Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2014 > 09 > Ministra do Meio Ambiente analisa resultados de emissões de gases

Governo

Ministra do Meio Ambiente analisa resultados de emissões de gases

Metas

Segundo Izabella Teixeira, a redução na quantidade de emissões se deve principalmente a agricultura de baixo carbono
por Portal Brasil publicado: 23/09/2014 17h10 última modificação: 23/09/2014 17h10

O Brasil reduziu as emissões de gases na atmosfera em cerca de 79% da meta pretendida para 2020. De acordo com a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, que apresenta os resultados brasileiros esta terça (23) e quarta-feira (24) na Cúpula do Clima, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, o Brasil assumiu voluntariamente essa meta, com o compromisso de reduzir as emissões associadas ao desmatamento.

“O Brasil investe em soluções associadas a agricultura de baixo carbono, os planos setoriais que a nossa política nacional de clima definiu em torno de mudar o cenário de tendencial de emissões do Brasil em função do nosso desenvolvimento, ou seja, estamos praticando desenvolvimento com inclusão social, com erradicação da pobreza, gerando emprego e estamos mudando aquilo que seria a curva esperada de emissões nossas”, ressaltou a ministra.

Mais de 120 chefes de Estado e de governo participam a Cúpula do Clima. A presidenta Dilma Rousseff foi um dos chefes de estado a discursar na Cúpula. Em sua fala, dentre outros destaques, enfatizou que o crescimento das economias é compatível com a redução de emissões.

Avanços
A ministra afirma que o País acabará com o desmatamento ilegal e investirá cada vez mais em tecnologias e energias renováveis. Segundo Izabella, a contribuição do Brasil para as emissões, que era significativa na questão do desmatamento, está sendo reduzida.

“O Brasil tem muito o que mostrar voluntariamente. É um País que a ONU reconhece que tem as maiores contribuições em torno do enfrentamento da mudança do clima no mundo e, mais do que isso, temos contribuições no que diz respeito ao futuro, em torno no chamado dos setores estratégicos de geração de emissões, particularmente na manutenção da nossa matriz renovável e em torno da agricultura de baixo carbono”, explicou.

Ela afirma que o Brasil está levando conhecimento de monitoramento para outros países, contribuindo para manutenção das florestas tropicais do planeta, citando parceria com países da bacia amazônica e da bacia do Congo, na África. Além disso, há cooperações na área de agricultura e energia renováveis.

O desmatamento na Amazônia em 5.891 km² foi a segunda menor taxa registrada anualmente nos últimos 25 anos. O número foi confirmado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), por meio do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal (Prodes), espécie de acompanhamento via satélite, e abrange período de agosto de 2012 a julho de 2013.

Outro relatório mostrou que degradação florestal na Amazônia Legal atingiu, em 2013, o menor valor registrado desde o início da série histórica, em 2007.

Fonte:

Blog do Planalto

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ouvidoria recebe mais de 67 mil denúncias no primeiro semestre
Denúncias de violações de direitos humanos foram recebidas pela ouvidoria do governo federal; maioria relatou violações contra crianças e adolescentes
Conheça do GovData
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
Denúncias de violações de direitos humanos foram recebidas pela ouvidoria do governo federal; maioria relatou violações contra crianças e adolescentes
Ouvidoria recebe mais de 67 mil denúncias no primeiro semestre
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
Conheça do GovData
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida

Últimas imagens

Programa torna mais fácil e rápido processos como emissão de documentos, marcação de consultas pelo SUS e pagamento de obrigações trabalhistas e previdenciárias
Programa torna mais fácil e rápido processos como emissão de documentos, marcação de consultas pelo SUS e pagamento de obrigações trabalhistas e previdenciárias
Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília
Obras deverão ser em melhorias como iluminação e saneamento básico
Obras deverão ser em melhorias como iluminação e saneamento básico
Alexandre Lombardi/Pref. de Sorocaba (SP)
Criado em 1º de outubro de 1862, documento que registra atos do governo estará disponível apenas pela internet, no Portal da Imprensa Nacional, a partir de 30 novembro
Criado em 1º de outubro de 1862, documento que registra atos do governo estará disponível apenas pela internet, no Portal da Imprensa Nacional, a partir de 30 novembro
Arquivo/Imprensa Nacional
Presidente acompanhou o lançamento acompanhado por ministros e militares
Presidente acompanhou o lançamento acompanhado por ministros e militares
Foto: Beto Barata/PR
Decreto publicado em 29 de setembro define ampliação de R$ 12,660 bilhões das despesas do Executivo
Decreto publicado em 29 de setembro define ampliação de R$ 12,660 bilhões das despesas do Executivo
Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital