Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2011 > 03 > Brasil e Reino Unido iniciam diálogo sobre futuro da energia

Infraestrutura

Brasil e Reino Unido iniciam diálogo sobre futuro da energia

por Portal Brasil publicado: 23/03/2011 15h49 última modificação: 28/07/2014 13h02

Os secretários de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia (MME), Marco Antônio Almeida, e do Planejamento Energético do MME, Altino Ventura, e o diretor-geral do Departamento de Energia e Mudança Climática, Will Cavendish, lançaram na terça-feira (22), em Brasília, o Diálogo de Alto Nível sobre Energia Brasil-Reino Unido. A iniciativa dá continuidade ao Memorando de Entendimento entre o Brasil e o Reino Unido na área de energia, assinado em 2006. 

Na primeira reunião realizada, os debates estiveram voltados para as áreas de petróleo e gás, energia de baixo teor de carbono, biocombustíveis e eficiência energética. No setor de petróleo e gás, os dois países concordaram em trabalhar bilateralmente e nas instâncias internacionais de energia para troca de informações, contribuindo para uma maior transparência e estabilidade nos mercados globais. 

Outro ponto importante do encontro foi o setor de tecnologia. A transferência de tecnologia, em particular no que respeita à tecnologia de captura e armazenamento de carbono associado à extração de petróleo e gás, foi um dos assuntos debatidos. Ambas as nações concordam com a importância da preparação para um futuro de baixo carbono. “É importante aproveitar essas oportunidades, partindo da cooperação bilateral já existente, para desenvolver esse setor de forma sustentável e combater os efeitos danosos da mudança climática”, afirmou Marco Antônio. 

O Reino Unido reconheceu o papel do Brasil como o principal exportador mundial de etanol e como um país bem posicionado para aumentar a produção de biocombustíveis. Os dois lados esperam que a bioenergia desempenhe um papel importante para assegurar a segurança energética e a redução das emissões de carbono. Contudo, para estabelecer um mercado global de biocombustíveis, um conjunto de normas de sustentabilidade aceitas internacionalmente precisa ser estabelecido, acreditam os representantes dos dois governos, Marco Antonio Almeida e Will Cavendish. 

A próxima reunião do Diálogo de Alto Nível sobre Energia Brasil-Reino Unido será realizada no Reino Unido, no início de 2012. 

 

Fonte:
Ministério de Minas e Energia

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Cisternas nas Escolas
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Cisternas nas Escolas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas

Últimas imagens

Residencial Carlos Marighella possui 1.472 unidades divididas em cinco setores
Residencial Carlos Marighella possui 1.472 unidades divididas em cinco setores
Foto: Divulgação/Blog do Planalto
Cerca de 1.700 pessoas que se encontravam em área de risco serão beneficiadas
Cerca de 1.700 pessoas que se encontravam em área de risco serão beneficiadas
Divulgação/Governo de SC
Em oito anos, a expansão dos parques eólicos pode fazer a produção, hoje em 3,5%, chegar a 11% da matriz elétrica brasileira
Em oito anos, a expansão dos parques eólicos pode fazer a produção, hoje em 3,5%, chegar a 11% da matriz elétrica brasileira
Foto: Vanderlei Tacchio/Eletrosul
Como funcionam as vilas produtivas rurais do projeto de integração do Rio São Francisco
Como funcionam as vilas produtivas rurais do projeto de integração do Rio São Francisco
Com expansão de 1,8 ponto percentual da geração a biomassa, geração de biomassa teve destaque
Com expansão de 1,8 ponto percentual da geração a biomassa, geração de biomassa teve destaque
Divulgação/Governo da Bahia

Governo digital