Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2012 > 01 > Com maquete gigante, Ecomuseu reabre suas portas nesta terça-feira

Infraestrutura

Com maquete gigante, Ecomuseu reabre suas portas nesta terça-feira

por Portal Brasil publicado: 31/01/2012 18h05 última modificação: 29/07/2014 08h55
Divulgação/Itaipu Maquete tem 10m de comprimento e 7,6 de largura

Maquete tem 10m de comprimento e 7,6 de largura

A partir desta terça-feira (31), o Ecomuseu da Itaipu reabrirá as suas portas, após a reforma que trouxe um novo atrativo: uma maquete gigante de 76 metros quadrados, que permitirá ao  visitante uma viagem pedagógica pela fronteira do Brasil, Paraguai e Argentina.

Com 10 metros de comprimento e 7,6 metros de largura, a maquete do Ecomuseu é uma das maiores do País. O modelo exibe o relevo de uma área equivalente a 48 mil metros quadrados, representada em uma escala de 1:25.000, ou seja, 25 mil vezes menor que o espaço original.

O destaque é para a Bacia do Paraná 3 (BP3), região que abrange 29 municípios do Oeste paranaense atendidos pelo Programa Cultivando Água Boa. A iluminação é feita com 5.000 pontos de led.

“A ideia é que, ao caminhar pelo espaço, o visitante tenha um novo olhar sobre este nosso pedaço, o nosso lugar”, explica Maria Emília Medeiros de Souza, da Divisão de Educação Ambiental.

Para conhecer de perto toda a região e ainda parte do território paraguaio e argentino, o visitante só precisa olhar para baixo. A maquete está instalada sob um piso de vidro de três centímetros de espessura, cuja estrutura completa chega ao peso de seis toneladas. Na mesma sala, 750 fios de fibra ótica, aplicados no forro de gesso, simulam um céu estrelado.

 

Fonte:
Itaipu 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo federal investe R$ 30 bilhões para combater a seca no nordeste brasileiro
Só com o projeto de Integração do Rio São Francisco, cerca de 12 milhões de pessoas serão beneficiadas
Projeto de Integração do Rio São Francisco vai beneficiar 12 milhões de pessoas
Orçadas em R$ 9,6 bilhões, as obras, com 477 quilômetros, estão em fase final nos eixos norte e leste. O projeto é uma prioridade do governo federal e passa pelos estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte
Minha Casa Minha Vida beneficia 5 mil pessoas no município de Mogi Guaçu
O programa Minha Casa Minha Vida beneficiou cerca de 5 mil pessoas da cidade de Mogi Guaçu (SP). Os investimentos do governo federal, na obra, são da ordem de R$ 119 milhões
Só com o projeto de Integração do Rio São Francisco, cerca de 12 milhões de pessoas serão beneficiadas
Governo federal investe R$ 30 bilhões para combater a seca no nordeste brasileiro
Orçadas em R$ 9,6 bilhões, as obras, com 477 quilômetros, estão em fase final nos eixos norte e leste. O projeto é uma prioridade do governo federal e passa pelos estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte
Projeto de Integração do Rio São Francisco vai beneficiar 12 milhões de pessoas
O programa Minha Casa Minha Vida beneficiou cerca de 5 mil pessoas da cidade de Mogi Guaçu (SP). Os investimentos do governo federal, na obra, são da ordem de R$ 119 milhões
Minha Casa Minha Vida beneficia 5 mil pessoas no município de Mogi Guaçu

Últimas imagens

Aguadas já existentes e as previstas têm volume de acumulação entre 7m³ e 21m³
Aguadas já existentes e as previstas têm volume de acumulação entre 7m³ e 21m³
Divulgação/Codevasf
MI também garantiu a Cruzeiro do Sul (AC) o atendimento da população atingida com kits de ajuda humanitária
MI também garantiu a Cruzeiro do Sul (AC) o atendimento da população atingida com kits de ajuda humanitária
Divulgação/MI
Campos marítimos produziram 94,5% do petróleo e 76,9% do gás natural desse total
Campos marítimos produziram 94,5% do petróleo e 76,9% do gás natural desse total
Divulgação/MME
Convênios irão garantir acesso a água e condições de trafegabilidade a mais de 59 mil pessoas
Convênios irão garantir acesso a água e condições de trafegabilidade a mais de 59 mil pessoas
Frederico Celente/Codevasf
Governo trabalha para melhorar a distribuição do excedente produzido pelas fontes renováveis
Governo trabalha para melhorar a distribuição do excedente produzido pelas fontes renováveis
Divulgação/Itaipu Binacional

Governo digital