Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2013 > 12 > Dilma: Brasil torna-se cada vez mais uma terra de oportunidades

Governo

Dilma: Brasil torna-se cada vez mais uma terra de oportunidades

Investimentos

País continua atraindo investimentos diretos, diz presidenta, durante encontro da Clinton Global Initiative
por Portal Brasil publicado: 09/12/2013 14:40 última modificação: 09/12/2013 14:53

A presidenta Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (9), durante encontro da Clinton Global Initiative (CGI), entidade criada pelo ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton, que o Brasil torna-se cada vez mais uma terra de oportunidades, com inclusão social, aumento da renda e do emprego e atração de investimentos.

“O Brasil torna-se cada vez mais uma terra de oportunidades como produtor de alimentos, proteínas, recursos minerais expressivos, indústria diversificada e produtor de energia renovável e petróleo. Isso explica porque o Brasil continua atraindo investimentos diretos (…) Até fins de 2012, experimentamos expansão da economia depois de período longo de estagnação. Ela não se fez às custas da desigualdade social, ao contrário, fizemos da inclusão fator de dinamização da nossa economia. Criamos expressivo mercado de consumo de massas e políticas sociais e de transferência de renda que permitiram tirar 36 milhões da miséria (…) e isso permitiu que se configurasse um grande mercado de massas”.

Segundo Dilma, graças a esse grande mercado de massas, o Brasil atravessou com menos dificuldades os efeitos da crise global, em 2008 e 2009, e criou condições para que houvesse na América Latina um forte dinamismo nas suas trocas e no seu comércio. Dilma disse ainda que as melhorias na América Latina também são consequência do incremento do comércio intraregional no Mercosul, na Unasul e na A Comunidade dos Estados Latinoamericanos e Caribenhos (Celac)

“A política salarial ensejou valorização do salário mínimo real, o salário médio real aumentou 27% no período. Também criamos quantidade significativa de empregos. Criamos mais de 4,8 milhões de empregos até outubro, e chegaremos a este ano a uma das menores taxas de desemprego de todos os tempos, o que coloca o Brasil numa posição invejável no mundo de hoje. Nos últimos dez anos, conseguimos criar 20 milhões de empregos formais”, afirmou.

Fonte:
Blog do Planalto

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil