Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2013 > 12 > 2ª CNPDC discute estratégias de mobilização social para etapas preparatórias

Infraestrutura

2ª CNPDC discute estratégias de mobilização social para etapas preparatórias

Defesa civil

Conferência Nacional de Proteção e Defesa Civil promove integração das políticas públicas relacionadas à Proteção e à Defesa Civil
por Portal Brasil publicado: 17/12/2013 12h20 última modificação: 29/07/2014 23h56

A Comissão Organizadora Nacional da 2ª Conferência Nacional de Proteção e Defesa Civil (2ª CNPDC) se reúne, nesta terça-feira (17), até às 18h, no Centro Nacional de Gerenciamento de Risco e Desastre (Cenad), em Brasília. O evento terá a participação do secretário Nacional de Defesa Civil, general Adriano Pereira Júnior.

Durante a reunião, a Comissão discutirá estratégias de mobilização para as etapas preparatórias da 2ª CNPDC, especialmente as municipais, que estão em andamento até o dia 15 de março. Segundo o diretor de Minimização de Desastres do Ministério da Integração Nacional, Armin Braun, esta fase é essencial para ouvir as necessidades da população relacionadas aos temas proteção e defesa civil. "A intenção é desenvolver um plano de mobilização conjunto, no qual cada um dos representantes dos diversos seguimentos dê sua colaboração", explica.

O encontro também dará continuidade aos encaminhamentos da primeira reunião da Comissão, realizada no início de novembro. A etapa nacional da 2ª Conferência está marcada para 27 a 30 de maio, em Brasília.

Comissão Organizadora Nacional

A Comissão é representada pela sociedade civil, órgãos municipais e estaduais de defesa civil, conselhos profissionais, comunidade científica e órgãos do governo federal.

Sobre a 2ª CNPDC

Novo processo de mobilização e consulta, a 2ª Conferência Nacional de Proteção e Defesa Civil promove a participação, o controle social e a integração das políticas públicas relacionadas à Proteção e à Defesa Civil. Coordenada pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, a proposta é definir princípios e diretrizes para a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil.

Para isso, serão realizadas diversas etapas por todo o país, divididas em: municipais, estaduais, distrital, livres, virtual e etapa nacional. A previsão é que 1,8 mil pessoas participem da Conferência Nacional. Destas, esperam-se 1,7 mil delegados, dentre agentes de Defesa Civil, representantes da sociedade civil, da comunidade científica e dos conselhos profissionais e de políticas públicas.

Fonte:

Ministério da Integração Nacional

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Cisternas nas Escolas
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Brasil Sem Miséria - Programa Água para Todos
Conheça o projeto Cisternas nas Escolas, que vai levar 5 mil cisternas às escolas do semiárido brasileiro. Arnoldo de Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS explica o projeto.
Cisternas nas Escolas
Deliberação foi feita nesta quarta (1º) durante reunião interministerial do Grupo de Segurança Hídrica. Ações são direcionadas para o Nordeste
Governo dará suporte contra a crise hídrica em áreas urbanas

Últimas imagens

Cerca de 1.700 pessoas que se encontravam em área de risco serão beneficiadas
Cerca de 1.700 pessoas que se encontravam em área de risco serão beneficiadas
Divulgação/Governo de SC
Em oito anos, a expansão dos parques eólicos pode fazer a produção, hoje em 3,5%, chegar a 11% da matriz elétrica brasileira
Em oito anos, a expansão dos parques eólicos pode fazer a produção, hoje em 3,5%, chegar a 11% da matriz elétrica brasileira
Foto: Vanderlei Tacchio/Eletrosul
Como funcionam as vilas produtivas rurais do projeto de integração do Rio São Francisco
Como funcionam as vilas produtivas rurais do projeto de integração do Rio São Francisco
Com expansão de 1,8 ponto percentual da geração a biomassa, geração de biomassa teve destaque
Com expansão de 1,8 ponto percentual da geração a biomassa, geração de biomassa teve destaque
Divulgação/Governo da Bahia
Cerca de 30 bairros de Atibaia estão sendo contemplados com obras de pavimentação
Cerca de 30 bairros de Atibaia estão sendo contemplados com obras de pavimentação
Divulgação/Min. das Cidades

Governo digital