Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2012 > 11 > Empresas terão de cumprir meta para melhorar serviço de TV por assinatura

Infraestrutura

Empresas terão de cumprir meta para melhorar serviço de TV por assinatura

por Portal Brasil publicado: 28/11/2012 16h01 última modificação: 29/07/2014 08h50
Portal Brasil Em reunião, as operadoras se comprometeram a melhorar os serviços oferecidos, principalmente, infraestrutura, comunicação e atendimento

Em reunião, as operadoras se comprometeram a melhorar os serviços oferecidos, principalmente, infraestrutura, comunicação e atendimento

Até 2013, as prestadoras de serviços devem se adequar as normas da Anatel para reduzir em, pelo menos, 35,2% reclamações dos usuários

 

Empresas prestadoras de serviço de TV por assinatura devem reduzir o número de reclamações até dezembro de 2013. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) estipulou medidas para a melhoria da qualidade dos serviços de TV por assinatura e considerou que deve ser reduzida a quantidade de reclamações dos usuários em pelo menos 35,21%.

A meta estipulada pela Agência é chegar a 0,65 reclamação por 1 mil assinantes. Em julho deste ano, foram registradas na central de atendimento da Anatel 14.851 reclamações relacionadas a TV por assinatura, correspondente a mais de 35,2%, a meta estipulada é, no máximo, 9.622 reclamações.

Os dados da Anatel revelam que a maioria das reclamações são por cobrança (35,07%), cancelamento (16,42%) e reparo (13,95%).

Esse fato motivou a Anatel a convocar as prestadoras e exigir planos de ação para a melhoria dos serviços. De um modo geral, as prestadoras se comprometeram a atuar em três frentes (infraestrutura, comunicação e atendimento). Os planos serão acompanhados pela Superintendência de Serviços de Comunicação de Massa da Agência e estão disponíveis, a partir de hoje, no portal da Agência na internet.

 

Empresas

De acordo com o superintendente de Serviços de Comunicação de Massa da Anatel, Marconi Maya, o número de reclamações teve um aumento significativo a partir de dezembro do ano passado. Por isso, no fim de setembro de 2012, a Anatel solicitou que as empresas Claro TV, NET, Oi TV, Sky, Vivo TV, Algar e GVT apresentassem planos de ações, que já foram entregues e podem ser consultados no site da Anatel. A Algar solicitou prazo maior e deve entregar o documento até o dia 3 de dezembro.

Entre outras ações, as empresas se comprometeram a ampliar centrais de atendimento, modernizar redes de serviço, capacitar equipes de campo, aprimorar os meios de comunicação e implementar novos meios de se comunicar com os clientes. Sky e GVT se comprometeram a incorporar os serviços terceirizados de manutenção externa, o que deve melhorar o atendimento.

Confira todas as medidas anunciadas pela Anatel.

 

Multas

As empresas que não cumprirem os planos e as metas da Anatel serão punidas com multas. Isso porque, segundo Maya, a punição aplicada recentemente a empresas de telefonia móvel - proibidas de vender novos planos – não seria efetiva para o setor, já que um menor número de assinantes não influencia na qualidade dos serviços ou na ocupação das redes.

De novembro do ano passado até este mês, a Anatel aplicou 41 multas por qualidade e 14 multas por ações que feriam o direito ao consumidor, totalizando R$ 4 milhões. “A ideia não é que arrecademos dinheiro com multa, mas que o assinante seja bem atendido”, afirma.

 

Fonte:
Agência Brasil
Agência Nacional de Telecomunicações

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Cisternas nas Escolas
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Cisternas nas Escolas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas

Últimas imagens

Investimentos serão a fundo perdido, ou seja, sem a necessidade de contrapartida ou complementação do Governo Federal
Investimentos serão a fundo perdido, ou seja, sem a necessidade de contrapartida ou complementação do Governo Federal
Divulgação/ Ministério das Cidades
Em Sergipe, governo federal está implantando 15 Bancos Comunitários de Sementes Crioulas
Em Sergipe, governo federal está implantando 15 Bancos Comunitários de Sementes Crioulas
Divulgação/Mapa
Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de batismo do Navio Marcílio Dias e viagem inaugural do Navio Petroleiro André Rebouças.
Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de batismo do Navio Marcílio Dias e viagem inaugural do Navio Petroleiro André Rebouças.
Presidenta falou sobre partilha de petróleo e tecnologia de extração
Presidenta falou sobre partilha de petróleo e tecnologia de extração
Roberto Stuckert Filho/PR
Programa habitacional entregou casas e apartamentos em 11 estados do País
Programa habitacional entregou casas e apartamentos em 11 estados do País
Divulgação/EBC

Governo digital