Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2017 > 08 > Em reunião, Brasil reforça suspensão da Venezuela do Mercosul

Governo

Em reunião, Brasil reforça suspensão da Venezuela do Mercosul

Bloco econômico

Na presidência do grupo, País ressalta que a suspensão foi motivada pela Cláusula Democrática, assinada em 1998
publicado: 09/08/2017 11h25 última modificação: 03/10/2017 13h00

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, participou, nesta terça-feira (8), de reunião sobre a situação da Venezuela com chanceleres de outros 16 países americanos, em Lima, no Peru.

Na ocasião, Aloysio Nunes ressaltou o entendimento que motivou a decisão adotada pelos países fundadores do Mercosul no último sábado (5), em São Paulo, de aplicação da cláusula democrática à Venezuela.

Desde abril, a Venezuela vive uma onda de manifestações a favor e contra o governo, muitas delas violentas e que já deixaram mais de 120 mortos e mais de mil feridos. O governo do presidente Nicolás Maduro deu posse, na última sexta-feira (4), a uma nova Assembleia Nacional Constituinte, iniciativa criticada pelo Mercosul.

De acordo com o ministério, as últimas ações do governo Maduro, como a convocação da assembleia constituinte, “confirmaram, de maneira inequívoca, a instauração de uma ditadura no país vizinho”. A opção pelo arbítrio, informou em nota o Itamaraty, violou a letra e o espírito do Tratado de Assunção.

O chanceler brasileiro chamou os participantes do encontro de Lima a redobrarem seu empenho para que a Organização dos Estados Americanos proceda à efetiva aplicação da Carta Democrática Interamericana para exigir a pronta restauração do estado democrático de direito na Venezuela.

O ministro convidou os parlamentos nacionais a convergirem com os congressos do Brasil, Argentina e Peru em uma “defesa coordenada da independência da assembleia nacional e da imunidade dos congressistas venezuelanos”, informou o Itamaraty. Também instou os participantes a defenderem a suspensão do Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela dos foros eleitorais da região, como acaba de requerer a corte eleitoral brasileira.

O ministro das Relações Exteriores saudou, ainda, a decisão das procuradorias-gerais do Brasil, Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai de condenar com veemência a destituição arbitrária da procuradora-geral Luísa Ortega, que constituiu um claro atentado à autonomia do ministério público venezuelano.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil e do Itamaraty 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ouvidoria recebe mais de 67 mil denúncias no primeiro semestre
Denúncias de violações de direitos humanos foram recebidas pela ouvidoria do governo federal; maioria relatou violações contra crianças e adolescentes
Conheça do GovData
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
Denúncias de violações de direitos humanos foram recebidas pela ouvidoria do governo federal; maioria relatou violações contra crianças e adolescentes
Ouvidoria recebe mais de 67 mil denúncias no primeiro semestre
Plataforma compartilha a análise de dados governamentais
Conheça do GovData
Serviço deve ser solicitado pelo site taxigov.gov.br
TáxiGov: saiba como pedir uma corrida

Últimas imagens

Congresso Nacional deve analisar o PL encaminhado pelo Executivo
Congresso Nacional deve analisar o PL encaminhado pelo Executivo
Alan Santos/PR
Programa torna mais fácil e rápido processos como emissão de documentos, marcação de consultas pelo SUS e pagamento de obrigações trabalhistas e previdenciárias
Programa torna mais fácil e rápido processos como emissão de documentos, marcação de consultas pelo SUS e pagamento de obrigações trabalhistas e previdenciárias
Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília
Obras deverão ser em melhorias como iluminação e saneamento básico
Obras deverão ser em melhorias como iluminação e saneamento básico
Alexandre Lombardi/Pref. de Sorocaba (SP)
Criado em 1º de outubro de 1862, documento que registra atos do governo estará disponível apenas pela internet, no Portal da Imprensa Nacional, a partir de 30 novembro
Criado em 1º de outubro de 1862, documento que registra atos do governo estará disponível apenas pela internet, no Portal da Imprensa Nacional, a partir de 30 novembro
Arquivo/Imprensa Nacional
Presidente acompanhou o lançamento acompanhado por ministros e militares
Presidente acompanhou o lançamento acompanhado por ministros e militares
Foto: Beto Barata/PR
Decreto publicado em 29 de setembro define ampliação de R$ 12,660 bilhões das despesas do Executivo
Decreto publicado em 29 de setembro define ampliação de R$ 12,660 bilhões das despesas do Executivo
Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital