Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2011 > 04 > PAC e combate à pobreza serão as prioridades do orçamento de 2011, diz Planejamento

Infraestrutura

PAC e combate à pobreza serão as prioridades do orçamento de 2011, diz Planejamento

por Portal Brasil publicado: 18/04/2011 16h52 última modificação: 28/07/2014 13h04

De acordo com o Ministério do Planejamento, o combate a pobreza extrema e o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) são as duas grandes prioridades da execução orçamentária de 2012, que foi enviada ao Congresso Nacional. A declaração foi feita pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, durante entrevista realizada na última sexta-feira (15) sobre o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

A ministra afirmou que o governo adotou postura austera na definição dos parâmetros, reafirmando assim a manutenção do câmbio flutuante, meta de inflação e superavit primário. “É mais um instrumento do governo que reafirma a importância do tripé econômico na nossa economia”, afirmou.

A principal mudança no projeto de LDO de 2012, segundo Belchior, foi a exclusão de despesas ressalvadas, as “despesas que não são obrigatórias constitucionalmente, mas têm de ser executadas integralmente”.

Essa alteração decorreu do fato de as despesas ressalvadas estarem crescendo nos últimos anos e, assim, como  têm de ser cumpridas, acabam engessando a execução orçamentária. Elas passaram de R$ 2,4 bilhões, em 2004, quando foram criadas, para R$ 10,3 bilhões em 2011. “Os gastos que permanecem sendo obrigatórios são aqueles que estão na Constituição, no âmbito de Saúde e Educação”, afirmou Miriam Belchior.

Segundo a secretária de Orçamento Federal, Célia Corrêa, em 2011, as “despesas ressalvadas” (Ciência e Tecnologia, segurança alimentar, Embrapa, controle do espaço aéreo e dívidas do Brasil com organismos internacionais) somam cerca de R$ 10 bilhões. “A nossa base de contingenciamento estava cada vez menor, porque praticamente todo orçamento estava obrigatório”, afirmou a secretaria.


Fonte:
Ministério do Planejamento

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Porto de Itaqui é o sexto mais movimentado do Brasil
O governo investiu R$ 70 milhões no Berço 108 do Porto de Itaqui, que é a porta de entrada de boa parte do combustível importado pelo Brasil
Nova lei traz mudanças para o Código de Trânsito Brasileiro
Diretor do Denatran destaca as três principais, entre elas, o Sistema de Notificação Eletrônico.
Diretor do Denatran faz balanço da Operação Rodovida
Operação é feita para prevenir e evitar acidentes nas rodovias federais durante os feriados de fim e início de ano
O governo investiu R$ 70 milhões no Berço 108 do Porto de Itaqui, que é a porta de entrada de boa parte do combustível importado pelo Brasil
Porto de Itaqui é o sexto mais movimentado do Brasil
Diretor do Denatran destaca as três principais, entre elas, o Sistema de Notificação Eletrônico.
Nova lei traz mudanças para o Código de Trânsito Brasileiro
Operação é feita para prevenir e evitar acidentes nas rodovias federais durante os feriados de fim e início de ano
Diretor do Denatran faz balanço da Operação Rodovida

Últimas imagens

Ações de fornecimento são importantes para a sobrevivência das famílias
Ações de fornecimento são importantes para a sobrevivência das famílias
Divulgação/Codevasf
A taxa máxima de embarque internacional, que era R$ 109,13, agora custa R$ 113,04
A taxa máxima de embarque internacional, que era R$ 109,13, agora custa R$ 113,04
Foto: divulgação/secretaria de Aviação Civil
Refrota atende à Política Nacional e Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana
Refrota atende à Política Nacional e Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana
Foto: Hmenon Oliveira/Gov. do Distrito Federal
Montante vai impulsionar desenvolvimento regional e fomentar redes de arranjos produtivos locais
Montante vai impulsionar desenvolvimento regional e fomentar redes de arranjos produtivos locais
Divulgação/Governo do Pará
Alimentos são adquiridos dos agricultores familiares e entregues a pessoas em situação de insegurança alimentar
Alimentos são adquiridos dos agricultores familiares e entregues a pessoas em situação de insegurança alimentar
Divulgação/Conab

Governo digital