Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2016 > 02 > Ministros visitarão casas em mobilização nacional contra o Aedes

Governo

Ministros visitarão casas em mobilização nacional contra o Aedes

Enfrentamento

A ação será realizada, simultaneamente, em 353 municípios brasileiros, presidenta Dilma estará no Rio de Janeiro
por Portal Brasil publicado: 12/02/2016 10h02 última modificação: 12/02/2016 17h46
Divulgação/Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr Ministros acertam detalhes do Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Aedes aegypti, ação que será realizada simultaneamente em 353 municípios

Ministros acertam detalhes do Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Aedes aegypti, ação que será realizada simultaneamente em 353 municípios

Os ministros do governo federal vão participar neste sábado (13) de uma grande mobilização contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus da dengue, chikungunya e do zika vírus. A ação será realizada, simultaneamente, em 353 municípios brasileiros, com o apoio de secretários-executivos, presidentes de estatais e 220 mil militares.

A ordem foi dada pela própria presidenta Dilma Rousseff, que vai acompanhar toda a ação do Rio de Janeiro, sede dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Nesta quinta-feira (11), foi realizada uma reunião para acertar os detalhes do chamado Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Aedes aegypti.

“Tivemos uma reunião hoje (11), coordenada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, com todos os ministros, secretários-executivos, presidentes de empresas e autarquias federais. Ou seja, toda a cúpula do governo federal”, relatou o ministro da Saúde, Marcelo Castro. De acordo com ele, o objetivo é que todos estejam bem preparados “para o grande dia”.

Além das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), prefeitos, governadores e, agora, os ministros, a operação vai contar com aproximadamente 46 mil agentes de combate às endemias e 266 mil agentes comunitários de saúde.

Esforço Máximo

“Selecionamos 353 cidades onde faremos essa ação. Cada ministro, cada diretor de empresa irá para uma cidade diferente dos diversos Estados. Qual a finalidade dessa grande mobilização? É mostrar que o governo federal, os governos estaduais e os governos municipais estão fazendo o esforço máximo para combater o mosquito”.

Marcelo Castro alerta, no entanto, que nem mesmo esse esforço será suficiente para deter o Aedes aegypti se a população não se engajar na luta. “É preciso que a sociedade também se mobilize. Mesmo porque dois terços dos criadouros do mosquito estão dentro das residências. Então, o que estamos pedindo? Que as pessoas tirem 15 minutos de um dia por semana – estamos sugerindo que seja no sábado, o sábado da faxina. Com 15 minutos, a pessoa pode percorrer o quintal da sua casa, pode percorrer a sua casa e destruir todos os criadouros, eliminar todos os criadouros do mosquito, para não deixá-lo nascer”.

E, já que não existe vacina e tampouco um remédio contra o zika vírus, a maneira mais eficiente de combater o mosquito é não o deixando nascer. “Há vários exemplos de cidades que conseguiram eliminar o mosquito. Mas, em todos esses casos, houve a participação efetiva da sociedade, que tem de ser um trabalho continuado, permanente, ininterrupto. Nós precisamos vencer essa luta contra o mosquito que está transmitindo três doenças graves: dengue, zika e chikungunya. Nós, governo e sociedade, venceremos o mosquito”, afirma Marcelo Castro.

Fonte: Blog do Planalto

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Temer: acordo com os EUA ajuda a abrir novos mercados
Para Temer, trabalho junto aos Estados Unidos abre o caminho para exportar a outros países
Michel Temer alerta para regras do abono salarial
Presidente em exercício lembra que quem tem direito ao benefício são os empregados cadastrados no PIS/PASEP há cinco anos
Ciência Sem Fronteiras atenderá alunos da rede pública
Na última seleção, programa atendeu 35 mil alunos ao custo de R$ 105 mil ao ano por cada um, o que é considerado muito elevado
Para Temer, trabalho junto aos Estados Unidos abre o caminho para exportar a outros países
Temer: acordo com os EUA ajuda a abrir novos mercados
Presidente em exercício lembra que quem tem direito ao benefício são os empregados cadastrados no PIS/PASEP há cinco anos
Michel Temer alerta para regras do abono salarial
Na última seleção, programa atendeu 35 mil alunos ao custo de R$ 105 mil ao ano por cada um, o que é considerado muito elevado
Ciência Sem Fronteiras atenderá alunos da rede pública

Últimas imagens

Presidente Michel Temer durante apresentação do novo regime fiscal aos líderes da base aliada da Câmara e do Senado
Presidente Michel Temer durante apresentação do novo regime fiscal aos líderes da base aliada da Câmara e do Senado
Foto: Beto Barata/PR
Michel Temer durante visita à Arena Carioca 1 nesta terça-feira (14)
Michel Temer durante visita à Arena Carioca 1 nesta terça-feira (14)
Foto: Beto Barata/PR
O ministro interino do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, ressaltou em entrevista coletiva que medida propiciará economia de cerca de 230 milhões
O ministro interino do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, ressaltou em entrevista coletiva que medida propiciará economia de cerca de 230 milhões
Foto: Portal Brasil
Guilherme Campos afirmou comprometimento para que os Correios possam ser sempre uma empresa de confiabilidade.
Guilherme Campos afirmou comprometimento para que os Correios possam ser sempre uma empresa de confiabilidade.
Foto: Correios
Ministro Eliseu Padilha durante coletiva de imprensa para falar sobre a preparação para os Jogos Olímpicos Rio 2016
Ministro Eliseu Padilha durante coletiva de imprensa para falar sobre a preparação para os Jogos Olímpicos Rio 2016
Foto: Carolina Antunes/PR
O ataque ocorreu no centro histórico da cidade, bairro  frequentado por turistas e estudantes.
O ataque ocorreu no centro histórico da cidade, bairro frequentado por turistas e estudantes.
Vladimir Platonow/ Agência Brasil
O esforço, afirma Temer, é para, no final do seu governo, entregar um País equilibrado na política e na economia
O esforço, afirma Temer, é para, no final do seu governo, entregar um País equilibrado na política e na economia
Foto: Beto Barata/PR
Somente em Salvador serão entregues 2.800 unidades
Somente em Salvador serão entregues 2.800 unidades
Foto: Isac Nóbrega/PR

Governo digital