Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2012 > 11 > Empresas terão de cumprir meta para melhorar serviço de TV por assinatura

Infraestrutura

Empresas terão de cumprir meta para melhorar serviço de TV por assinatura

por Portal Brasil publicado: 28/11/2012 16h01 última modificação: 29/07/2014 08h50
Portal Brasil Em reunião, as operadoras se comprometeram a melhorar os serviços oferecidos, principalmente, infraestrutura, comunicação e atendimento

Em reunião, as operadoras se comprometeram a melhorar os serviços oferecidos, principalmente, infraestrutura, comunicação e atendimento

Até 2013, as prestadoras de serviços devem se adequar as normas da Anatel para reduzir em, pelo menos, 35,2% reclamações dos usuários

 

Empresas prestadoras de serviço de TV por assinatura devem reduzir o número de reclamações até dezembro de 2013. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) estipulou medidas para a melhoria da qualidade dos serviços de TV por assinatura e considerou que deve ser reduzida a quantidade de reclamações dos usuários em pelo menos 35,21%.

A meta estipulada pela Agência é chegar a 0,65 reclamação por 1 mil assinantes. Em julho deste ano, foram registradas na central de atendimento da Anatel 14.851 reclamações relacionadas a TV por assinatura, correspondente a mais de 35,2%, a meta estipulada é, no máximo, 9.622 reclamações.

Os dados da Anatel revelam que a maioria das reclamações são por cobrança (35,07%), cancelamento (16,42%) e reparo (13,95%).

Esse fato motivou a Anatel a convocar as prestadoras e exigir planos de ação para a melhoria dos serviços. De um modo geral, as prestadoras se comprometeram a atuar em três frentes (infraestrutura, comunicação e atendimento). Os planos serão acompanhados pela Superintendência de Serviços de Comunicação de Massa da Agência e estão disponíveis, a partir de hoje, no portal da Agência na internet.

 

Empresas

De acordo com o superintendente de Serviços de Comunicação de Massa da Anatel, Marconi Maya, o número de reclamações teve um aumento significativo a partir de dezembro do ano passado. Por isso, no fim de setembro de 2012, a Anatel solicitou que as empresas Claro TV, NET, Oi TV, Sky, Vivo TV, Algar e GVT apresentassem planos de ações, que já foram entregues e podem ser consultados no site da Anatel. A Algar solicitou prazo maior e deve entregar o documento até o dia 3 de dezembro.

Entre outras ações, as empresas se comprometeram a ampliar centrais de atendimento, modernizar redes de serviço, capacitar equipes de campo, aprimorar os meios de comunicação e implementar novos meios de se comunicar com os clientes. Sky e GVT se comprometeram a incorporar os serviços terceirizados de manutenção externa, o que deve melhorar o atendimento.

Confira todas as medidas anunciadas pela Anatel.

 

Multas

As empresas que não cumprirem os planos e as metas da Anatel serão punidas com multas. Isso porque, segundo Maya, a punição aplicada recentemente a empresas de telefonia móvel - proibidas de vender novos planos – não seria efetiva para o setor, já que um menor número de assinantes não influencia na qualidade dos serviços ou na ocupação das redes.

De novembro do ano passado até este mês, a Anatel aplicou 41 multas por qualidade e 14 multas por ações que feriam o direito ao consumidor, totalizando R$ 4 milhões. “A ideia não é que arrecademos dinheiro com multa, mas que o assinante seja bem atendido”, afirma.

 

Fonte:
Agência Brasil
Agência Nacional de Telecomunicações

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Cisternas nas Escolas
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Bandeira das tarifas de energia de abril será vermelha
Na prática, classificação significa que os consumidores terão um custo extra des R$ 5,50 a cada 100 kWh consumidos
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Cisternas nas Escolas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas
Na prática, classificação significa que os consumidores terão um custo extra des R$ 5,50 a cada 100 kWh consumidos
Bandeira das tarifas de energia de abril será vermelha

Últimas imagens

Açude foi construído ainda no século 19 a pedido do Governo Imperial para combater seca dos anos de 1877/79
Açude foi construído ainda no século 19 a pedido do Governo Imperial para combater seca dos anos de 1877/79
Divulgação/Dnocs
Empreendimento localizado em Canoas (RS) operava em ciclo simples com potência instalada de 161 MW
Empreendimento localizado em Canoas (RS) operava em ciclo simples com potência instalada de 161 MW
Divulgação/ Petrobras
Projeto de Iracema - Sapeaçu e subestações associadas prevê 1.854,51 km de linhas de transmissão ao País
Projeto de Iracema - Sapeaçu e subestações associadas prevê 1.854,51 km de linhas de transmissão ao País
Divulgação/ Ibama
Sistema de Bandeiras Tarifárias apresentam, de maneira didática, ao consumidor custos da energia em função das condições de geração
Sistema de Bandeiras Tarifárias apresentam, de maneira didática, ao consumidor custos da energia em função das condições de geração
Divulgação/ Aneel
Programa socioambiental desenvolvido no interior do Paraná garante ao Brasil uma premiação inédita
Programa socioambiental desenvolvido no interior do Paraná garante ao Brasil uma premiação inédita
Divulgação/Itaipu

Governo digital