Você está aqui: Página Inicial > Governo > 2017 > 10 > Ações em governança beneficiam cidadãos e melhoram eficiência dos órgãos públicos

Governo

Ações em governança beneficiam cidadãos e melhoram eficiência dos órgãos públicos

Dia do Servidor Público

Exemplos de iniciativas que deram certo vão desde o atendimento ao público a inovações na área da saúde
publicado: 27/10/2017 16h31 última modificação: 29/10/2017 00h49
Divulgação/Ministério do Planejamento TáxiGov deve reduzir despesas do governo em R$ 20 milhões por ano

TáxiGov deve reduzir despesas do governo em R$ 20 milhões por ano

Para facilitar a vida dos cidadãos e melhorar a eficiência dos órgãos públicos, o Governo do Brasil tem investido em iniciativas capazes de contribuir com o desenvolvimento econômico e social do País. Os casos de ações bem-sucedidas no serviço público federal estão presentes não apenas na rotina de trabalho dos servidores, mas também na vida do cidadão que é atendido em um posto médico.

No fim de 2016, por exemplo, o Ministério da Saúde anunciou que os municípios brasileiros deveriam adotar o prontuário eletrônico em todos os serviços de Atenção Básica. Com a plataforma digital, será possível acompanhar o histórico, os dados e resultado de exames dos pacientes, verificar em tempo real a disponibilidade de medicamentos ou mesmo registrar as visitas de agentes de saúde, melhorando o atendimento ao cidadão.

A transmissão 100% digital dos dados da rede municipal à base nacional permite, ainda, que o Ministério da Saúde verifique on-line como está sendo investido cada real do Sistema Único de Saúde.

Até julho deste ano, das 42.488 Unidades Básicas de Saúde (UBS) em funcionamento no Brasil, 15.158 (35,7%) já utilizavam o prontuário eletrônico. O ministério oferece gratuitamente o prontuário o e-SUS AB e tem como meta informatizar 100% desses serviços até o final de 2018.

Outra medida que beneficia diretamente o cidadão é o decreto assinado no começo deste mês pelo presidente da República, Michel Temer, que dispensa o reconhecimento de firma e a autenticação de cópia de documentos expedidos no País por órgãos públicos federais.

Com a novidade, o próprio servidor público vai conferir a cópia do documento com o original. Já a cópia autenticada dispensa a conferência do original.

No âmbito da eficiência dos gastos nos órgãos públicos, a principal novidade deste ano foi o TáxiGov. Lançado pelo Ministério do Planejamento no começo do ano, o novo serviço deve reduzir em 60% as despesas com transporte administrativo, o que corresponde a R$ 20 milhões por ano.

O TáxiGov é um aplicativo como outros de corrida de táxi, mas que só pode ser usado por servidores que necessitam se deslocar em função de atividades administrativas.

Até agosto, 13 ministérios já haviam adotado o novo sistema e gerado uma economia de R$ 1.148.702,62 em relação aos modelos de transporte anteriormente utilizados (aluguel e aquisição/manutenção de veículos). Segundo o ministério, além do ganho financeiro e melhoria na qualidade e agilidade do serviço, o TáxiGov permite maior controle e transparência, com informações mais precisas sobre o uso dos veículos.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério do Planejamento e do Ministério da Saúde 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil