Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2015 > 01 > Gilberto Kassab assume Ministério das Cidades

Governo

Gilberto Kassab assume Ministério das Cidades

Transmissão de cargo

Ministro afirmou que prioridades da pasta estão bem definidas na própria estrutura do ministério e que sua gestão vai continuar trabalhando com a participação dos movimentos sociais
por Portal Brasil publicado: 05/01/2015 12h37 última modificação: 06/01/2015 16h26
Divulgação/Roberto Stuckert Filho/PR Ministro das Cidades, Gilberto Kassab, é empossado durante cerimônia de posse do segundo mandato da Presidenta Dilma

Ministro das Cidades, Gilberto Kassab, é empossado durante cerimônia de posse do segundo mandato da Presidenta Dilma

O ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, assumiu oficialmente, nesta segunda-feira (5), o cargo de ministro do Ministério das Cidades. A cerimônia aconteceu em Brasília, no auditório do próprio Ministério.

A transmissão do cargo foi feita pelo então ministro Gilberto Magalhães Occhi, que em seu discurso de agradecimento relembrou que, nos últimos quatro anos, foram três milhões e 750 mil unidades contratadas do Minha Casa Minha Vida (MCMV).

“Tivemos um número recorde de um programa habitacional aqui no Brasil e a tarefa é de ter mais três milhões de moradias contratadas nos próximos anos”, salientou Occhi.

Occhi citou também o Conselho Nacional das Cidades, que segundo ele, é o maior conselho que a Esplanada tem no sentido da discussão de políticas de desenvolvimento urbano.

O ex-ministro relembrou ainda a aprovação do Plano Nacional de Saneamento Básico, que determina melhoria na área nos próximos 20 anos, prazo que começou a contar em 2014. Será um investimento total de R$ 500 bilhões no setor até o ano de 2034.

“Quero agradecer a todos que apoiam o Ministério das Cidades. Todos, sem exceção, são importantes para o Ministério. Ministro Kassab, te desejo muito sucesso’”, concluiu Gilberto Magalhães Occhi.

Na cerimônia, Gilberto Kassab evidenciou que em sua gestão vai continuar trabalhando com a participação dos movimentos sociais e que o Conselho Nacional das Cidades vai manter os encontros já consolidados. Para Kassab é através de diálogos, críticas e sugestões que se pode avançar.

“A atuação da sociedade é indispensável. Vamos ter a oportunidade de participar, interagir e somar. É chegando perto, ouvindo muito as pessoas, que se sente o pulsar da cidade e que se pode identificar suas necessidades”, frisou Kassab.

O ministro ressaltou que seu objetivo é consolidar cidades mais respeitosas que valorizem e fortaleçam a democracia. Ele também que em sua gestão a pasta vai continuar participando ativamente do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 3) e da terceira fase do Minha Casa Minha Vida.

“Vamos consolidar espaços mais fraternos e solidários. É nosso dever e um direito do cidadão brasileiro”, declarou Kassab, que acrescentou que “tudo isso significa empregos, salários e renda para os trabalhadores”.

O novo ministro ressaltou ainda que a fiscalização será feita em todas as obras que contam com a participação da pasta. “Queremos uma fiscalização que ajuda, orienta e evita atrasos, desperdícios e prejuízos. Vamos trabalhar para que os recursos cheguem rápidos, com o máximo de clareza, transparência e o mínimo de burocracia”, destacou.

“Temos consciência do complexo trabalho que temos que desenvolver com estados e municípios. Teremos um trabalho que vai exigir sempre criatividade e coragem nas inovações”, concluiu Kassab.

Perfil

Gilberto Kassab foi duas vezes prefeito de São Paulo, entre 2006 e 2012. Ele assumiu a prefeitura da capital paulista pela primeira vez após a renúncia de José Serra, de quem era vice-prefeito, quando este deixou o cargo para se candidatar ao governo do estado.

Graduado engenheiro civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) e economista pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA-USP), Kassab também cursou introdução à ciência política na Universidade de Brasília (UnB) em 1980.

Deputado federal por duas legislaturas (1999-2003 e 2203-2007), renunciou em 1º de janeiro de 2005 para assumir o mandato de vice-prefeito em São Paulo.

Kassab iniciou a vida política aos 25 anos, participando do Fórum de Jovens Empreendedores da Associação Comercial de São Paulo. Em 1989, participou da campanha presidencial de Guilherme Afif Domingos e, em 1992, foi eleito vereador pelo extinto PL.

Filiou-se ao PFL (atual DEM) em 1995, alcançando a vice-presidência do partido em São Paulo em 1996 e a presidência em 2007. Em março de 2011, Gilberto Kassab fundou, com dissidentes de diversos partidos, entre eles DEM, PSDB e PPS, o Partido Social Democrático (PSD), cuja legalização ocorreria em 27 de setembro do mesmo ano. Ele é presidente nacional da legenda.

Fonte:
Portal Brasil
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Despesas de custeio do governo federal registram maior queda em seis anos
Segundo o Boletim de Custeio Administrativo, houve redução de 20,5% com passagens aéreas e 7,2% com material de escritório
Eliseu Padilha fala sobre prioridades do governo para gerar mais empregos
O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, participou, na terça-feira (31), da abertura da reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, em Brasília
Compartilhamento de dados irá evitar fraudes nos programas sociais
O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, em parceria com o Ministério do Trabalho, está compartilhando informações de cadastro dos programas sociais para evitar fraudes
Segundo o Boletim de Custeio Administrativo, houve redução de 20,5% com passagens aéreas e 7,2% com material de escritório
Despesas de custeio do governo federal registram maior queda em seis anos
O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, participou, na terça-feira (31), da abertura da reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, em Brasília
Eliseu Padilha fala sobre prioridades do governo para gerar mais empregos
O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, em parceria com o Ministério do Trabalho, está compartilhando informações de cadastro dos programas sociais para evitar fraudes
Compartilhamento de dados irá evitar fraudes nos programas sociais

Últimas imagens

Objetivo é reduzir gastos e aumentar a arrecadação
Objetivo é reduzir gastos e aumentar a arrecadação
Arquivo/Iphan
O ministro-chefe da Casa Civil ocupará a presidência do Brasil Eficiente, que será integrado por demais ministros
O ministro-chefe da Casa Civil ocupará a presidência do Brasil Eficiente, que será integrado por demais ministros
Foto: Ligiani Silveira/Governo do Mato Grosso
Iniciativa partiu da Ouvidoria-Geral da União (OGU) junto à Comissão Gestora do Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse
Iniciativa partiu da Ouvidoria-Geral da União (OGU) junto à Comissão Gestora do Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse
Divulgação/Governo de Minas Gerais
A Controladoria-Geral da União será o primeiro órgão a adotar o TáxiGov fora da fase de testes
A Controladoria-Geral da União será o primeiro órgão a adotar o TáxiGov fora da fase de testes
Divulgação/Ministério do Planejamento
A pasta encaminhou 1.167 Tomadas de Contas Especiais ao TCU para início da cobrança em 2016
A pasta encaminhou 1.167 Tomadas de Contas Especiais ao TCU para início da cobrança em 2016
Marcos Santos/USP Imagens
Com o TáxiGov, o governo deixará de usar frota própria gradualmente
Com o TáxiGov, o governo deixará de usar frota própria gradualmente
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Valor foi depositado nas contas do Fundo de Participação dos Municípios e pode ser utilizado livremente
Valor foi depositado nas contas do Fundo de Participação dos Municípios e pode ser utilizado livremente
Foto: Gleice Mere/Ministério do Planejamento
A depender da avaliação bimestral de receitas e despesas, serão adotadas medidas de limitação orçamentária
A depender da avaliação bimestral de receitas e despesas, serão adotadas medidas de limitação orçamentária
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Presidente em exercício, Rodrigo Maia, sancionou a lei na terça-feira durante viagem de Michel Temer a Portugal
Presidente em exercício, Rodrigo Maia, sancionou a lei na terça-feira durante viagem de Michel Temer a Portugal
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Município de onde os cidadãos mais acessaram foi São Paulo (SP), com mais de 2,1 milhões de visitas
Município de onde os cidadãos mais acessaram foi São Paulo (SP), com mais de 2,1 milhões de visitas
Waldemir Barreto/Agência Senado

Governo digital