Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2016 > 02 > Em São Luís, Jaques Wagner pede mobilização contra o Aedes aegypti

Saúde

Em São Luís, Jaques Wagner pede mobilização contra o Aedes aegypti

Dia Nacional de Mobilização Zika Zero

Ministro-chefe da Casa Civil está na capital maranhense para divulgar a campanha do governo federal
por Portal Brasil publicado: 13/02/2016 15h35 última modificação: 13/02/2016 15h35
Governo do Maranhão/Ascom O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, esteve acompanhado do governador do estado, Flávio Dino, e do prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior

O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, esteve acompanhado do governador do estado, Flávio Dino, e do prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior

O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, participou, neste sábado (13), do Dia Nacional de Mobilização Zika Zero, em São Luis (MA). Ao lado do governador do estado, Flávio Dino, e do prefeito da capital, Edivaldo Júnior, o ministro orientou os cidadãos sobre os cuidados a serem tomados para eliminar o mosquito.

"Hoje nós mobilizamos as três forças para combater um problema que é mundial, presente em 113 países. Não vamos resumir essa ação a um dia, mas reunir esforços para chamar a atenção da população para a necessidade de ter consciência cidadã, individual e coletiva", disse o ministro-chefe da Casa Civil, destacando que a maioria dos focos estão dentro das residências.

Wagner também fez um apelo para que todos se mobilizem em casa evitando juntar água parada, reduzindo, assim, a proliferação do mosquito. "Peço a todos que deem a sua contribuição permanente no combate ao mosquito para que possamos garantir a saúde das próximas gerações", pediu.

Para o governador Flávio Dino, é fundamental o trabalho em conjunto dos agentes comunitários de saúde, militares e demais agentes públicos. "Estamos aqui dando um exemplo de união. Temos hoje o conjunto de todas as forças para simbolizar o que o país precisa na mobilização de toda a sociedade. Este ato sinaliza o rumo da liderança que o país precisa para cuidar, sobretudo, dos segmentos mais vulneráveis", disse o governador.

Distribuídos por todas as cinco regiões do país neste sábado, militares, ministros e outros representantes do governo federal chamam a atenção da população para a necessidade de cuidados permanentes e contínuos em todos os lugares, a fim de destruir criadouros do mosquito Aedes aegypti e evitar sua reprodução.

Mobilização permanente, contínua e ininterrupta 

Na próxima semana, 50 mil homens e mulheres das Forças Armadas darão prosseguimento às ações de combate aos focos do mosquito Aedes aegypti e manterão o trabalho de conscientização da população, cujo engajamento será fundamental para que o país vença essa batalha.

Neste sábado agentes do governo federal estiveram em pelo menos 162 municípios, para participação de eventos programados em conjunto com as autoridades locais, como visitas a escolas, hospitais e salas de coordenação e controle para o enfrentamento à microcefalia. Os ministros foram orientados a dar entrevistas, para mostrar o empenho do governo federal no combate ao mosquito transmissor do vírus Zika e motivar toda a população a desenvolver ações permanentes de destruição dos criadouros.

De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Castro, esta é "a maior mobilização nacional já realizada para combater o Aedes aegypti". Segundo ele, "será uma mobilização permanente, contínua e ininterrupta".

"Já nos livramos desse mosquito no passado. A maneira mais eficiente é eliminar os criadouros. E dois terços dos criadouros estão dentro das residências", disse Castro. "Em todos os casos bem sucedidos de combate ao mosquito houve envolvimento da sociedade", afirmou.

Fonte: Casa Civil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Brasil receberá visita oficial do presidente da Argentina em fevereiro
O porta-voz da Presidência da República, Alexandre Parola, informou que o presidente da Argentina, Mauricio Macri, realizará visita de Estado ao Brasil
120 dias com coragem para fazer as reformas de que o Brasil precisa
O Brasil precisa de reformas que não podem esperar. E o governo federal tem a coragem de fazer o que outros governos não fizeram
Governo lança plataforma que centraliza serviços públicos
Plataforma de Cidadania Digital amplia e simplifica acesso a serviços públicos digitais, inclusive por meio de dispositivos móveis
O porta-voz da Presidência da República, Alexandre Parola, informou que o presidente da Argentina, Mauricio Macri, realizará visita de Estado ao Brasil
Brasil receberá visita oficial do presidente da Argentina em fevereiro
O Brasil precisa de reformas que não podem esperar. E o governo federal tem a coragem de fazer o que outros governos não fizeram
120 dias com coragem para fazer as reformas de que o Brasil precisa
Plataforma de Cidadania Digital amplia e simplifica acesso a serviços públicos digitais, inclusive por meio de dispositivos móveis
Governo lança plataforma que centraliza serviços públicos

Últimas imagens

A depender da avaliação bimestral de receitas e despesas, serão adotadas medidas de limitação orçamentária
A depender da avaliação bimestral de receitas e despesas, serão adotadas medidas de limitação orçamentária
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Presidente em exercício, Rodrigo Maia, sancionou a lei na terça-feira durante viagem de Michel Temer a Portugal
Presidente em exercício, Rodrigo Maia, sancionou a lei na terça-feira durante viagem de Michel Temer a Portugal
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Município de onde os cidadãos mais acessaram foi São Paulo (SP), com mais de 2,1 milhões de visitas
Município de onde os cidadãos mais acessaram foi São Paulo (SP), com mais de 2,1 milhões de visitas
Waldemir Barreto/Agência Senado
O banco de dados está em desenvolvimento dentro do Programa de Modernização da SPU
O banco de dados está em desenvolvimento dentro do Programa de Modernização da SPU
Divulgação/Iphan
Os ex-servidores respondem na esfera judicial por crimes e estão proibidos de retornar ao serviço público federal
Os ex-servidores respondem na esfera judicial por crimes e estão proibidos de retornar ao serviço público federal
Divulgação/CGU
Presidente da Turquia acusou o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de ser o autor da ação
Presidente da Turquia acusou o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de ser o autor da ação
Foto: EPA/Sedat Suna/Agência Lusa
Servidores devem comprovar a necessidade por junta médica oficial
Servidores devem comprovar a necessidade por junta médica oficial
Divulgação/EBC
O grupo extremista curdo TAK assumiu, no domingo (11), a autoria do atentado
O grupo extremista curdo TAK assumiu, no domingo (11), a autoria do atentado
Sedat Suna/Agência Lusa/EPA
A emissão gratuita da identidade será feita somente por meio virtual
A emissão gratuita da identidade será feita somente por meio virtual
Divulgação/Prefeitura de São Paulo (SP)
A unidade da federação com maior expectativa de vida foi Santa Catarina, com 78,7 anos
A unidade da federação com maior expectativa de vida foi Santa Catarina, com 78,7 anos
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Governo digital