Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2016 > 03 > Em SP, Dilma faz apelo por paz e defende liberdade de expressão

Governo

Em SP, Dilma faz apelo por paz e defende liberdade de expressão

Protestos

Presidenta disse que atos marcados para este domingo devem ser tratados com "respeito"; " vivi num momento em que se você manifestasse, você ia preso", lembrou
por Portal Brasil publicado: 12/03/2016 17h44 última modificação: 12/03/2016 17h44

A presidenta Dilma Rousseff comentou, neste sábado (12), durante visita ao município de Franco da Rocha (SP), os protestos programados para este domingo (13) e fez um apelo contra atos de violência e vandalismo. Ela defendeu a liberdade de expressão e a democracia.

 Para mim é muito importante a democracia no nosso País, então eu acredito que o ato de amanhã deve ser tratado com todo respeito. Não acho que seja cabível, e acho que é um desserviço para o Brasil, qualquer ação que constitua provocação, violência e atos de vandalismo de qualquer espécie", disse Dilma.

Ela fez um um apelo "pela paz e pela democracia" e disse que o País vive hoje um momento especial. "Eu vivi num momento em que se você manifestasse, você ia preso. Se você discordasse, você ia preso. Nós, agora, não. Nós  vivemos um momento em que as pessoas podem se manifestar, podem externar o que pensam, e isso é algo que nós temos de preservar”, defendeu.

Chuvas

Dilma Rousseff sobrevoo pela manhã as áreas atingidas pelas fortes chuvas nos municípios de Franco da Rocha, Francisco Morato e Mairiporã, localizados na região metropolitana de São Paulo. As regiões ficaram inundadas após o temporal que atingiu o estado na madrugada da última sexta-feira (11), causando mortes, deslizamentos e deixou desabrigados.

Após o sobrevoo, Dilma se reuniu com o governador de São Paulo, Geraldo Alckimin, e com os prefeitos da região para discutir medidas de proteção das famílias atingidas. A presidenta também conversou com jornalistas e, em seguida, visitou um abrigo feito para moradores que tiveram que deixar suas casas.

Durante entrevista, a presidenta garantiu que o governo federal ajudará as regiões afetadas por meio da política nacional de apoio a desastres naturais, que combina prevenção e ações emergenciais de apoio aos desabrigados, como a prioridade na distribuição de moradias do programa Minha Casa Minha Vida.

“Nós temos um primeiro objetivo quando combatemos e enfrentamos desastres. Primeiro é prevenir, que significa que nós temos que evitar sobretudo mortes. Porque qualquer patrimônio você reconstrói, uma cidade você limpa, uma rua você refaz, mas uma morte não tem retorno, não tem volta”, reforçou a presidenta.

A presidenta ainda ressaltou a importância da atuação em conjunto de todas as esferas de governo.“Essa é a forma principal pela qual nós devemos agir, independentemente do que cada um de nós acredita, pensa, defende, de que partido político nós somos.  Nós temos, diante das necessidades da população, de nos unirmos. Eu acho que esse gesto aqui, hoje, fala mais do que qualquer discurso que eu faça. {…} Nós temos obrigação em relação ao povo dessa região”, concluiu.

Fonte: Blog do Planalto

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Conheça do GovData
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
TáxiGov: saiba como fazer o primeiro acesso
Usuários devem acessar taxigov.gov.br e realizar o cadastro
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
Conheça do GovData
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida
Usuários devem acessar taxigov.gov.br e realizar o cadastro
TáxiGov: saiba como fazer o primeiro acesso

Últimas imagens

Aulas irão abordar a importância de se adaptar portais para pessoas com deficiência
Aulas irão abordar a importância de se adaptar portais para pessoas com deficiência
Marcos Santos/USP Imagens
Curso vai apresentar noções básicas e também os fundamentos legais do orçamento público
Curso vai apresentar noções básicas e também os fundamentos legais do orçamento público
Divulgação/EBC

Suspensão deve-se ao não cumprimento de tratados firmados no momento de adesão ao bloco
Suspensão deve-se ao não cumprimento de tratados firmados no momento de adesão ao bloco
Divulgação/Itamaraty
Parte da reserva emergencial estabelecida pelo Decreto já foi utilizada para atender ministérios
Parte da reserva emergencial estabelecida pelo Decreto já foi utilizada para atender ministérios
Foto: Marcos Corrêa/PR
Primeira parcela corresponde a até metade do valor total e será paga junto aos outros benefícios do mês
Primeira parcela corresponde a até metade do valor total e será paga junto aos outros benefícios do mês
Foto: Bernardo Rebello/Caixa
Cerca de 83,7% das pessoas beneficiadas com recursos das contas do FGTS já fizeram saque
Cerca de 83,7% das pessoas beneficiadas com recursos das contas do FGTS já fizeram saque
Foto: Rodrigo de Oliveira/Caixa
Provimento dos cargos vai depender da existência de vagas na data de publicação do edital
Provimento dos cargos vai depender da existência de vagas na data de publicação do edital
Divulgação/Abin
Cursos de gestão abordam risco, dívida pública, suprimento de fundos e relacionamentos interpessoais
Cursos de gestão abordam risco, dívida pública, suprimento de fundos e relacionamentos interpessoais
Divulgação/Esaf
Afastamentos serão concedidos a titulares de cargos efetivos há pelo menos três anos, para mestrado, e quatro anos, para doutorado
Afastamentos serão concedidos a titulares de cargos efetivos há pelo menos três anos, para mestrado, e quatro anos, para doutorado
Foto: Isa Lima/UnB Agência
Servidores do Ministério da Transparência podem filiar-se à Unacon e ter descontos em diversas áreas
Servidores do Ministério da Transparência podem filiar-se à Unacon e ter descontos em diversas áreas
Divulgação/Unacon

Governo digital