Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2015 > 04 > Marco Civil da Internet completa um ano

Governo

Marco Civil da Internet completa um ano

Regulamentação

Até o próximo dia 30, Ministério da Justiça recebe as contribuições na consulta pública para a regulamentação da lei sancionada pela presidenta Dilma
por Portal Brasil publicado: 23/04/2015 19h27 última modificação: 23/04/2015 19h28

Há um ano, o Brasil ganhou um Marco Civil da Internet, um conjunto de regras para organizar o uso do serviço no País. Atualmente, o Ministério da Justiça está recebendo as contribuição da sociedade para regulamentar a lei sancionada pela presidenta Dilma Rousseff.

Quem quiser participar da consulta pública sobre o Marco Civil, pode acessar o site e entrar na discussão. O debate, aberto desde 28 de janeiro deste ano, termina no dia 30 de abril e tem recebido intensa participação de cidadãos comuns, empresas e sociedade civil organizada.

O secretário de Assuntos Legislativos, Gabriel Sampaio, considera o Marco Civil como uma verdadeira Constituição da internet no Brasil.

“É uma legislação fundamental porque promove direitos e garantias dos usuários da Internet, estabelece os princípios e as diretrizes para a construção de uma internet democrática e que incentive a inovação e a privacidade dos seus usuários”, afirmou o secretário. “Todos esses pontos tornam a lei do Marco Civil referência mundial, inclusive, por ter sido fruto de uma construção, que envolveu todos os usuário num amplo processo democrático de consultas por meios digitais e com a participação ativa do parlamento.”

Os princípios da lei – especialmente a garantia da neutralidade de rede, da liberdade de expressão e da privacidade dos usuários – foram estabelecidos para manter o caráter aberto da internet.

A neutralidade de rede prevê que o tráfego de qualquer dado deve ser feito com a mesma qualidade e velocidade, sem discriminação, sejam dados, vídeos. Se essa neutralidade não fosse garantida, a internet poderia funcionar como uma TV a cabo: os cidadãos pagariam determinado valor para acessar redes sociais e outro para acessar redes e vídeos, por exemplo.

Outro princípio é a garantia da liberdade de expressão. Hoje, redes sociais podem retirar do ar fotos ou vídeos que usem imagens de obras protegidas por direito autoral ou que contrariam regras das empresas.

Com o Marco Civil da Internet, essas empresas deixam de ser responsáveis pelos conteúdos gerados por terceiros e não poderão retirá-los do ar sem determinação judicial, a não ser em casos de nudez ou de atos sexuais de caráter privado.

Fonte:
Portal Brasil, com informações do Ministério da Justiça e Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Campanha Brasil nos trilhos. Um ano de coragem, trabalho e avanços
Confira a nova campanha sobre os 12 meses de atuação do governo federal
Temer discute Previdência com ministros e parlamentares
Presidente recebeu neste domingo (16), no Palácio da Alvorada, autoridades para discutir a proposta de reforma da Previdência
Esclareça boatos sobre a Reforma da Previdência
O rombo previdenciário não para de crescer e pode engolir toda a nossa economia. Assista ao vídeo e entenda melhor. Não se deixe enganar
Confira a nova campanha sobre os 12 meses de atuação do governo federal
Campanha Brasil nos trilhos. Um ano de coragem, trabalho e avanços
Presidente recebeu neste domingo (16), no Palácio da Alvorada, autoridades para discutir a proposta de reforma da Previdência
Temer discute Previdência com ministros e parlamentares
O rombo previdenciário não para de crescer e pode engolir toda a nossa economia. Assista ao vídeo e entenda melhor. Não se deixe enganar
Esclareça boatos sobre a Reforma da Previdência

Últimas imagens

Organizadores do ato e pessoas identificadas pela polícias poderão ser responsabilizadas
Organizadores do ato e pessoas identificadas pela polícias poderão ser responsabilizadas
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
InovaGov é formada por 49 órgãos públicos, seis instituições privadas e uma do terceiro setor
InovaGov é formada por 49 órgãos públicos, seis instituições privadas e uma do terceiro setor
Arquivo/EBC
Resgates já beneficiaram mais de 15 milhões de trabalhadores
Resgates já beneficiaram mais de 15 milhões de trabalhadores
Arquivo/Agência Brasil
Schvartsman assume o cargo no lugar de Murilo Ferreira, que esteve na presidência por seis anos
Schvartsman assume o cargo no lugar de Murilo Ferreira, que esteve na presidência por seis anos
Divulgação/Governo do Paraná
Operações investigam corrupção envolvendo servidores e empresas de Tocantins e Santa Catarina
Operações investigam corrupção envolvendo servidores e empresas de Tocantins e Santa Catarina
Divulgação/Polícia Federal
Texto prevê contrapartidas como privatizações e restrições ao aumento de despesas contínuas
Texto prevê contrapartidas como privatizações e restrições ao aumento de despesas contínuas
Foto: Nilson Bastian/Câmara dos Deputados
A nova plataforma será útil no desenvolvimento e monitoramento de políticas públicas
A nova plataforma será útil no desenvolvimento e monitoramento de políticas públicas
Arquivo/Agência Brasil
Parceria entre o ministério e o site existe desde agosto de 2016
Parceria entre o ministério e o site existe desde agosto de 2016
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital