Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2012 > 07 > Programa de habitação rural beneficiará 20 mil famílias

Infraestrutura

Programa de habitação rural beneficiará 20 mil famílias

por Portal Brasil publicado: 27/07/2012 18h34 última modificação: 29/07/2014 08h51
Governo do Espírito Santo PNHR foi criado pela necessidade de uma política habitacional que atendesse as especificidades da moradia no campo

PNHR foi criado pela necessidade de uma política habitacional que atendesse as especificidades da moradia no campo

A meta do Programa  é financiar a construção e a reforma de 60 mil moradias, entre 2011 e 2014

 

O Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), que faz parte do Programa Minha Casa, Minha Vida, já beneficiou mais de 29 mil famílias de agricultores e trabalhadores rurais. Somente no primeiro semestre de 2012, foram contratadas 9.665 unidades, o dobro do mesmo período do ano passado, o que representa um investimento de cerca de R$ 240 milhões.

A meta estabelecida pelo Ministério das Cidades para o programa é contratar mais 20 mil moradias até o final do ano, e até 2014, fechar esse ciclo com 60 mil unidades habitacionais.

Enquadram-se no PNHR os agricultores familiares e os trabalhadores rurais, além dos pescadores artesanais, extrativistas, aqüicultores, maricultores, piscicultores, ribeirinhos, comunidades quilombolas, povos indígenas e demais comunidades tradicionais. As famílias são organizadas por entidade representativa sem fins lucrativos (município, estado, sindicatos, cooperativa ou associações), que apresenta o projeto para a Caixa Econômica Federal. As propostas devem atender no mínimo 4 e no máximo 50 famílias por grupo.

A Caixa criou a Superintendência Nacional de Habitação Rural (Suhar) em 2011, para atender as entidades representativas do setor. No último dia 9, o Banco do Brasil (BB) também passou a fazer parte do Programa.

No PNHR, as entidades identificam a demanda habitacional e auxiliam no trabalho de organização das famílias. Os bancos habilitados entram como agentes financeiros e gestores operacionais do Programa, contribuindo com o trabalho de capacitação técnica e social das comunidades, por fim, liberam os recursos e acompanham a realização das obras.

 

Programa Nacional de Habitação Rural

Parte integrante do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), o Programa Nacional de Habitação Rural foi criado pela necessidade de uma política habitacional que atendesse as especificidades da moradia no campo, onde as diferenças do meio urbano para o rural – tais como cultura, forma de remuneração, gleba de terra, logística para construção – passaram a ser consideradas nos programas de moradia para a população do campo.

 

Parâmetros do programa

Para famílias com renda anual de até R$ 15 mil (Grupo I), o valor do subsídio, com recursos do Orçamento Geral da União (OGU), é de até R$ 25 mil para construção e até R$ 15 mil para reforma. Cada família devolve à União apenas 4% do valor subsidiado, em 4 parcelas anuais (1% por ano – 96% do valor total do projeto é subsidiado).

Famílias com renda anual entre R$ 15 mil e R$ 30 mil (Grupos II ), podem receber subsidio de até R$ 7 mil e os valores financiados podem chegar a R$ 80 mil, com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O valor médio das unidades habitacionais é de R$ 25 mil – custo mais baixo, em relação às áreas urbanas, pela disponibilidade de terrenos no meio rural e pelo sistema de produção das moradias (mutirão/autoconstrução assistida, administração direta).

 

Programa Minha Casa, Minha Vida

O Programa Minha Casa Minha Vida é um programa do governo federal, que possibilita que mais brasileiros possam obter moradias – terrenos para construção ou imóveis em conjuntos habitacionais, que podem ser casas ou apartamentos. O programa é voltado para famílias com renda mensal de até R$ 1.600,00.

O Minha Casa, Minha Vida foi lançado em março de 2009 com a meta de construir e disponibilizar 1 milhão de novas unidades habitacionais. Atualmente, essa meta é de 2 milhões de novas moradias para as famílias com renda bruta mensal de até R$ 5.000,00.

 

Leia mais:

Agricultores familiares terão mais crédito e acesso a moradias

Agricultura empresarial e familiar contratam R$ 77,7 bilhões em oito meses

 

Fonte:
Caixa Econômica Federal
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Porto de Itaqui é o sexto mais movimentado do Brasil
O governo investiu R$ 70 milhões no Berço 108 do Porto de Itaqui, que é a porta de entrada de boa parte do combustível importado pelo Brasil
Nova lei traz mudanças para o Código de Trânsito Brasileiro
Diretor do Denatran destaca as três principais, entre elas, o Sistema de Notificação Eletrônico.
Diretor do Denatran faz balanço da Operação Rodovida
Operação é feita para prevenir e evitar acidentes nas rodovias federais durante os feriados de fim e início de ano
O governo investiu R$ 70 milhões no Berço 108 do Porto de Itaqui, que é a porta de entrada de boa parte do combustível importado pelo Brasil
Porto de Itaqui é o sexto mais movimentado do Brasil
Diretor do Denatran destaca as três principais, entre elas, o Sistema de Notificação Eletrônico.
Nova lei traz mudanças para o Código de Trânsito Brasileiro
Operação é feita para prevenir e evitar acidentes nas rodovias federais durante os feriados de fim e início de ano
Diretor do Denatran faz balanço da Operação Rodovida

Últimas imagens

Ações de fornecimento são importantes para a sobrevivência das famílias
Ações de fornecimento são importantes para a sobrevivência das famílias
Divulgação/Codevasf
A taxa máxima de embarque internacional, que era R$ 109,13, agora custa R$ 113,04
A taxa máxima de embarque internacional, que era R$ 109,13, agora custa R$ 113,04
Foto: divulgação/secretaria de Aviação Civil
Refrota atende à Política Nacional e Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana
Refrota atende à Política Nacional e Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana
Foto: Hmenon Oliveira/Gov. do Distrito Federal
Montante vai impulsionar desenvolvimento regional e fomentar redes de arranjos produtivos locais
Montante vai impulsionar desenvolvimento regional e fomentar redes de arranjos produtivos locais
Divulgação/Governo do Pará
Alimentos são adquiridos dos agricultores familiares e entregues a pessoas em situação de insegurança alimentar
Alimentos são adquiridos dos agricultores familiares e entregues a pessoas em situação de insegurança alimentar
Divulgação/Conab

Governo digital