Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2011 > 05 > Acesso à saúde deve estar no cerne das políticas públicas, afirmam ministros em Assembleia Mundial

Infraestrutura

Acesso à saúde deve estar no cerne das políticas públicas, afirmam ministros em Assembleia Mundial

por Portal Brasil publicado: 17/05/2011 17h34 última modificação: 28/07/2014 13h05

Os ministros da saúde dos países que compõem a iniciativa “Política Externa e Saúde Global” – Brasil, França, Indonésia, Noruega, Senegal, África do Sul e Tailândia – defenderam, em reunião ocorrida durante a 64ª Assembleia Mundial da Saúde, a importância de que a saúde esteja no centro de todas as políticas públicas. 

Em comunicado conjunto, os ministros ressaltaram que a saúde é um estado de bem-estar físico, mental e social - e não apenas a ausência de doença ou enfermidade. 

As autoridades de saúde manifestaram total empenho em apoiar a implementação de reformas que permitam à Organização Mundial da Saúde (OMS) atuar como líder na saúde global. Os ministros destacaram a necessidade de os Estados-Membros analisarem formas e meios para garantir um financiamento adequado e previsível para a OMS. 

No documento, os ministros reforçaram a expectativa da próxima Cúpula de Alto Nível sobre HIV/AIDS, prevista para ocorrer em junho deste ano, em Nova York : a luta contra o HIV/AIDS deve ser tratada, conforme apontaram no documento, a partir de uma perspectiva que inclua prevenção, tratamento, cuidados e apoio, bem como promoção e proteção dos direitos humanos, em especial políticas de combate à discriminação e à estigmatização. O grupo também reforçou a necessidade de aplicar estratégias de prevenção dirigidas a mulheres e meninas — incluindo a prevenção da transmissão materno-infantil e direitos e serviços reprodutivos. 

No encontro, o  ministro da Saúde, Alexandre Padilha, convidou as autoridades da pasta dos outros países para a Conferência Mundial sobre Determinantes Sociais da Saúde, que ocorre  no Rio de Janeiro, de 19 a 21 de outubro de 2011.


Fonte:
Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Cisternas nas Escolas
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Cisternas nas Escolas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas

Últimas imagens

Empreendimentos de saneamento em Marília (SP) com recursos do Ministério das Cidades têm valor de R$ 111 milhões
Empreendimentos de saneamento em Marília (SP) com recursos do Ministério das Cidades têm valor de R$ 111 milhões
Divulgação/Ministério das Cidades
Rede das Cidades Digitais permite a instalação de equipamentos e softwares, suporte técnico e aplicativos nas áreas de saúde, educação e gestão financeira e tributária
Rede das Cidades Digitais permite a instalação de equipamentos e softwares, suporte técnico e aplicativos nas áreas de saúde, educação e gestão financeira e tributária
i-StocK
Minha Casa Minha Vida beneficiou 706 pessoas em Laguna, no interior do estado
Minha Casa Minha Vida beneficiou 706 pessoas em Laguna, no interior do estado
Divulgação/ Ministério do Trabalho e Emprego
Geração média nos seis primeiros meses deste ano foi de 1.831 MW
Geração média nos seis primeiros meses deste ano foi de 1.831 MW
Divulgação/Governo do Piauí
Sistema de bandeiras tarifárias sinaliza aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica
Sistema de bandeiras tarifárias sinaliza aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica
Divulgação/MME

Governo digital