Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2010 > 08 > Sistema vai monitorar risco de desertificação no Semiárido

Geral

Sistema vai monitorar risco de desertificação no Semiárido

por Portal Brasil publicado: 09/08/2010 19h44 última modificação: 28/07/2014 11h37

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) vai elaborar o Sistema de Alerta Precoce de Secas e Desertificação no Semiárido brasileiro. O objetivo é desenhar cenários de vulnerabilidade resultantes do uso da terra, com ênfase na questão da desertificação, além de fazer previsões sobre mudanças climáticas.


Para viabilizar a implantação do sistema, o Inpe e o Ministério do Meio Ambiente assinaram nesta segunda-feira (9) um acordo de cooperação, durante a 2ª Reunião Ordinária da Comissão Nacional de Combate à Desertificação (CNCD).


Na ocasião, foram empossados no CNDC 11 membros da sociedade civil, a maioria da região Nordeste. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou que o colegiado “precisa ter a mesma importância do Conselho Nacional do Meio Ambiente [Conama], dada a magnitude da sua destinação”.


Segundo Izabella, o CNDC deve buscar a adoção de medidas estruturantes, sem as quais não será possível obter resultados. “É preciso que a comissão aponte caminhos, com a convergência de objetivos e de ações”. Ela destacou, por exemplo, que a demanda por alimentos no País nas próximas décadas estará condicionada ao uso sustentável dos recursos naturais. “Sem água não haverá energia nem agricultura”.


Izabella disse, ainda, que tratar do assunto de forma estratégica é fundamental, dada a importância para a produção de alimentos, a geração de energia e a redução de desastres naturais, como as enchentes ocorridas em Alagoas e Pernambuco em consequência de chuvas, que também tiveram exemplos drásticos em outros pontos do planeta, como no Paquistão.



Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Lei sancionada regulamenta prorrogação de concessões em transporte
Presidente Michel Temer sancionou, com vetos, a lei que regulamenta as condições para a prorrogação de contratos de parceria na área de transportes
Setor de aviação civil está em rota de crescimento, diz ministro dos Transportes
Maurício Quintella disse que o setor está em rota de crescimento após 19 meses de quedas sucessivas na demanda por voos
Campanha busca prevenir acidentes entre caminhoneiros
Ministério do Trabalho realizou campanha Abril Verde com objetivo de impedir acidentes de trabalho em transportes terrestres
Presidente Michel Temer sancionou, com vetos, a lei que regulamenta as condições para a prorrogação de contratos de parceria na área de transportes
Lei sancionada regulamenta prorrogação de concessões em transporte
Maurício Quintella disse que o setor está em rota de crescimento após 19 meses de quedas sucessivas na demanda por voos
Setor de aviação civil está em rota de crescimento, diz ministro dos Transportes
Ministério do Trabalho realizou campanha Abril Verde com objetivo de impedir acidentes de trabalho em transportes terrestres
Campanha busca prevenir acidentes entre caminhoneiros

Últimas imagens

Condutores devem sempre respeitar os limites de velocidade e usar o cinto de segurança
Condutores devem sempre respeitar os limites de velocidade e usar o cinto de segurança
Thiago Amaral/Governo do Piauí
O recadastramento é válido somente para os veículos que vincularam o código do adesivo à placa
O recadastramento é válido somente para os veículos que vincularam o código do adesivo à placa
Diego Gurgel/Governo do Acre
Empreendimentos são compostos por apartamentos de 44,90 m² avaliados em R$ 64 mil cada
Empreendimentos são compostos por apartamentos de 44,90 m² avaliados em R$ 64 mil cada
Foto: Bruno Peres/Ministério das Cidades
Incidente não causou nenhuma vítima, e a água seguiu por um riacho até chegar ao rio Moxotó
Incidente não causou nenhuma vítima, e a água seguiu por um riacho até chegar ao rio Moxotó
Divulgação/Ministério da Integração Nacional
O edital prevê o pagamento máximo de R$ 963 mil para cada projeto aprovado
O edital prevê o pagamento máximo de R$ 963 mil para cada projeto aprovado
Foto: José Medeiros/Governo do Mato Grosso

Governo digital