Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2011 > 12 > Norma para autorização de retransmissão de TV é atualizada

Infraestrutura

Norma para autorização de retransmissão de TV é atualizada

por Portal Brasil publicado: 08/12/2011 18h14 última modificação: 28/07/2014 13h21

O Ministério das Comunicações atualizou, nesta semana, a norma de procedimentos de autorização para os serviços de retransmissão (RTV) e repetição (RpTV) de televisão. A portaria nº 498, publicada no Diário Oficial da União da última terça-feira (6), atualiza as regras para a concessão de outorgas, com novos procedimentos e condições tanto para tecnologia analógica quanto digital. Além disso, o documento estabelece o Plano Nacional de Outorgas para Retransmissoras de TV, a partir de 2012.

A nova norma define critérios objetivos para a seleção de entidades interessadas em obter a autorização para executar o serviço. Nos casos onde houver mais de um interessado, a preferência será dada àqueles que visem a retransmissão dos próprios sinais e possuam sede na unidade da federação onde se dará a execução do serviço. Em outro ponto, o documento prevê a vedação à alteração de programação básica, exceto nos casos excepcionais previstos na norma.

A partir do próximo ano, o Ministério das Comunicações divulgará, periodicamente, um cronograma dos avisos de habilitação a serem publicados, dos quais constarão os municípios a serem contemplados com as outorgas de RTV. Nos avisos, terá prioridade a inclusão de municípios que tenham feito uma manifestação formal de interesse pela execução do serviço.

Quando tecnicamente viável, serão disponibilizados pelo menos três canais para outorga em cada município constante do aviso de habilitação. O plano também inclui a possibilidade de o MiniCom oferecer outorga diretamente em tecnologia digital e a alternativa de operação analógica opcional até dezembro de 2013.

 

Fonte:
Ministério das Comunicações

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo anuncia recursos nas áreas de habitação e saneamento no Rio de Janeiro
O estado do Rio de Janeiro receberá investimentos nas áreas de habitação, contenção de encostas e saneamento
Cadastramento biométrico vai aumentar a segurança na transmissão de dados
Termo de Cooperação assinado pelo Departamento Nacional de Trânsito vai aumentar a segurança na transmissão de dados e otimizar recursos
Novas regras vão facilitar embarque e desembarque em aeroportos
Governo elabora conjunto de orientações para eliminar os obstáculos e reduzir o tempo de espera no embarque e desembarque nos aeroportos
O estado do Rio de Janeiro receberá investimentos nas áreas de habitação, contenção de encostas e saneamento
Governo anuncia recursos nas áreas de habitação e saneamento no Rio de Janeiro
Termo de Cooperação assinado pelo Departamento Nacional de Trânsito vai aumentar a segurança na transmissão de dados e otimizar recursos
Cadastramento biométrico vai aumentar a segurança na transmissão de dados
Governo elabora conjunto de orientações para eliminar os obstáculos e reduzir o tempo de espera no embarque e desembarque nos aeroportos
Novas regras vão facilitar embarque e desembarque em aeroportos

Últimas imagens

Cerca de 2 mil pessoas foram beneficiadas com a entrega das unidades habitacionais, avaliadas em R$ 56 mil cada. O empreendimento custou, no total, R$ 28,2 milhões
Cerca de 2 mil pessoas foram beneficiadas com a entrega das unidades habitacionais, avaliadas em R$ 56 mil cada. O empreendimento custou, no total, R$ 28,2 milhões
Foto: Bruno Peres/Ministério das Cidades
Em 2016, foram transportadas 84,6 milhões de toneladas de cargas pelas hidrovias interiores
Em 2016, foram transportadas 84,6 milhões de toneladas de cargas pelas hidrovias interiores
Danilo Borges/Ministério dos Transportes
Segundo ministro, até o fim do primeiro semestre de 2018, as águas estarão na última estrutura do Eixo Norte
Segundo ministro, até o fim do primeiro semestre de 2018, as águas estarão na última estrutura do Eixo Norte
Arquivo/PAC
A previsão para o ano de 2017 é de que a demanda total de energia deve crescer cerca de 1,5%
A previsão para o ano de 2017 é de que a demanda total de energia deve crescer cerca de 1,5%
Foto: Vanderlei Tacchio/Eletrosul

Governo digital