Governo

Atendimento ao cidadão

Ministério da Transparência atendeu a 2,8 mil manifestações no Reclame Aqui

Número representa 78% do total de reclamações registradas. Do restante, 567 estão em tratamento e 213 foram arquivadas
publicado: 02/05/2017 15h09, última modificação: 23/12/2017 10h51
Ministério da Transparência atendeu 2,8 mil manifestações no Reclame Aqui

Parceria entre o ministério e o site existe desde agosto de 2016 - Foto: Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Entre novembro de 2016 e abril de 2017, o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) atendeu e encerrou cerca de 2,8 mil manifestações dos cidadãos no site Reclame Aqui. Esse número representa 78% das reclamações e corresponde às solicitações em que o usuário recebeu resposta e a considerou satisfatória.

Do restante, 567 estão em tratamento; 213 foram arquivadas (por apresentar conteúdo impróprio ou inteligível); 19 tiveram resposta intermediária (informações adicionais solicitadas ao órgão criticado); e duas foram complementadas (esclarecimentos adicionais solicitados ao cidadão).

A parceria entre o ministério e o site, firmada em agosto de 2016, tem objetivo de permitir que todas as manifestações feitas à empresa, sobre políticas e serviços públicos prestados pelo governo federal, sejam encaminhadas à Ouvidoria-Geral da União (OGU), para triagem e direcionamento aos gestores para adoção de providências.

O atendimento às reclamações, denúncias, sugestões e solicitações de informação é feito por meio do canal Reclame Aqui Serviços Públicos (disponível na internet ou por aplicativo de celular), no qual estão integradas as plataformas operacionais do portal e do Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal (e-OUV).

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) é órgão que recebeu o maior número de manifestações: 3,3 mil ou mais de 93% dos registros. As reclamações se referem, principalmente, a queixas no atendimento de empresas concessionárias de serviços de telefonia (móvel e fixa), internet banda larga e TV por assinatura.

O tempo médio de resposta é de 11 dias, prazo bem inferior aos 30 dias estabelecidos no acordo de cooperação firmado pelo Ministério da Transparência e o site.

Os usuários também utilizam o e-OUV para avaliar a atuação e o tratamento dispensado pela Ouvidoria-Geral da União. Dos feedbacks recebidos, vários agradecem a rapidez na resposta e informam que o problema foi resolvido logo após as orientações recebidas.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Transparência

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems