Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2013 > 09 > Projeto deve impulsionar turismo no litoral paulista

Infraestrutura

Projeto deve impulsionar turismo no litoral paulista

Pesca

Ministério da Pesca e Aquicultura e prefeitura fecham acordo de gestão compartilhada do Terminal Pesqueiro de Santos
por Portal Brasil publicado: 18/09/2013 18h10 última modificação: 29/07/2014 23h53

O Ministério da Pesca e Aquicultura e a Prefeitura de Santos (SP) firmaram nesta terça-feira, 17/9, em Brasília, um acordo de intenção prevendo a eventual transferência e gestão compartilhada do Terminal Pesqueiro Público do litoral santista. O projeto visa integrar o terminal à atividade turística, um dos grandes motores da economia local, e ao mercado público já existente na cidade.

Com a parceria, será possível urbanizar a região e ofertar melhores condições de trabalho tanto para quem descarrega quanto para quem compra o pescado.

Acordo deve desenvolver terminal

Segundo o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, os pescadores terão novas alternativas para armazenar e comercializar seus produtos, além de desenvolver a economia local. “O Terminal Pesqueiro irá reforçar a cultura da pesca e desenvolver a cidade do ponto de vista do setor pesqueiro, e também da questão do turismo. Teremos um terminal mais moderno, com melhor infraestrutura e que atenderá a população”, destacou.

Para o ministro Marcelo Crivella, a gestão compartilhada do Terminal Pesqueiro permitirá fomentar a pesca na região. “Muitos Terminais Pesqueiros têm uma gestão compartilhada, que tem sido um sucesso. Hoje fazemos com que a vida do pescador e do consumidor de Santos melhore”, afirmou.

O terminal fica situado ao lado da balsa da travessia para o Guarujá, numa das regiões de maior valorização imobiliária no estado de São Paulo. Desde a criação do Ministério, o terminal já recebeu uma fábrica de gelo, posto de abastecimento de combustível e melhorias para a descarga de pescado. 

Fonte:

Ministério da Pesca e Aquicultura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo anuncia recursos nas áreas de habitação e saneamento no Rio de Janeiro
O estado do Rio de Janeiro receberá investimentos nas áreas de habitação, contenção de encostas e saneamento
Cadastramento biométrico vai aumentar a segurança na transmissão de dados
Termo de Cooperação assinado pelo Departamento Nacional de Trânsito vai aumentar a segurança na transmissão de dados e otimizar recursos
Novas regras vão facilitar embarque e desembarque em aeroportos
Governo elabora conjunto de orientações para eliminar os obstáculos e reduzir o tempo de espera no embarque e desembarque nos aeroportos
O estado do Rio de Janeiro receberá investimentos nas áreas de habitação, contenção de encostas e saneamento
Governo anuncia recursos nas áreas de habitação e saneamento no Rio de Janeiro
Termo de Cooperação assinado pelo Departamento Nacional de Trânsito vai aumentar a segurança na transmissão de dados e otimizar recursos
Cadastramento biométrico vai aumentar a segurança na transmissão de dados
Governo elabora conjunto de orientações para eliminar os obstáculos e reduzir o tempo de espera no embarque e desembarque nos aeroportos
Novas regras vão facilitar embarque e desembarque em aeroportos

Últimas imagens

Cerca de 2 mil pessoas foram beneficiadas com a entrega das unidades habitacionais, avaliadas em R$ 56 mil cada. O empreendimento custou, no total, R$ 28,2 milhões
Cerca de 2 mil pessoas foram beneficiadas com a entrega das unidades habitacionais, avaliadas em R$ 56 mil cada. O empreendimento custou, no total, R$ 28,2 milhões
Foto: Bruno Peres/Ministério das Cidades
Em 2016, foram transportadas 84,6 milhões de toneladas de cargas pelas hidrovias interiores
Em 2016, foram transportadas 84,6 milhões de toneladas de cargas pelas hidrovias interiores
Danilo Borges/Ministério dos Transportes
Segundo ministro, até o fim do primeiro semestre de 2018, as águas estarão na última estrutura do Eixo Norte
Segundo ministro, até o fim do primeiro semestre de 2018, as águas estarão na última estrutura do Eixo Norte
Arquivo/PAC
A previsão para o ano de 2017 é de que a demanda total de energia deve crescer cerca de 1,5%
A previsão para o ano de 2017 é de que a demanda total de energia deve crescer cerca de 1,5%
Foto: Vanderlei Tacchio/Eletrosul

Governo digital