a 228,4 milhões de pessoas. A partir do ano seguinte, ela diminuirá gradualmente e estará em torno de 218,2 milhões em 2060. Esse é um dos destaques da publicação “Projeção da População do Brasil por Sexo e Idade para o Período 2000/2060 e Projeção da População das Unidades da Federação por Sexo e Idade para o período 2000/2030”, que o IBGE disponibiliza nesta quinta-feira (29) na internet.

Além da projeção da população para o País e das unidades da Federação, a publicação traz projeções da fecundidade feminina por faixa etária, da mortalidade, da esperança de vida ao nascer para o País e para as unidades da Federação e do saldo migratório (imigrantes menos emigrantes) internacional e interno, entre outros indicadores.

Observa-se, por exemplo, que a idade média em que as mulheres têm filhos, que está em 26,9 anos em 2013, deve chegar a 28 anos em 2020 e 29,3 anos em 2030.

Cor e raça

 

O Censo Populacional adota cinco categorias em que pessoas podem se enquadrar quanto às características de cor ou raça: branca, preta, amarela (inclusive as pessoas que afirmam ser de origem japonesa, chinesa, coreana etc.), parda (incluindo as pessoas que se declaram mulatas, caboclas, cafuzas, mamelucas ou mestiças de preto com pessoa de outra cor ou raça), ou indígena (categoria que abrange pessoas que se declaram indígena ou índia).

 

A distribuição da população segundo cor ou raça pelo território nacional reflete os processos migratórios ao longo da história do País. Em 1500, quando chegaram os primeiros portugueses, o território onde está hoje o Brasil era habitado apenas por tribos indígenas.

 

Fonte:

 

IBGE


Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Campanha Brasil nos trilhos. Um ano de coragem, trabalho e avanços
Confira a nova campanha sobre os 12 meses de atuação do governo federal
Temer discute Previdência com ministros e parlamentares
Presidente recebeu neste domingo (16), no Palácio da Alvorada, autoridades para discutir a proposta de reforma da Previdência
Esclareça boatos sobre a Reforma da Previdência
O rombo previdenciário não para de crescer e pode engolir toda a nossa economia. Assista ao vídeo e entenda melhor. Não se deixe enganar
Confira a nova campanha sobre os 12 meses de atuação do governo federal
Campanha Brasil nos trilhos. Um ano de coragem, trabalho e avanços
Presidente recebeu neste domingo (16), no Palácio da Alvorada, autoridades para discutir a proposta de reforma da Previdência
Temer discute Previdência com ministros e parlamentares
O rombo previdenciário não para de crescer e pode engolir toda a nossa economia. Assista ao vídeo e entenda melhor. Não se deixe enganar
Esclareça boatos sobre a Reforma da Previdência

Últimas imagens

Organizadores do ato e pessoas identificadas pela polícias poderão ser responsabilizadas
Organizadores do ato e pessoas identificadas pela polícias poderão ser responsabilizadas
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
InovaGov é formada por 49 órgãos públicos, seis instituições privadas e uma do terceiro setor
InovaGov é formada por 49 órgãos públicos, seis instituições privadas e uma do terceiro setor
Arquivo/EBC
Resgates já beneficiaram mais de 15 milhões de trabalhadores
Resgates já beneficiaram mais de 15 milhões de trabalhadores
Arquivo/Agência Brasil
Schvartsman assume o cargo no lugar de Murilo Ferreira, que esteve na presidência por seis anos
Schvartsman assume o cargo no lugar de Murilo Ferreira, que esteve na presidência por seis anos
Divulgação/Governo do Paraná
Operações investigam corrupção envolvendo servidores e empresas de Tocantins e Santa Catarina
Operações investigam corrupção envolvendo servidores e empresas de Tocantins e Santa Catarina
Divulgação/Polícia Federal
Texto prevê contrapartidas como privatizações e restrições ao aumento de despesas contínuas
Texto prevê contrapartidas como privatizações e restrições ao aumento de despesas contínuas
Foto: Nilson Bastian/Câmara dos Deputados
A nova plataforma será útil no desenvolvimento e monitoramento de políticas públicas
A nova plataforma será útil no desenvolvimento e monitoramento de políticas públicas
Arquivo/Agência Brasil
Parceria entre o ministério e o site existe desde agosto de 2016
Parceria entre o ministério e o site existe desde agosto de 2016
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital