Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2013 > 10 > Ser parceiro da indústria nacional é meta do governo federal, diz Dilma

Infraestrutura

Ser parceiro da indústria nacional é meta do governo federal, diz Dilma

Indústria nacional

Presidenta destaca Plano Inova Empresa, com R$ 32 bilhões de investimento em inovação
por Portal Brasil publicado: 14/10/2013 12:31 última modificação: 14/10/2013 14:53
Roberto Stuckert Filho Finep investe R$ 5 milhões na construção da fábrica de equipamentos elétricos localizada no Sul de Minas Gerais

Finep investe R$ 5 milhões na construção da fábrica de equipamentos elétricos localizada no Sul de Minas Gerais


A importância da parceria entre os diversos níveis de governo e a indústria nacional foi o destaque do discurso da presidenta Dilma Rousseff, nesta segunda-feira (14), em Itajubá (MG), quando inaugurou a fábrica de transformadores de corrente e de potencial da empresa Balteau Produtos Elétricos. Segundo a presidenta, "ser parceira da indústria nacional no seu desenvolvimento é um dos grandes objetivos do governo”.

“Expressamos aqui um compromisso da parceria entre o setor produtivo e os diferentes níveis de governo para acelerar a inovação no país. Essa parceria permite que nós ampliemos a produtividade da indústria, da agricultura e do setor de serviços e, assim fazendo, nós termos maior competitividade, especialmente na indústria e economia. Essa planta expressa a confiança da Balteau na continuidade do crescimento da indústria”, destacou.

A presidenta também destacou o lançamento, no início do ano, do Plano Inova Empresa, com a destinação de R$ 32,5 bilhões para fomentar a inovação. Segundo Dilma, foram lançados editais para projetos nas áreas da pecuária, energia, petróleo e gás e tecnologia da informação, com contratos firmados que chegam a R$ 19 bilhões. Ela também destacou a vocação do Sul de Minas Gerais para as áreas de tecnologia e eletroeletrônica.

“Queremos que parceria entre a Finep e a Balteau se tornem cada vez mais comuns e bem-sucedidas. Os resultados são promissores e confirmam a disposição do setor privado em investir em inovação. O Sul de Minas Gerais mostra que, com os instrumentos adequados, inciativas, investimentos em educação, com criação de ambiente propício, o Brasil dá mais um passo e entra numa nova fase do desenvolvimento. Nessa fase, a competitividade da economia se baseia cada vez mais no conhecimento e na educação”, afirmou.

Fábrica

A fábrica de transformadores de corrente e de potencial da empresa Balteau Produtos Elétricos conta com 11 mil m² de área construída e passa a fabricar, além de produtos de baixa e média tensão, transformadores de corrente e de potencial até 550 kV. É a única fabricante no Brasil de transformadores de instrumentos de alta tensão com capital 100% brasileiro.

Foram investidos R$ 50 milhões na construção da fábrica, que terá capacidade produtiva anual de 50 mil peças de baixa e média tensão e 2,3 mil peças de alta tensão. “A fábrica é um avanço no desenvolvimento tecnológico no País. É uma forma de capacitar-nos para termos mais competitividade da indústria e da economia. A Balteau mostra que tem uma aposta desafiadora. Um dos maiores fatores de aumento de produtividade é o investimento das empresas. A capacidade de exportação é de grande valor para empresas de um País”, destacou a presidenta.

Mercado internacional

A empresa Balteau é referência na produção de transformadores e destina-se ao mercado nacional e internacional. Panamá, Costa Rica, Guatemala, República Dominicana, EUA, Canadá, México, Peru, Equador, Chile, Argentina, África Do Sul, Reino Unido, Alemanha, Malásia, Indonésia, Tailândia e Austrália são países que exportam produtos da empresa.

“Registro a alegria de inaugurar em Itajubá mais um avanço, uma conquista da indústria brasileira, exclusivamente nacional. É uma plataforma que envolve cerca de 15 países, valorizando a inovação e absorção de tecnologia. Desejo sucesso ao empreendimento e a cidade de Itajubá”, destacou o ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Fernando Pimentel.

Desenvolvimento do Sul de Minas

“Acho que a nossa maior contribuição para o desenvolvimento da região e do Sul de Minas Gerais é dar suporte para o parque industrial da região, em especial em áreas de alto conteúdo tecnológico, como a indústria da informação, design house, e também eletroeletrônica, aeroespacial e de transportes”, enumerou Dilma.

A presidenta lembrou do programa Inova Empresa, que tem R$ 30 bilhões em recursos para incentivar a inovação das empresas brasileiras. Segundo a presidenta, “o futuro do País está nessa questão: empregos de qualidade, produtos com valor agregado. Nós somos um País que tem todas as condições para termos várias Itajubás. Dou todo apoio para construção de parques tecnológicos”, finalizou Dilma.

Fonte:

Blog do Planalto
Portal Brasil 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil