Governo

Cooperação Internacional

Dilma anuncia apoio brasileiro à candidatura de Angola no Conselho de Segurança da ONU

Presidenta recebeu o chefe de governo da Angola e assinou medida estendendo visto de negócio. Acordos bilaterais também foram discutidos
publicado: 16/06/2014 17h34, última modificação: 22/12/2017 21h32

A presidenta Dilma Rousseff assinou protocolo sobre a facilitação de vistos de angolanos no Brasil. A medida estenderá para 24 meses o prazo de validade de vistos de negócio. A assinatura aconteceu nessa segunda-feira, durante a visita oficial do presidente da Angola, José Eduardo dos Santos, em Brasília.

Na oportunidade, o presidente do país africano revelou o apoio a candidatura do Brasil a membro permanente do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas(ONU). Em retribuição, Dilma Rousseff anunciou o apoio do Brasil a candidatura de Angola ao cargo de membro não permanente no mesmo Conselho. Ainda durante o encontro, também foram discutidos acordos bilaterais de facilitação de investimentos recíprocos.

No seu discurso, a presidenta Dilma Rousseff destacou a ligação entre os dois países nas áreas de cultura, linguística e economia. “Nossas relações têm sistematicamente avançado ao longo dos tempos e agora se expande com grande densidade. Cooperamos ativamente com parcerias estratégicas e em áreas muito relevantes de grande importância seja para o desenvolvimento angolano, seja para o desenvolvimento brasileiro”, disse.

Dilma fez questão de destacar as grandes empresas dos dois países que atuam no desenvolvimento dos territórios e exaltou uma das parcerias envolvidas, a de Defesa. “A Força Aérea Nacional de Angola adquiriu, em 2009, seis aeronaves Super Tucanos, hoje já entregues. O Ministério da Defesa colaborou para o levantamento da plataforma continental angolana. Manifestei o interesse brasileiro em explorar novas parcerias na indústria naval, com a produção local e a transferência de tecnologia”. Dilma lembrou, ainda, dos casos de parceria nas áreas educacionais, com vários angolanos formados em cursos de graduação no Brasil.

Em seguida, Dilma Rousseff ressaltou a importância da América Latina e de países africanos estarem mais ligados visando uma maior legitimidade as decisões globais. Com esse objetivo, a presidenta apoiou a candidatura de Angola ao Conselho de Segurança da ONU no próximo biênio. “Estou certa que Angola pode oferecer olhar atento aos desafios a paz e segurança internacionais”, afirmou.

Grandes obras e apoio

Ao tomar a palavra, o presidente Angolano, José Eduardo dos Santos, ressaltou que a visita conseguiu atingir os objetivos dos dois países e destacou o crescimento da parceria. “Foi mais um passo no sentido da consolidação da amizade entre Angola e Brasil. Angola é o principal parceiro do Brasil na África. Há empresas brasileiras no meu país que realizam grandes obras e que se associam com empresários locais”, destacando que a medida aprovada vai melhorar a relação entre os investidores brasileiros e angolanos.

O presidente José Eduardo lembrou das ajudas internacionais do Brasil e do trabalho em prol da defesa da paz. Por isso, disse apoiar a candidatura brasileira a membro permanente do Conselho de Segurança da ONU. “Sabemos que vários especialistas brasileiros tem dado grande contribuição essas instituições e a preservação da paz e do mundo. Por isso iremos apoiar o Brasil nessa candidatura”, disse.

Fonte:
Portal Brasil 

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems